Apotheosis of a Demon – A Monster Evolution Story





Uma novel de evolução de monstros de volta ao básico(?).

Um novo VRMMORPG, "World of Yggdrasia" ("Mundo de Yggdrasia"), estava recrutando testadores beta de todo o mundo. Dez mil testadores começaram sua jornada de espadas e feitiçaria em um novo reino, tão grande quanto a Terra.

Ao mesmo tempo, um experimento clandestino estava em andamento. Sem o conhecimento do mundo em geral, 100 testadores alfa secretos receberam corpos de monstros e foram convocados para a mesma terra.

A garota de branco era uma dessas testadoras. Apesar das probabilidades contra ela, ela continuou a evoluir de novo e de novo. Para se rebelar contra a invasão do mundo real, ela se tornará uma fera terrível, a destruidora de mundos... a Garota Coelhinha!

"... Espere o que? Eu?"

Nossa protagonista sobreviverá, inflexível, sem conhecer o desespero.



Título em Português: Apoteose de Um Demônio ~ Uma História da Evolução de um Monstro

Autor: Haru no Hi
Tradutor: Juan AmonRA

Gênero: Ação - Aventura - Fantasia - Magia - Isekai - Jogo - Suspense - Drama


Web Novel Original: Clique aqui




Nota do Autor
Aqui está minha nova série e começa com uma configuração de VRMMORPG.
O arco inicial é um pouco obscuro, mas a MC estará lentamente se fortalecendo. Torne-se a coelhinha que você deveria ser, protagonista!
Ela tem 11 anos, mas é bastante mundana em alguns aspectos, então ela realmente não age com a sua idade.
Bem, então, até que ela se vingue, vamos observar a jornada de "A Garota Branca".

"Yggdrasia lhe dá as boas-vindas!" (???)

A Realidade Virtual (VR), como é conhecida pelo público, iniciou seus primeiros passos com um sistema puramente visual e auditivo. Com o tempo, o VR logo conseguiu replicar todas as sensações, e os sistemas de imersão completa se tornaram a norma. A tecnologia rapidamente se tornou indispensável em uma infinidade de indústrias.
Alguns anos depois, o [Sistema Avatar] nasceu: uma tecnologia que fazia uso de corpos de Avatar - criados a partir de eletrônicos, proteínas e enzimas especiais - para permitir que alguém fizesse um trabalho perigoso ou viajasse pelo mundo a partir do conforto de suas próprias casas usando a realidade virtual.
E, claro, também foi o auge dos jogos de realidade virtual. Mundos de sonhos e fantasia foram criados em servidores, limitados apenas pela imaginação humana. As pessoas esperavam ansiosamente pela próxima invenção, o próximo salto adiante.

Foi quando um conglomerado, oriundo de um país do primeiro mundo, entrou no mundo do VRMMO. Eles começaram a recrutar testadores beta para seu MMORPG de todo o planeta.
Criado por uma empresa famosa por seu trabalho na indústria médica e de defesa e patrocinado pelo governo, o jogo instantaneamente se tornou famoso em todo o mundo. Três milhões de pessoas se inscreveram, lutando pelas dez mil cópias permitidas para o teste beta. Tão grande, tão fascinante era o mundo recém-revelado, que as pessoas se perguntavam se não era realmente uma viagem interdimensional.
Os candidatos foram escolhidos com base em idade, sexo, caráter, emprego, educação, saúde, histórico criminal e outros fatores. E para os dez mil sortudos, o que os esperava era o mundo pelo qual eles estavam ansiosos: Yggdrasia. Uma terra centralizada em torno da imponente [Árvore do Mundo] e das noventa e nove de suas [Mudas] que sustentavam os continentes com um tamanho combinado equivalente à Terra.


Um cachorro de pelúcia vestido de smoking apareceu. O testador precisava de um guia para Yggdrasia, então a IA (Inteligência Artificial) do sistema criou um. O testador não mostrou reação, e o guia ficou quieto em troca, até encontrar as palavras certas, selecionadas dentre as milhões de respostas possíveis com as quais foi programado.

"Meu, meu. Jovem senhorita, você é um coelho adorável, não é?" (Mascote)

Ela não disse nada.
Quando o Sistema Avatar foi estabelecido, o maior problema encontrado foi a desconexão entre a percepção do controlador humano e a do avatar.
Para simplificar, o distúrbio era causado pelas diferenças entre sexo, físico, estrutura óssea, altura do campo de visão, comprimento dos membros do controlador humano ou outras características importantes e as próprias características do avatar. Diferenças sutis nos detalhes faciais e nas cores dos cabelos, no entanto, não eram um problema. Mesmo se seus avatares tiverem grandes diferenças, nenhum sintoma seria exibido enquanto os usuários mantivessem seu tempo de operação curto. Era o uso constante e prolongado do avatar que era o gatilho e, em alguns casos, o usuário começava a sentir sintomas de rejeição mental.
Quando os sintomas apareciam, enquanto os usuários descansavam por alguns dias sem usar a VR, eles não apresentavam efeitos duradouros. Mas se eles continuassem por vários dias, sua psique começaria a se desestabilizar, com alguns usuários relatando náusea e ansiedade.

A primeira solução para esse problema foi diminuir a sensibilidade do avatar, mas a decisão foi revertida após o dilúvio de reclamações vindas de usuários que foram mimados pelo realismo. A solução mais simples, conforme decidido pela indústria de VR e pela associação médica, era apenas alertar os usuários a "usarem um avatar o mais parecido possível com você".
Essa decisão levou os fabricantes de dispositivos de VR a começar a incorporar scanners de corpo inteiro em seus produtos como padrão, e a maioria dos serviços de VR recomendou fortemente que seus clientes copiassem sua aparência para usar como avatares.

Obviamente, a indústria de jogos não foi exceção. Os jogadores tinham uma margem de manobra através da mudança de idade, mas na maioria dos casos, seus avatares eram quase cópias de carbono de seus corpos reais.
Assim, nossa testadora, como apareceu na sala do guia IA para as configurações iniciais do jogo, parecia a mesma que seu corpo digitalizado na vida real. Se houvesse um ser humano real supervisionando esse processo, eles interviriam imediatamente quando ouvissem a IA chamar a testadora de "um coelho adorável".
De acordo com as informações preliminares da IA, a garota na frente dela era uma emigrante japonesa, 11 anos de idade. Sofria de uma ausência congênita de pigmentação - uma albina.

Ela era um pouco menor que a média para a idade dela. Ela usava um vestido branco simples que lembrava roupas de hospital. Seus braços e pernas, espreitando para fora do vestido, mal eram melhores que galhos. Em um olhar mais atento, você podia ver o que pareciam machucados pontilhando sua pele branca.
É verdade que ela podia ser considerada fofa, e verdadeiramente, seus cabelos brancos levemente desalinhados e olhos escarlates fixos em um brilho permanente a faziam parecer um coelho, mas se um humano real com emoções reais a visse, eles não chamariam ela de [fofa]. Eles diziam que ela parecia [lamentável].
A albina ficou em silêncio, sem mostrar sinais de que ouviu a IA. Após o tempo necessário para o programa, o cachorro de pelúcia mudou de posição e começou a explicação seguinte.

"Bem, senhorita. Permita-me explicar sobre o mundo de Yggdrasia!" (Mascote)

No centro de Yggdrasia, havia uma [Árvore do Mundo] gigante e imponente, e dela gerou-se noventa e nove [Mudas] para abençoar as terras. Elas atraíram a raça dos humanos e, ao redor das [Mudas], trinta e três países principais e sessenta e seis países menores, formados a partir de miríades de aldeias, vilas, cidades e metrópoles. A população dos principais países começou de alguns milhões a dezenas de milhões de cidadãos, ou para países menores, centenas de milhares a alguns milhões.
A civilização dos humanos parecia uma mistura da história medieval da idade média e do início da era moderna - se ignorássemos a existência de Ferramentas Mágicas. Assim como os aparelhos elétricos, esses dispositivos utilizavam o [Mana] para servir aos mesmos propósitos, e eram acessíveis o suficiente, mesmo para a maioria das pessoas comuns. Nas cidades maiores, as pessoas poderiam viver, se não como um rei, pelo menos comodamente.
Até carruagens, trens e navios usavam motores mágicos. Apesar do tamanho do mundo, o transporte e as viagens eram relativamente simples.

Yggdrasia estava cheia do poder da magia, ou, para ser mais preciso, [Mana]. A maioria dos combates se concentrava no uso de armas brancas, magias ou, raramente, mosquetes mágicos de tiro único.
Todos os jogadores eram humanos, mas humano não era a única raça. Havia também elfos, anões, homens-fera, dragonkins e muitas outras raças de demi-humanos. Eles viviam em assentamentos e colônias nas profundezas de florestas e montanhas, longe dos países humanos. Em seguida, havia goblinóides e raças de monstros, como Goblins, Orcs, Ogros e muito mais, que se opunham a toda a humanidade.
Para aumentar as apostas, o jogo incluía uma punição para a morte: poder mágico reduzido, 10% de diminuição nas estatísticas e itens do inventário serão derrubados. Caso o jogador não tiver definido um ponto de renascimento, ele reviverá em um local aleatório próximo à sua morte anterior. Se o jogador morrer novamente sem aumentar suas estatísticas, seu personagem será excluído.

A dor foi simulada, mas apenas em 10%. Os jogadores ainda sentiriam o choque de serem atingidos, mesmo que reduzissem sua dor ao mínimo.
As atividades criminais seriam punidas de acordo com as leis do país local, com a prisão como uma das possíveis punições. Os jogadores poderiam brigar entre si, mas se fossem pegos pela polícia (no caso de assassinato e não de um duelo consensual) e recebessem uma sentença longa o suficiente, suas contas seriam excluídas.
Jogar como criminoso era permitido, mas se você entrasse na lista de procurados, suas atividades seriam severamente restringidas.
A velocidade do tempo no jogo era praticamente a mesma do tempo real. Considerando o tamanho do mundo em si, cada área do jogo tinha seu próprio fuso horário.

"Você entendeu tudo isso? Bem, então, senhorita, para o nosso próximo assunto. Normalmente, é aqui que os testadores beta começam a criar seus personagens, mas como você é um dos testadores alfa secretos, estará escolhendo sua raça. De acordo com o seu contrato, após o término do período de testes, você será obrigada a manter a confidencialidade e suas despesas de vida pelos próximos dez anos serão totalmente cobertas", o guia IA terminou seu discurso.

A menina branca assentiu apenas uma fração.
Testadores alfa secretos. Cem órfãos, reunidos em segredo para servir como sujeitos de teste.
Publicamente, o objetivo desse experimento era [reunir dados para implementar o PvP entre jogadores humanos e monstros]. Supostamente, examinaria a psique de um usuário quando ele usasse um corpo totalmente não humano, bem como o estresse mental e físico do uso constante de VR a longo prazo com o corpo do usuário em sono induzido. Mas havia outra razão secreta para esse experimento.

Uso militar.

Os testadores alfa receberam avatares não humanos com a sensibilidade definida o mais alto que a tecnologia permitia e serão forçados a permanecer conectados por meio ano.

"Suas escolhas para raça são as seguintes: [Goblinoide] - exemplos desse tipo seriam Goblins e Kobolds. Fora isso, você pode escolher entre os [Tipo fera], [Tipo Dragão], [Tipo Planta], mas eu recomendaria..." (Mascote)
"... Demônio...", a garota branca falou pela primeira vez.
"Desculpe?", o protocolo de fala da IA iniciou um novo diálogo "Entendo. Você escolheu a [Raça Demoníaca], então? Eu não recomendo o uso de um avatar do tipo corpo espiritual, mas a escolha é sua... Bem, por favor, vá até a porta ali. Também começaremos a instalar o pacote de idiomas comum do mundo no caminho, portanto, fique calma".

Quando a garota assentiu levemente e caminhou, a IA executou sua ação final programada.

"Então desejo-lhe uma vida maravilhosa em Yggdrasia! Ah, quase esqueci, uma última coisa! Por favor, me diga seu nome!", Disse a IA para a garota ainda sem nome, mas ela continuou andando.
"... não preciso de um", ela murmurou.


Seus passos finais a colocaram em um caminho de luz que leva ao mundo do novo VRMMORPG, Yggdrasia.




Nota do Autor
O próximo capítulo será o começo da vida da garota branca para sobreviver como um monstro. Será escrito em primeira pessoa, na maior parte. Ela não falou muito neste capítulo, mas tenha certeza, ela disse muitas coisas em sua cabeça: D.

Até a próxima atualização.
Eu suspirei aliviada. Finalmente consegui entrar no jogo. Essa coisa de [Experimento] era suspeita, é certo, mas ainda haveria melhores condições de vida aqui em comparação com meu antigo orfanato.
A aura de luz que me cobria desapareceu. Meu corpo, anteriormente humano, foi convertido no avatar Demônio que eu escolhi.

Brilhante, muito brilhante! Minha cabeça doía com a visão de 360 graus que eu tinha agora. Eu estava vendo de todas as partes do meu corpo, em vez de apenas com meus olhos. Eu recebi a explicação, mas experimentar por mim mesma foi bastante intenso...
Quanto mais próxima a simulação da realidade, pior a sensação de desconexão. Aparentemente, apenas alguns anos atrás, a síndrome nem sequer existia. Não é de se surpreender, considerando que, na época, o VR não podia simular cheiros, e os sistemas apenas usavam vibração para falsificar a sensação do toque.

A corporação disse que queria implementar o [PvP entre jogadores humanos e monstros], mas se o processamento de informações visuais por si só for tão ruim, tenho certeza de que isso não acontecerá tão cedo. Bem, acho que é por isso que eles precisavam de testadores...
O que me lembrou: eles disseram que os testadores alfa secretos teriam sensibilidade à dor e os sentidos voltados ao máximo, mas eu esperava que eles usassem meus dados físicos para ajustar os detalhes. O problema era se eles o fizeram antes que a coleta de dados terminasse ou não... eu provavelmente não deveria ter muita esperança aqui.
Então, meio ano. Meio ano dessa forma, com zero descanso... Imaginei que era por isso que a IA disse que essa raça não era recomendada. Ainda assim, quando me perguntou o que eu queria ser, essa era a única opção em que eu conseguia pensar.

Minha visão girou e virou, como se estivesse vendo através de um caleidoscópio dentro de um redemoinho agitado. Sem a capacidade de fechar os olhos, decidi ficar parada por... em torno de uma hora. Finalmente, o sentimento diminuiu para um nível que eu podia suportar. Talvez meu cérebro finalmente tenha conseguido processar toda essa informação visual.
Urgh... eu senti vontade de vomitar. Minha cabeça ainda girava devido à tontura e náusea, mas não consegui desistir daqui. Eles não permitiriam que os testadores alfa secretos desistissem aqui.
Ainda assim, o descanso valeu a pena. Eu finalmente pude olhar em volta. E até eu, uma garota que normalmente mantinha uma tampa apertada em suas emoções, fiquei impressionada com o que vi.

Ouvi dizer que você não conseguia distinguir jogos de realidade virtual hoje em dia da vida real, mas isso estava muito além do que eu esperava. Uma brisa leve, folhas farfalhantes, sombras e manchas de luz solar dançando no chão, o vento carregando o cheiro da grama, da terra e da água. Tudo isso, eu senti.

Isto era uma floresta. Ao meu redor havia árvores, árvores e mais árvores. Não há sinais de civilização em lugar algum. Nada aqui…
Não, espera. Eu sou um [monstro] agora. Eu tenho a sensação de que coisas ruins acontecerão se eu chegar perto de uma vila humana. Se este mundo for tão realista quanto me foi explicado, humanos e monstros são inimigos.
Mas eu tinha coisas mais importantes com que me preocupar. No momento em que entendi o que estava ao meu redor, finalmente, também entendi o que eu era.

... um slime branco? Não do tipo elástico e saltitante, mas um slime pegajoso e gotejante feito de líquido espesso. Parece que alguém misturou um pouco de massa aquosa ou salgadinho e depois jogou tudo no chão. Como é que isso funciona? Eu posso me mover? Eu estou perdida em como funciona a mecânica de locomoção deste corpo.
Levei alguns momentos para perceber que havia um pequeno pedaço de cristal do tamanho de uma moeda no chão perto de mim. O que é essa coisa...?
Enquanto eu imaginava esticar meus braços, um pedaço do slime voou e envolveu o cristal.

Aaaahh... certo. Não pense em mover. Apenas faça.

Ao mesmo tempo, não parecia que eu estava movendo meus braços, mas algo disparou do meu ombro. Era terrivelmente desconfortável.
Enfim, o cristal. O que é isso? Essa esfera perfeita não poderia ter se formado naturalmente... ah, certo, realidade virtual. Isso significava que deveria ser algum tipo de item...


[Cristal de Identificação] - 98/99
・ Essa bola de cristal permite identificar o poder e outros itens do jogo.
・ Este é um item de bônus para jogadores iniciantes. Pode-se comprar um item semelhante nas grandes cidades, mas elas são utilizáveis por apenas 10 vezes.
・ Olhar para o cristal permite conhecer a força geral do alvo.

※ Talvez seja possível aprender a [Identificar] sem um cristal. Faça o seu melhor!

... um item de identificação?

Eu só pensei sobre o que isso poderia ser, e uma mensagem apareceu em minha mente. O que há com esse número? Por capricho, usei o cristal para olhar para uma árvore próxima…

[Árvore] 97/99
[Pontos de Magia: 5]

Sim, entendi. A árvore não era um item do jogo, então não pude obter detalhes sobre ela. Em contraste, o cristal era um item de jogo, então havia muita informação - pelo menos, essa era a minha teoria atual. [Pontos de Magia]... isso era aquela coisa de MP? Até as árvores tem isso? De acordo com o pacote de idiomas extremamente detalhado e o pacote de informações sobre jogos instalados em minha mente, [O mundo está cheio de mana]. Isso pode ser o que isso significava.

Espere, o número caiu... Será que o "97/99" na caixa de informações supostamente são os usos restantes do cristal de identificação? Dizia que eu poderia comprar algo semelhante nas cidades, mas monstros não podem entrar nas cidades, certo?
'Talvez seja possível aprender a [Identificar] sem um cristal'... eu realmente espero poder fazer isso antes de ficar sem usos. De qualquer forma, eu ainda precisava usá-lo mais uma vez. Em mim.


[SEM NOME] [Demônio Infantil] 96/99
・ Um demônio infantil sem nome. Uma forma de vida espiritual. Extremamente frágil.

[Pontos de Magia: 20/20]
[Poder Total de Combate: 21/21]
[Habilidade Única: |Relançar|]

... então eu acho que sou bem fraca? A descrição dizia 'extremamente frágil', e eu só tinha quatro vezes os Pontos de Magia de uma árvore. Admito que nunca joguei um jogo antes, mas a julgar pelas informações amontoadas dentro da minha cabeça, não era para mostrar mais detalhes como minha força, velocidade e outros atributos?
Vamos ver... se eu me lembro corretamente, este jogo é sobre derrotar inimigos e ficar mais forte, certo? Quem é o inimigo? Eles serão oponentes fáceis o suficiente para mim? Na verdade, como eu luto? Espere, mais importante, posso me mover?

Eu me imaginei seguindo em frente... Funcionou, mas eerghh, tão enjoada...
Além disso, eu estava curiosa sobre essa coisa de Habilidade Única. Soou meio legal. Comecei a me perguntar sobre os detalhes da habilidade e imediatamente apareceu algum texto.


[Habilidade Única: |Relançar|] 95/99
・ Usa poder mágico. Se ativado após uma falha na verificação de habilidade, você rolará novamente o resultado.
・ Quanto mais grave a falha, maior o poder mágico necessário.
・ Habilidade bônus. O uso dessa habilidade é limitado a testadores secretos.

Eu posso usar isso... certo? Diz que a habilidade é um bônus, mas eu tinha certeza de que eles estavam apenas testando para ver se o uso mental afetava ou não o usuário. Além disso, a habilidade em si não é exatamente surpreendente.
Eu sei por que eu ganhei isso.
Comecei a me mover. Toda vez que eu tentava ir a qualquer lugar, parecia como se fosse empurrada de um penhasco enquanto vendava os olhos. Depois de um tempo, percebi que meu ambiente havia escurecido.

... meio dia e eu provavelmente nem me movi mais de 3 metros.
A náusea que constantemente me atacava era a interpretação do meu cérebro da sensação de desconexão devido ao meu corpo extremamente desumano. Não havia nada de errado com meu corpo, que estava atualmente em sono induzido. Estava tudo na mente... então eu só conseguia poder através disso.
Eu me perguntei se os outros testadores alfa secretos tem que passar pela mesma coisa. Não tive a chance de conversar decentemente com eles, e acho que nunca terei. Cem de nós, espalhados por todo este mundo imenso. A possibilidade de nos encontrarmos era infinitesimal.

Um problema maior aqui era encontrar os dez mil testadores beta. Eu não consigo falar neste momento, então é provável que eu seja morta no local se eu encontrar um deles. Eu não consigo nem correr.
Morrer várias vezes seguidas eliminaria o seu personagem. Tenho certeza de que a empresa não me permitirá tentar novamente se isso acontecer, e também perderia a recompensa que são as despesas de vida pagas por 10 anos.
Talvez eles saibam que sou jogadora se eu mostrar meu [Cristal de Identificação]...? De qualquer forma, eu deveria encontrar um lugar seguro antes que fique escuro.

Eu ouvi alguma coisa
Há uma certa distância de mim estava uma coisa vermelha... Parece uma lagarta. Ela levantou a cabeça, como uma cobra tentando intimidar, e gritou.
É apenas um inseto? Ou talvez... um monstro? Parece estranhamente poderoso, provavelmente por causa das cicatrizes que vi nas suas costas.

Porcaria! A lagarta vermelha cuspiu algo em mim. Que nojo!

Eu tentei me esquivar - tentei ser a palavra-chave. O próprio movimento me fez querer vomitar. Em seguida, veio o calor abrasador e a dor - tanto quanto esse corpo podia reconhecer a dor, de qualquer maneira.
Mas a dor não foi a pior coisa. Não, era a sensação perturbadora do meu corpo sendo corroído pouco a pouco. O sentimento me assustou tanto que acidentalmente usei o [Cristal de Identificação].

[SEM NOME] 94/99
[Pontos de Magia: 18/20]
[Poder Total de Combate: 20/21]

Meu poder mágico caiu! Meu poder de combate também!
As formas de vida espirituais tinham a própria magia como seus corpos?! E meu poder de combate estava ligado à minha magia?
Eu tentei correr mesmo quando minha mente estivesse se debatendo em confusão, e a lagarta me perseguiu. Que Inferno, somos lentos, nós dois! Eu escorria, ele se arrastava. No entanto, ainda era mais rápido do que eu, mesmo que apenas um pouco.
Vamos ver o quão forte é...

[Lagarta Vermelha] 93/99
[Pontos de Magia: 22/25] [Pontos de Vida: 30/30]
[Poder Total de Combate: 27]

Merda, é mais forte que eu! Assim como a descrição do item disse, a identificação realmente mostrou apenas a força geral.
Ele gritou. Mais uma vez, o projétil ácido me atingiu. Quente, quente, quente!

[SEM NOME] 92/99
[Pontos de Magia: 16/20]
[Poder Total de Combate: 19/21]

[Lagarta Vermelha] 91/99
[Pontos de Magia: 18/25] [Pontos de Vida: 30/30]
[Poder Total de Combate: 27]

Meu poder caiu novamente, mas o da lagarta não! Essa deve ser a diferença entre formas de vida espirituais e monstros normais. Além disso, usei o cristal com muita frequência! Tenho usos limitados, droga!
Merda, me alcançou! Está me mordendo! Ai, ai! Parecia que minha própria existência estava sendo destruída!
Certo, minha habilidade única!

[Relançar]

A lagarta tentou me morder novamente, mas no momento em que suas presas estavam prestes a me perfurar, elas atingiram apenas o ar. Hã…? Eu saí daquele ataque, mas será que é isso?

[SEM NOME] 90/99
[Pontos de Magia: 6/20]
[Poder Total de Combate: 12/21]

Merda, merda, merda! Perdi uma tonelada de magia! Essa habilidade é muito cara!
Oh, Deus, está me comendo ow, ow, ow …

Eu morri.

Uma vez que fiquei sem Pontos de Magia, meu corpo espiritual desapareceu. Eu renasci depois, em algum lugar da floresta.
Minha primeira batalha foi uma derrota. Mas…

[NOME] 89/99
[Pontos de Magia: 1/10] 10 ↓
[Poder Total de Combate: 5/11] 10 ↓

... a penalidade de morte não deveria ser apenas uma redução de 10% nas estatísticas?
Eu suspirei. Minha primeira batalha VRMMO terminou em desastre.
No momento, eu estava escondida dentro de um tronco de árvore oca em algum lugar da floresta negra, esperando a minha magia se recuperar.


[SEM NOME] [Demônio Infantil] 83/99
・ Um demônio infantil sem nome. Uma forma de vida espiritual. Extremamente frágil.

[Pontos de Magia: 7/10]
[Poder Total de Combate: 9/11]
[Habilidade Única: |Relançar|]

Ouvi dizer que quando os jogadores morrem, eles perdem 10% de suas estatísticas, mas por que perdi metade das minhas? Era assim que funcionava para monstros? Ou isso é apenas para formas de vida espirituais como eu? Droga, eu não tinha ideia.
Poderia ser? Será que as formas de vida espiritual eram incrivelmente fracas?
Pelo menos minha magia se recuperou com o tempo. Eu tinha apenas um único Ponto de Magia quando reapareci. Na época, pensei seriamente que não havia como progredir mais.

Meu corpo encolheu devido a perder metade da minha magia, o que me permitiu esconder dentro de uma árvore oca. O que eu deveria fazer agora...? Se eu morrer imediatamente de novo, meu personagem provavelmente seria excluído, certo?
A AI disse que meu inventário seria descartado no meu ponto de morte, mas esse [Cristal de Identificação] ainda está comigo. Eu não tenho certeza do porquê. Talvez seja porque o cristal é um item básico para novos jogadores, ou talvez porque eu o mantive dentro do meu corpo. De qualquer forma, graças a Deus por isso.


Houve algumas descobertas enquanto eu estava escondida nessa árvore.
Minha magia se recupera em aproximadamente 1 a cada hora. Eu não sei se é um aumento fixo de 1 ou se é uma recuperação de 10%, já que minha magia máxima atual era exatamente 10. As coisas que eu poderei fazer serão diferentes, dependendo de qual for.
Depois de usar [Identificação] em alguns animais selvagens que passaram pela minha árvore, descobri algo. Se eu perder todo o meu poder mágico, acabou para mim, mas quando os Pontos de Magia dos animais normais caem para zero, eles simplesmente desmaiam. Eles só morrem quando seus Pontos de Vida caem para zero.

... isso é normal?

Em seguida, quando os animais normais perdem alguns Pontos de Magia, seu poder de combate continuava o mesmo. No entanto, seus Pontos de Magia caiam pouco a pouco quando em combate. Eu não sabia se era porque eles usavam magia para atacar, porque o próprio combate exigia poder mágico ou porque eles se fortaleciam magicamente.
Vi uma cobra atacando um esquilo. Quando o esquilo morreu, a cobra sugou algum tipo de névoa do cadáver.
Eu podia ver muito bem, apesar da escuridão. Era assim que o jogo é, ou será porque eu sou um monstro?
E, finalmente, houve um besouro drone. Ele se aproximou de mim, pensando que eu era algum tipo de seiva de árvore e eu o matei, mas não fiquei mais forte.

De qualquer forma, eu precisava encontrar uma maneira de lutar. A julgar pelas aparências, as únicas coisas mais fracas do que aquela lagarta que eu pude encontrar eram as 'cobras', os 'ratos do campo' e os 'esquilos'.
O que significava que a lagarta era o monstro mais fraco nessa floresta. E agora, eu estava muito mais fraca do que isso.
Apenas usar minha Habilidade Única, [Relançar], para fazer com que a lagarta perdesse o ataque já consome cerca de 10 do meu poder mágico, então não era prático no momento.
Mas havia uma coisa boa que veio dessa bagunça. Toda aquela corrida desesperada me ajudou a me acostumar com esse corpo, e a náusea agora é muito mais tolerável.
Não muito boa ainda, realmente.
Enfim, meu próximo objetivo era ficar forte o suficiente para matar um esquilo.


* * *



Deveria haver uma maneira de alavancar minha massa, eu pensei. O que resultou na minha tentativa atual de emboscar um esquilo de cima de uma árvore. Eu me deixei cair e o cobri com todo o meu corpo.
A princípio, o esquilo resistiu violentamente. Sufocou e parou de se mover depois de um tempo, e eu absorvi algum tipo de névoa. Hmm, eu não senti nada diferente...


[SEM NOME] [Demônio Infantil] 82/99
・ Um demônio infantil sem nome. Uma forma de vida espiritual. Extremamente frágil.

[Pontos de Magia: 10/10]
[Poder Total de Combate: 11/11]
[Habilidade Única: |Relançar|]

Sim, nada mudou. E o cadáver ainda está aqui. O que eu faço com isso?
Eu como? Como faço isso? Eu não deveria derreter ele como um slime normal? Até meu próprio corpo pesado parecia muito mais gostoso.
Bem, eu não podia fazer nada sobre isso, então apenas deixei lá... isso está realmente bem? Eu só tinha meu conhecimento teórico. Não é como se eu já tivesse jogado um jogo antes.

Desde então, matei outros dois ratos com o mesmo método. Finalmente, algo mudou.

[SEM NOME] [Demônio Infantil] 79/99
[Pontos de Magia: 10/11] 1 ↑
[Poder Total de Combate: 11/12] 1 ↑

Tanto o meu poder mágico quanto o poder de combate aumentaram em 1. Foi apenas um ponto, mas aumentou. Isso me fez feliz, verdade, mas principalmente eu me senti aliviada.
Ah, outra cobra apareceu, atraída pelo cadáver. Parece que meu corpo tem alguns sentidos bastante aguçados. Eu consegui aprender a detectar [Presenças] agora, de alguma forma.
Eu rapidamente e com cuidado me esgueirei pela árvore, de volta ao meu antigo local de emboscada. A cobra ainda não tinha me notado.
Meu manuseio do meu corpo ficou muito melhor. Eu provavelmente sou tão rápida quanto aquela lagarta agora. Não é exatamente uma conquista impressionante, eu sei.
A sensação de ser uma massa indistinta ainda me deixava enjoada, mas pouco a pouco isso melhorou. É tolerável, agora.

Eu me escondi na árvore e olhei para baixo. A cobra de um metro de comprimento deslizou em direção ao rato que eu matei - oh, espere, outra cobra apareceu.
As duas começaram a se intimidar durante a refeição.

[Cobra X2] 78/99
[Pontos de Magia: 5/5] [Pontos de Vida: 15/15]
[Poder Total de Combate: 15]

As cobras eram fracas. Ainda mais forte do que eu e os esquilos, no entanto. Além disso, [Cristal de Identificação], você nem pensou em nomeá-las, não é?
Eles assobiaram.
... vocês duas podem fazer isso em outro lugar? Vocês estão estragando meus planos aqui. Eu simplesmente não conseguia espiar e ir para outro lugar, mas tenho medo de acidentalmente encontrar outra cobra ou lagarta no processo.

Ambas tinham a mesma força. Talvez fosse por isso que nenhuma delas estava disposta a recuar e perder uma refeição fresca. Elas começaram a brigar.
Ambas torceram, viraram e geralmente apenas tentavam esmagar a outra. A luta parecia... realmente chata. Depois de algum tempo, uma delas finalmente deu uma mordida no pescoço da outra.
Sim, chato. Ela continuou mordendo por um tempo, depois venceu a luta assim. Mais uma vez, a vencedora absorveu a coisa nebulosa da perdedora.

[Cobra] 77/99
[Pontos de Magia: 3/6] 1↑ [Pontos de Vida: 8/16] 1↑
[Poder Total de Combate: 16] 1↑

Oh? Suas estatísticas subiram um pouco. Isso era essa coisa de [Subir de Nível], como eu suspeitava?
A cobra vencedora estava hesitando entre o rato e sua refeição recém-morta... whoops, ela me viu.
Tudo bem então. Autodefesa preventiva! Pulei do galho e me envolvi ao redor da cobra. Ela gritou algo ferozmente.
Ooohh, merda, ela é grande. No momento, eu só tinha volume suficiente para encher uma tigela, então não pude cobrir completamente a cobra.
Ela revidou ao tentar me esmagar, mas falhou devido ao meu corpo disforme e pastoso.
E então senti a cobra de repente esquentar. Sem aviso, ela me esmagou em uma explosão de força recém-mostrada. Isso doeu um pouco!

[Cobra] 76/99
[Pontos de Magia: 2/6] [Pontos de Vida: 8/16]
[Poder Total de Combate: 16]

O poder mágico da cobra caiu. Portanto, é verdade que você precisava de magia para se fortalecer.

[SEM NOME] [Demônio Infantil] 75/99
[Pontos de Magia: 8/11]
[Poder Total de Combate: 10/12]

Ei, acabei de recuperar minha magia! Seu maldito réptil!
Na minha raiva, comecei a me debater. Do meu corpo grudento apareceu chicotes para bater, chutar, socar e, geralmente, apenas fazendo uma birra em cima da cobra. Eu nem sabia o que estava fazendo.
O corpo da cobra esfriou, talvez ficando sem magia. Então alguns dos meus tentáculos atingiram sua cabeça, mas foram desviados.

... eh? Verdade?
A cobra deu alguns espasmos, que pararam depois que eu cobri a cabeça e apertei. Meu corpo sugou a névoa do cadáver.
... Eu venci.


[SEM NOME] [Demônio Infantil] 74/99
・ Um demônio infantil sem nome. Uma forma de vida espiritual. Extremamente frágil.

[Pontos de Magia: 13/8] 2↑
[Poder Total de Combate: 10/14] 2↑
[Habilidade Única: |Relançar|]

Então, fiquei mais forte quando venci e absorvi a névoa. Aquela névoa era a magia da cobra? Vitalidade? Eu acho que vou chamar isso de [Força Vital].
Meu palpite - huh, foram muitas adivinhações e hipóteses, não foram? - era que para monstros e animais que tinham corpos físicos, seu Poder Total de Combate enumerava o poder que eles tinham apenas quando se fortaleciam com magia, enquanto formas de vida espirituais como eu sempre lutavam com 100% do meu Poder Total de Combate.
Eu sempre pensei que as formas de vida espirituais eram fracas, mas se essa hipótese se mostrar verdadeira, eu não preciso ser. Esperançosamente.

Além disso, por favor, deixe-me aprender [Identificação] já.
Continuei matando esquilos e cobras por algum tempo... apenas dois dias, na verdade. Enfim, aqui estavam os resultados.


[SEM NOME] [Demônio Infantil] 62/99
・ Um demônio infantil sem nome. Uma forma de vida espiritual. Extremamente frágil.

[Pontos de Magia: 26/26] 13↑
[Poder Total de Combate: 30/30] 16↑
[Habilidade Única: |Relançar|]

Agora eu poderei me vingar da temida lagarta! Provavelmente!
Bem, eu precisava ficar forte o suficiente para vencer as lagartas de qualquer maneira. Eu não seria capaz de deixar a floresta de outra maneira.
Eu poderia usar [Relançar] duas vezes agora, mas sua utilidade ainda estava muito em dúvida. A capacidade de tentar novamente após uma falha pareceu incrível no começo, mas o único sucesso que tive com essa habilidade foi o tempo em que forcei a lagarta a perder seu ataque cortante. Além disso, ao [Relançar], ainda havia a possibilidade de eu falhar novamente. Além disso, a habilidade usava as palavras específicas 'poder mágico necessário', o que provavelmente significa que quanto mais poderoso o ataque contra o qual eu usarei essa habilidade, mais magia será necessária. 10 Pontos de Magia foram apenas para evitar a mordida da lagarta.

E, finalmente, eu sou uma forma de vida espiritual. Minha capacidade de combate cairá como uma pedra se minha magia diminuir.
... então eu suponho que minha habilidade única teria que permanecer sem uso por enquanto. Talvez possa ser um trunfo.

Houve algumas novas descobertas.
O Poder Total de Combate de monstros e criaturas que ainda tem Pontos de Vida não cai quando perderam poder mágico, mas caem quando perdem uma grande quantidade de Pontos de Vida. Essas criaturas normalmente não pareciam muito poderosas. Somente quando elas entravam em combate e gastavam magia, elas exerciam um poder equivalente ao seu 'Poder Total de Combate'.
Por outro lado, formas de vida espirituais como eu não tinham Pontos de Vida, porque nossa magia era nossa própria força vital. Tanto a minha magia quanto o Poder Total de Combate caíam ao receber dano. Em troca, os Pontos de Magia se regeneravam mais rápido que os Pontos de Vida, e eu sempre podia atacar com todo o poder do meu 'Poder Total de Combate' sem gastar magia.
As formas de vida espirituais não eram tão fracas. Ainda assim, não pude evitar, mas achei injusto.
Além disso, ainda não havia sinais de que eu tenha chegado mais perto de aprender [Identificação].

Essa é a minha situação. Por enquanto, eu planejo continuar ganhando o máximo de força possível.
Atualmente, para uma vitória perfeita contra as cobras, eu preciso atacar por emboscada. Eu gostaria de ser forte o suficiente para vencer sem um arranhão em uma luta frontal, pelo menos.
Eu me movi pela floresta, devagar o suficiente para não ficar tonta, enquanto me perguntava se havia alguma presa conveniente por perto. Então, vi uma presença a alguma distância. Concentrei minha visão em tela cheia de 360 graus nessa direção.
Ah, isso é uma lagarta vermelha. A floresta deu lugar a uma pequena clareira cheia de luz do sol e flores. Lá estava a lagarta, mastigando algumas pétalas.

[Lagarta Vermelha] 61/99
[Pontos de Magia: 28/28] 3↑ [Pontos de Vida: 37/37] 7↑
[Poder Total de Combate: 35] 8↑

Huh, surpreendentemente poderoso. Espere, tinha uma cicatriz nas costas. Seria a mesma lagarta vermelha que me matou na primeira vez? Agora tinha um tom mais escuro.
Entendo... isso me matou a subir de nível, não foi?
O que devo fazer? É mais forte do que eu, então eu realmente não quero lutar contra isso. Desde a minha morte, eu já havia recuperado minhas forças e ganhado mais algumas. Outra penalidade de morte machucaria uma tonelada.
No entanto, ao mesmo tempo, não tinha certeza se teria a chance de encontrar a mesma lagarta novamente, na mesma floresta. Ainda me lembro muito claramente da dor de ter meu corpo devorado, pouco a pouco.

Se possível, eu queria minha vingança.
Nós dois ficamos mais fortes desde então, mas eu também aprendi a mover meu corpo e a lutar. Uma luta direta não será fácil. Talvez eu consiga vencer com uma emboscada, se eu fizer direito.
Minhas chances não eram zero. Seu poder de combate era apenas 20% maior. Um primeiro golpe forte com uma emboscada deve me dar a vantagem.
E, finalmente, eu sou mais rápida agora. Eu poderia fugir se a luta ficar ruim.

Tomei minha decisão e subi em uma árvore próxima. De ramo em ramo, me movi, me aproximando do meu alvo. A lagarta vermelha estava bem no centro de um canteiro de flores, que não tinha árvores crescendo perto, mas a clareira tinha apenas 5 metros de largura. Eu seria capaz de alcançá-la pulando de um galho saliente.
Se contorcendo, escorrendo, seguindo os galhos. Eu me acostumei com a maneira como esse corpo se move, mas aquela sensação nauseante de desconexão ainda estava lá.
Eu apontei... e... agora!

Eu voei do galho. Quando eu caí em cima da lagarta vermelha, estendi um chicote do meu corpo e bati nas suas costas.
Ela gritou e pulou de dor. Entendi!

[Lagarta Vermelha] 60/99
[Pontos de Magia: 28/28] [Pontos de Vida: 27/37]
[Poder Total de Combate: 33] 2↓

Bom, com isso já foi trinta por cento. Não apenas isso, parece que eu a acertei em seu antigo ferimento e o rasguei, o que escalonou e reduziu um pouco seu poder de combate. Nesse ponto, éramos iguais em poder. Com minha velocidade superior, eu manteria a vantagem, mesmo que ligeiramente.
Caí, esparramando-me no canteiro de flores. Ela olhou para mim e finalmente percebeu que estava sob ataque. A lagarta vermelha rugiu de raiva, seu corpo ficando mais escuro.

Espere, esse não é o guincho normal que costumava fazer...

E então eu ouvi mais gritos em resposta. Ao redor do canteiro de flores chegaram mais três lagartas vermelhas. Verdade? Sério?

[Lagarta Vermelha x 3] 57/99
[Pontos de Magia: 20/20] [Pontos de Vida: 25/25]
[Poder Total de Combate: 22]

Eles são seus servos? Subordinados? Um harém? Uma vez ouvi dizer que em insetos, as fêmeas são geralmente maiores, então isso é um harém reverso? Puta merda, você deixou o poder subir à sua cabeça!
Eles eram menores e mais fracos que a primeira lagarta vermelha - bem, agora vermelha escura - que encontrei, mas ainda muito mais fortes que as cobras.
O plano falhou. Hora de correr.

Quatro lagartas em quatro direções, todas vindo para mim. Eu pulei na direção oposta a vermelha escura.
Ela gritou, erguendo a cabeça como uma cobra e cuspindo ácido. Eu me esquivei, voando como uma borboleta... se as borboletas não tivessem asas e fossem feitas de barro empapado, de qualquer maneira.
Meu tentáculo bateu na cabeça de uma lagarta. Oh, doeu um pouco. Eu bati em sua presa? Ainda restava ácido? De qualquer forma, eu deveria tentar evitar atacar o rosto a partir de agora.
Começou a se contorcer e se debater, aparentemente sentindo muita dor do meu contra-ataque. Ei, se contorça em outro lugar, ok? Você está bloqueando meu caminho de fuga.
Enquanto isso, as outras três haviam se aproximado.

Um guincho acompanhou outro projétil. Espera, fogo? Fogo, e não ácido?! Aquela lagarta vermelho-escura cuspiu fogo em mim! Área de feito impressionante também. O fogo queimou impiedosamente eu e a lagarta vermelha. Quanta crueldade.

[SEM NOME] [Demônio Infantil] 56/99
[Pontos de Magia: 22/26]
[Poder Total de Combate: 26/30]

Oh, cara, isso foi um monte de pontos. Eu não posso deixar isso me atingir novamente. A lagarta vermelha bem cozida reiniciou seus espasmos. Cheirava delicioso.
Enquanto isso, outra lagarta vermelha me alcançou. Parece que as lagartas vermelhas menores são mais rápidas que a vermelha-escura.
Ela tentou morder a mim. Eu mal consegui transformar isso em um golpe de relance e contra-ataquei.

[SEM NOME] [Demônio Infantil] 55/99
[Pontos de Magia: 20/26]
[Poder Total de Combate: 24/30]

Eu vou ficar atolada, nesse ritmo. A última lagarta vermelha não chegou mais perto, aparentemente ela é do tipo cuidadoso, enquanto a vermelha-escura cuspiu fogo mais uma vez. O inseto que eu estava lutando tentou outra mordida, não se importando nem um pouco com a massa de chamas que se aproximava. Eu me movi, colocando ele entre mim e o projétil, e então o fogo cobriu nós dois.

[Relançar]

Todo o fogo ao meu redor de repente se moveu para acender apenas a lagarta vermelha, enquanto eu fiquei ilesa. Graças a Deus funcionou!

[SEM NOME] [Demônio Infantil] 55/99
[Pontos de Magia: 10/26]
[Poder Total de Combate: 15/30]

E houve a queda esperada em Pontos de Magia e poder de combate. O dano poderia ter sido menor se eu deixasse o projétil me acertar, é verdade, mas isso fazia parte do plano.
A lagarta estava quase morta agora. Ataque total!
Esses erros pareciam bastante suaves, comparativamente. Depois de atingir a lagarta vermelha duplamente cozida algumas vezes, a névoa foi liberada.

[SEM NOME] [Demônio Infantil] 54/99
[Pontos de Magia: 16/33] 7↑
[Poder Total de Combate: 21/38] 8↑

Esse foi um bom impulso de poder. Além disso, minha magia gasta foi reabastecida, mesmo que apenas um pouco.
Vendo seu camarada caído, a lagarta vermelho-escura uivou.
Agora, até a cuidadosa lagarta estava se juntando à luta, aparentemente assustada com a raiva da esposa. Ele circulou e cuspiu ácido em mim. Isso foi muito inteligente, para uma lagarta. Por um momento, me perguntei se era um dos outros testadores alfa secretos, mas, apesar da inteligência, não era inteligente como um ser humano.

Eu me movi entre os dois insetos e me esmaguei. Ambos cuspiram seus respectivos projéteis ao mesmo tempo, que ressoaram bem acima de mim e atingiram um ao outro.
A vermelha escura perdeu-se em sua raiva uivante e mudou o alvo para o cuspidor de ácido. Aproveitei a chance para acabar com a primeira vítima das chamas da vermelha escura.

[SEM NOME] [Demônio Infantil] 53/99
[Pontos de Magia: 22/40] 7↑
[Poder Total de Combate: 28/45] 7↑

Finalmente cheguei perto da força que eu tinha no início desta batalha.
A vermelha escura gritou, atraindo minha atenção. Ela mordeu o cuspidor de ácido até a morte. Aww... que desperdício.

[Lagarta vermelho-escura] 52/99
[Pontos de Magia: 10/33] 5↑ [Pontos de Vida: 24/42] 5↑
[Poder Total de Combate: 38] 5↑

E ela também ficou um pouco mais forte, mas como eu esperava, não recuperou nenhuma vida perdida. Está com baixo poder mágico também. Esse ataque com projéteis de fogo deve ter sido caro.
... também, os nomes identificados não eram os nomes oficiais reais. Eles mudavam de acordo com a minha percepção.
Ainda tinha um poder de combate maior do que eu, mas eu cheguei tão longe. Eu não vou correr.

Eu provoquei com um salto e mais uma vez ela cuspiu fogo, ainda dominada pela raiva.
Agora, não havia mais nenhum obstáculo para eu usar, então [Relançar] certamente seria muito mais caro do que da última vez. E provavelmente iria falhar novamente de qualquer maneira.
Então nem tentei me esquivar. Queimou. Doeu tanto que eu teria chorado se ainda tivesse meus canais lacrimais, mas corri de qualquer maneira e comecei uma briga corpo a corpo de frente.
Três minutos desde o início da briga, a lagarta vermelho-escura enfraqueceu de repente, seus ataques não me machucaram mais. Assim como eu esperava.

[Lagarta Vermelho-Escura] 51/99
[Pontos de Magia: 1/33] [Pontos de Vida: 16/42]
[Poder Total de Combate: 38]

Zero Pontos de Magia o deixariam inconsciente. Portanto, se não pudesse usar magia, não seria capaz de acessar toda a sua força. É apenas uma grande lagarta, nada mais.
A briga continuou por algum tempo e, finalmente, a vermelho escura caiu. Minha vitória foi recompensada com a névoa familiar.


[SEM NOME] [Demônio Infantil] 48/99
・ Um demônio infantil sem nome. Uma forma de vida espiritual. Extremamente frágil.

[Pontos de Magia: 17/55] 15↑
[Poder Total de Combate: 25/60] 15↑
[Habilidade Única: |Relançar|]
[Evolução Disponível]

Bom, legal, fiquei muito mais poderosa. Lagartas não representam mais uma ameaça... hum?
... evolução?
"Testador alfa secreto No.78. Tempo decorrido: 71 horas. Delírio, levando ao colapso mental. Conforme o procedimento, o sujeito será forçado a sair e será transferido para a sala de coleta" (Cientista)

Aqui, no 7º Centro de Pesquisa de um determinado conglomerado, 100 indivíduos humanos chamados [Testadores Alfa Secretos] estavam passando por um experimento em um MMORPG, [Mundo de Yggdrasia]. Mais de 50 funcionários estavam monitorando eles 24 horas por dia, sete dias por semana, com dez pessoas por turno.

Após o anúncio do membro da equipe, o processo de coleta começou em outra instalação. O sujeito No.78 foi desconectado e liberado da cápsula VR. A equipe médica levou o garoto embora com indiferença.

Brian, o vice-diretor desse centro de pesquisa em particular, assistiu o processo através de um monitor. Ele suspirou e clicou em alguns botões.

"Então, com ele já foram quantos?" (Brian)
"Incluindo o No.78, tivemos 8 pessoas saindo devido ao colapso mental. Outros 2 morreram de enfraquecimento", respondeu sua secretária, uma mulher linda com quase trinta anos, ela respondendo estoicamente.

A tensão mental de usar um avatar VR diferente do corpo real de alguém se tornou um problema há vários anos, e só piorou com o avanço da tecnologia VR. O aumento do realismo andava de mãos dadas com um número crescente de instabilidade mental relatada.
Atualmente, havia apenas três soluções.
Primeira, era simplesmente diminuir a sensibilidade do sistema VR. Isso não era prático devido à imprescindibilidade do VR em tantos aspectos da sociedade, para não falar da crescente demanda de realismo dos usuários.
Segundo, acostumar-se à experiência com a ajuda de medicamentos e supervisão médica. No entanto, o usuário ainda precisava treinar por um longo período de tempo, e o sucesso não era garantido. Essa solução também causou vários outros problemas, como possível dependência de drogas e dificuldade em retornar à sociedade, e, portanto, também era impraticável de implementar.
Terceiro, minimizar as diferenças entre o usuário e seu avatar. Essa era a solução mais simples e sem causar problemas e, portanto, tornou-se a opção padrão.

O foco do 7º Centro de Pesquisa era explorar o efeito do uso de um avatar não humano na mente humana. Para esse fim, o centro havia adquirido órfãos entre 10 e 15 anos de idade por suas mentes ainda flexíveis e pelo fato de não terem parentes. Essas crianças tiveram seus registros [legalmente] excluídos do sistema. Após a conclusão desse experimento, eles teriam seus meios de subsistência garantidos por dez anos e novas identidades feitas.
Avatares de monstros, com seus poderes e movimentos não naturais, levaram algum tempo para serem produzidos, o que atrasou o projeto. No final, os testadores alfa secretos começaram seu experimento ao mesmo tempo em que os testadores beta oficiais entraram no jogo. Dependendo dos resultados, esse experimento pode ser um grande passo à frente no campo da medicina.

"Então, dez por cento desistiram após apenas 70 horas" (Brian)
"Senhor, acredito que a causa pode ser a falta de sono. No máximo, a sensibilidade do VR ultrapassou a vida real, o que colocou tanto estresse em suas mentes que eles não conseguiram descansar. Devemos abaixar isso?" (Secretária)
"Isso colocaria a carroça diante do cavalo. Se a sensibilidade for baixa, é melhor usarmos drones com controle remoto ou tanques de IA. Como armas, eles seriam inúteis" (Brian)

Brian bufou. Ele olhou para o grande monitor que mostrava os estados mentais dos 100 sujeitos do teste, atualizados em tempo real.

・Morto - 2 indivíduos.
・Desconectado Devido ao Colapso Mental - 8 indivíduos.
・Delirando - 12 indivíduos.
・Enlouqueceu Devido à Perda de Racionalidade - 11 indivíduos.
・Mentalmente instável - 37 indivíduos.
・Instabilidade Mental Leve - 30 indivíduos.


"Senhor, acabei de receber um relatório. Um testador alfa furioso entrou em contato com alguns testadores beta e foi derrotado após o início de uma briga" (Secretária)
"Qual?" (Brian)
"Desculpe. Foi o testador alfa que começou como um goblin e avançou para um Hobgoblin. Os testadores beta que o derrotaram faziam parte de um time com quatro, mas também sofreram uma baixa" (Secretária)
"Eu entendo. Como previsto, quanto mais próximo do humano o avatar, mais rápida é a sua evolução. Então, quantos sujeitos alcançaram a evolução?" (Brian)
"Vinte e sete. Entre eles, um morreu e outros quatro tiveram um colapso mental, atualmente, vinte e dois ainda estão conectados. No entanto, mais da metade deles estão extremamente instáveis. Alguns deles estão delirando ou enlouqueceram" (Secretária)
"Sim, aumento do estresse devido a uma mudança repentina de forma. No pior cenário, podemos precisar injetar ânimo em alguns deles..." (Brian)
"Seis sujeitos alcançaram a evolução apenas com instabilidade mental leve. Além disso, o sujeito No.13 desbloqueou a evolução enquanto relativamente estável" (Secretária)
"No.13, hein...", Brian murmurou.

Respondendo a ele, a tela mostrava a visão de uma garota branca como a neve, suas pupilas vermelhas atirando punhais para a câmera. Brian lembrou-se dela. O entendimento apareceu em seu rosto e ele assentiu.

"Ahh, certo. A [Criança Demônio]..." (Brian)


* * *




[SEM NOME] [Demônio Infantil] 47/99
・ Um demônio infantil sem nome. Uma forma de vida espiritual. Extremamente frágil.

[Pontos de Magia: 17/55] 15↑
[Poder Total de Combate: 25/60] 15↑
[Habilidade Única: |Relançar|]
[Evolução Disponível]
Quando um jogador monstro aumenta seus níveis o suficiente, ele pode evoluir para outro tipo de monstro dentro da mesma árvore de evolução.
Enfim, eu precisava de mais detalhes. Concentrei meus pensamentos na parte [Evolução Disponível], e mais texto apareceu.


Evoluções Disponíveis do [Demônio Infantil] 46/99
Exibindo opções atuais.
[Imp]
[Sombra]
[Gremlin]
[Ghast]
Havia algumas opções... eu teria que verificá-las uma por uma. Meu [Cristal de Identificação] tinha apenas metade de seus usos, mas ainda não havia aprendido a habilidade. Se preocupar é inútil, eu sei, mas não pude evitar.


[Imp] 45/99
・ Um pequeno demônio hediondo. Vive nas casas das pessoas e adora pregar peças.
Essa explicação foi muito curta! Nem disse nada sobre as próximas evoluções. Tão inútil.
... tanto faz. Então eu vou conferir o resto.


[Sombra] 44/99
・ Um demônio das sombras. Assume o lugar da sombra de um ser vivo. Perturba a mente dos possuídos.

[Gremlin] 43/99
・ Um tipo de fada maligna. Possui invenções do homem e interfere na operação.

[Ghast] 42/99
・ Um demônio gasoso. Formado a partir de uma coleção de pó preto e fuligem. Pode se transformar em muitas formas diferentes.
Hummm... acho que se eu quisesse um demônio típico, eu deveria seguir o caminho dos [Imp]? Mas ele é feio... eu não sei o quão poderoso eles podem ficar, mas o tamanho não me garantia.
Eu sou um pouco parcial para a Sombra. Se eles puder possuir sombras humanas, eu poderia entrar em aldeias humanas. Ah, mas e se eu continuar branca novamente depois da minha evolução?
Gremlins também parecia ser uma escolha certa, mas o que exatamente são [invenções]? Eu poderia possuir uma aeronave e depois derrubá-la? Isso tinha potencial para assassinatos em massa, mas eu teria que atacar humanos?
O [Ghast] é o mais misterioso. O que faço com a capacidade de alterar formas?

Todos eles tinham seus prós e contras. Nenhum deles parecia ser útil em uma luta direta. O que devo fazer?
Enfim, parece que eu não poderei evoluir se minha magia não estiver cheia. Por enquanto, era hora de descansar. Decidi ficar na clareira para me acalmar - durante todo esse tempo, essa sensação de desconexão estava deixando minha mente desequilibrada. Talvez eu possa observar as flores.
Você poderia dizer que eu estava apenas fugindo da realidade, mas, bem, sou uma escapista muito experiente. Realmente, eu gostaria que aquelas pessoas da corporação diminuíssem a sensibilidade já...

Minha mente vagou, até eu pousar nos cadáveres das lagartas. Eles estavam gravemente apertando meu estilo aqui. Eu poderia usá-los para alguma coisa?
Eles tinham aquelas presas que nenhum inseto deveria ter. Talvez eu pudesse pegá-las e vendê-las em uma cidade, em algum lugar? Um monstro vendendo materiais de monstros. Eu estaria virando muitas cabeças com curiosidade. Bem, eu tinha algum tempo livre, e poderia tentar.
Eu me aproximei da vermelha escura. De perto, o enorme cadáver parecia muito mais grotesco do que eu pensava.
Eu não estava com vontade de desmantelá-la com cuidado, então estiquei um tentáculo pegajoso para começar a bater. Não era tanto desmantelar, mas sim pulverizar. O que ainda funcionou - eu peguei uma das presas. Parecia bastante resistente. Além disso, a outra presa quebrou.

Eu não queria olhar para as consequências como as de um filme estridente, mas não consigo fechar os olhos. O que poderia ter sido melhor, pois caso contrário, eu não teria notado o objeto cintilante dentro do cadáver.
O que é isso? Uma joia? Era do tamanho de um feijão e preta, o que faz com que pareça mais como um ótimo pedaço de carvão do que uma gema. Tentei cutucá-la e de repente desapareceu dentro do meu corpo. Eh? O que aconteceu? Para onde foi?
Eu procurei em todo lugar no meu corpo, mas não encontrei nada. Em vez disso, notei meu poder mágico esgotado se recuperando a uma taxa muito mais rápida.
O que é que foi isso? Uma rocha emissora de magia? Bem, se isso pode recuperar minha magia, é ainda mais conveniente. Também procurei pedras dentro dos outros três cadáveres de lagartas vermelhas, mas esmagá-las não revelou nada.

Perguntas após perguntas. Essas pedras se formavam apenas dentro de monstros fortes? Talvez essa fosse a [Pedra Mágica] que me falaram. Bem, não importa. Graças à pedra, levei apenas uma hora para recuperar todo o meu poder mágico.
Ei, vermelho escura. Não vou dizer que fiquei grata pela luta, mas... isso não foi sem sentido.


[SEM NOME] [Demônio Infantil] 41/99
・ Um demônio infantil sem nome. Uma forma de vida espiritual. Extremamente frágil.

[Pontos de Magia: 55/55]
[Poder Total de Combate: 60/60]
[Habilidade Única: |Relançar|]
[Evolução Disponível]
De fato. Não foi sem sentido, afinal. Assim, tomei minha decisão.
Provavelmente, haverá mais dificuldades à minha frente, independentemente do caminho que escolher. Minha alma desgastada pode ficar em frangalhos até o final, mas ainda assim, eu não queria que tudo o que eu fiz fosse sem sentido.
E assim, dei forma ao meu desejo em minha mente e fiz um desejo com todo o meu coração.
Eu decidi pelo [Ghast].
O demônio imaterial e maleável de poeira e gases. Não seria muito diferente do corpo de massa molhada que eu estava usando. [Imp]s e [Gremlin]s, com as mãos e as pernas, teriam sido muito melhores para minha mente. Eu tenho certeza disso.
Mas, não. Não queria que toda a minha experiência valesse nada.
... bem. Eu só queria dizer algo legal aqui. Minha vida será uma merda, não importa a escolha, então não pensei muito nisso.

Seguindo o meu desejo, meu corpo de gosma branca como a neve começou a quebrar muito, não, espere, merda. Isto é mau.
Eu podia me sentir sendo reorganizada em algo diferente e, aparentemente, meu cérebro não gostou muito disso. Minha visão se apagou, me senti jogada em um redemoinho furioso, torcendo e virando em direções incompreensíveis. Náuseas e tonturas começaram a me cercar, sem piedade. Dor na cabeça. Como se um número infinito de formigas estivessem pululando.
-não não. Isso não é real! Eu não tenho um corpo físico no momento. Isso não passa de uma ilusão criada pela minha mente! Eu sabia disso, mas, porra de cérebro idiota!
Vamos, fique... acordado...

...
......
.........

Oh, cara.
Demorou um dia inteiro para minha evolução terminar.
Eu pensei seriamente que minha cabeça inexistente iria explodir.
Bem, para ser mais precisa, a própria [Evolução] provavelmente levou apenas alguns minutos, mas depois de concluída, não consegui me mexer durante o dia todo.
Eu apenas consegui começar a ter pensamentos humanos novamente há uma hora atrás. Até então, meu mundo era feito de dores de cabeça, cores brilhantes nos olhos e tanta náusea que eu não conseguia me mexer nem um milímetro.
Eu ainda não podia, mesmo agora. Os sentidos do meu novo corpo estavam fora de sintonia.

[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (Classe Baixa)] - 33/99
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 90/90] 35 ↑
[Poder Total de Combate: 100/100] 40 ↑
[Habilidade Única: |Relançar| ]

Ghast. Um demônio inferior de poeira e gases. Vê esta parte "poeira e gases"? Esse é o problema. Meus sentidos se estendiam para todas as partículas que compunham meu corpo.
O que isso significa é que toda vez que o vento soprava, exércitos de formigas começavam a dar uma festa nas partes do meu corpo movidas pela brisa.
Que dor...

Eu estava tentando o meu melhor para ignorar a coisa toda, mas, pensando bem, essa pode não ter sido a melhor ideia. Se eu tentasse me acostumar com esse corpo ignorando o problema, isso significaria descartar a vantagem de usar um Avatar monstro em primeiro lugar. Em vez disso, devo transformar o problema em uma solução: fazer minha hipersensibilidade funcionar para mim e não contra mim.
Essa era a força dos monstros, e também o que os separava dos humanos.
... ao mesmo tempo, tive a sensação mais estranha, como se estivesse lentamente perdendo partes de minhas próprias vulnerabilidades humanas de todos os abusos que minha mente sofreu desde que comecei a usar esse avatar monstro...
Não era a fraqueza o que tornava os humanos tão bonitos, afinal?

Tudo bem, isso foi suficiente para o meu monologo. Eu fiquei muito mais poderosa agora. Eu deveria tentar me mexer o mais rápido possível.
Isso me lembrou que meu status mostrava [Demônio Inferior (Classe Baixa)]. São dois "baixos" seguidos. Quão fraca era a bola de massa da pré-evolução, então?
Tive sorte de não ter encontrado lagartas ou cobras quando ainda estava imóvel. Havia um esquilo, mas correu no momento em que descobriu que eu estava aqui.
Minha primeira prioridade seria aprender a usar meus sentidos. Pela primeira vez, abri meus olhos e realmente olhei para o que estava acontecendo com meu corpo. Imediatamente, uma torrente de informações me atingiu.
... dor de cabeça. Muita informação inútil. Eu não precisava saber quantas lâminas de grama ou grãos de areia eu estava tocando ou quanta poeira soprava ao vento. Acabei de perceber o quão dependente da visão e audição os humanos eram, apesar de ter cinco sentidos.

De qualquer forma. Eu deveria tentar processar seletivamente apenas as informações relevantes. Espero que meu subconsciente possa lidar com a tarefa para mim se eu praticar o suficiente. Se não, bem, eu provavelmente ficaria louca, então não posso relaxar aqui.
O que significa que eu preciso treinar meu cérebro para me acostumar com essa quantidade de informações como seu novo estado padrão. Oh, cara... eu não estava ansiosa para voltar à realidade depois disso. Vai ser um inferno de tempo para me acostumar com a falta de informações novamente.
Vamos fazer isso pouco a pouco, então. Esse tipo de treinamento nunca foi feito para ser concluído em um dia ou dois. Enquanto isso, eu deveria tentar me mover.

Eu supus que esse corpo deve lidar da mesma maneira que o pesado. Foi a razão pela qual escolhi o [Ghast], afinal. Caso contrário, eu estaria colocando minha mãos no meu rosto em espanto com tanta força.
... ah? Oooh! Eu apenas flutuei!
Entendo, entendo, então os [Ghast]s podem flutuar. Bem, não é surpresa, na verdade. Eles são feitos de gases. Por um lado, isso me proporcionou tantas novas possibilidades. Por outro, náusea revirando o estômago, mais uma vez... * Blergh *.


Minha visão não parou de girar desde há algum tempo, provavelmente devido ao meu corpo ser constantemente movido pelas correntes de ar, e continuará a fazer isso enquanto eu não estiver focada. Então, concentrei minha consciência e forcei meu corpo a ficar parado. Finalmente, eu pude me ver.
Eu parecia... uma esfera de 1 metro de fumaça incrivelmente espessa? Não exatamente fora das minhas expectativas, mas por que eu estava branca de novo? O jogo reproduziu meu albinismo das maneiras mais estranhas. Por favor, pare já com isso.
Ah, certo. Você sabe o que acontece quando você derrama água no gelo seco? Eu sou isso.

Eu fui em frente. Ei, isso funcionou. Pareia que eu estava pulando de bungee jump toda vez que me mexia, o que era assustador, mas eu podia me mover da mesma maneira que quando ainda era um slime.
Eu não conseguia levantar muito - havia algum tipo de força me puxando para baixo, e sua força era proporcional à minha distância do chão. Era difícil subir mais do que a altura das janelas de um prédio de dois andares.
Então esses eram meus limites verticais. Horizontalmente, eu poderia me mover tão rápido quanto uma pessoa andando ou andando rápido se me esforçar. Mais rápido que a antiga eu, obviamente. Você pensaria que eu iria fazer 'Weeeee! Eu posso voar!', mas não, minha percepção era sensível demais para isso. Insetos rastejavam na minha pele toda vez que o vento me tocava. Não há nada divertido sobre isso.
... realmente, eu conseguirei me acostumar com isso?

Por enquanto, optei por processar informações suficientes para que meus sentidos fossem um pouco melhores que os de uma pessoa normal. Particularmente meu olfato e a [Detecção de Presença - para esses, tentei estar o mais consciente possível dos acontecimentos inconscientes.
Oh, encontrei uma lagarta vermelha. Parece pequena, provavelmente um macho. Eu silenciosamente aproximei meu corpo de gás e me preparei para atacar... eu poderia atacar da mesma maneira que vinha fazendo, certo?

Empurrei uma parte de mim para frente. Não houve impacto. O tentáculo de ar simplesmente cobriu a lagarta e a sugou em poucos segundos.
... Puta merda.
Eu não podia acreditar que essa era a mesma lagarta com a qual tive tantos problemas. Acabei de ganhar rapidamente. Terrivelmente também.

[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (Classe Baixa)] - 30/99
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 91/91] 1↑
[Poder Total de Combate: 101/101] 1↑
[Habilidade Única: |Relançar| ]

Aparentemente, eu também drenei sua força vital com esse ataque. Bem, isso foi bom e tudo, mas não me deu muito. Pode ser por causa da minha evolução. Deixando as vermelho escuras de lado por um momento, mas as vermelhas costumavam me dar cerca de 7 pontos.
Então é isso. Eu posso estar fora da evolução para essa área. Meu plano era deixar a floresta assim que eu ficasse mais forte.
... ainda, se eu vir alguma, eu a caçarei. Os pontos eram importantes, mesmo que apenas um.

Outras 10 vermelhas foram caçadas após um dia de viagem. Eu me acostumei muito mais a me mover. A filtragem de informações ainda era difícil.
Essa floresta era enorme. Eu nunca vi nada além de árvores o tempo todo. Na verdade, não estou indo mais fundo, estou? No entanto, isso não significava que atravessar uma vila humana não seria um problema.

Oh, eu detectei algo. Uma presença mais forte que a maioria.
O que é isso? Onde está? Fiquei em guarda por um tempo, mas não vi nada, então decidi avançar. Lá estava, atrás de uma grande árvore.
Talvez eu apenas tenha imaginado, mas pensei que nossos olhos se encontraram. Tanto quanto eu poderia ter olhos.
Era uma lagarta preta, com cerca de 60 centímetros e duas vezes maior que uma vermelha.
Uau! Apenas gritou e cuspiu fogo sem aviso prévio. De todo o caminho de lá até aqui também!

[Lagarta Negra] - 29/99
[Pontos de Magia: 39/45] [Pontos de Vida: 60/60]
[Poder Total de Combate: 75]

Um pouco mais poderosa que as vermelhas. Este era o próximo passo na evolução da vermelho escura? Por que continua uma lagarta? Chegue até a borboleta já.
Espere, o que você está fazendo cuspindo fogo em uma floresta?! Droga, eu não podia ficar na defensiva lutando contra um monstro de alta potência. Ofensiva total!
Eu circulei ao redor da grande árvore para atacar por trás. Cuspiu fogo em mim mais uma vez, mas eu ainda continuei. Uma parte de mim se esticou e envolveu o inseto.
A propósito, fiz um [Relançar] para desviar da chama, mas ela falhou. Como sempre.

Assim como pensei, não havia volume suficiente para causar danos significativos. Fui com tudo e corri para a lagarta negra, usando todo o meu corpo para cobri-la. Resistiu violentamente, tentando me morder.
... Hmm? Não doeu muito. Apenas senti uma picada de mosquito. Certo, meu corpo gasoso de [Ghast]! O fogo funcionou, mas talvez eu seja quase invencível a ataques físicos!
Eu trabalhei para absorver o máximo de sua vida possível antes que o inseto pudesse lançar fogo novamente. No final, era apenas uma lagarta. Nunca tentou outra coisa senão morder. Finalmente, lamentou, dando o último suspiro.
Então ganhei porque fui mais esperta que uma lagarta. Surpreendente.

[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (Classe Baixa)] - 28/99
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 94/108] 17↑
[Poder Total de Combate: 103/119] 18↑
[Habilidade Única: |Relançar| ]

Isso foi um monte de pontos. Eu consegui 10 pontos dos vermelhos no meu caminho para cá, então uma lagarta preta me dá 7 pontos.
Eu poderia fazer uso desses insetos. A melhor coisa era que eles não tinham como me machucar, além das chamas. Então, os negros eram relativamente seguros para matar e me dão uma boa quantidade de pontos, o que significava que eu poderia me estabelecer aqui por um tempo...
... Isso foi antes de eu descobrir que havia poucos negros em comparação com o número de vermelhos. Em retrospectiva, deveria ter sido óbvio. Os monstros tinham mais magia e força vital do que os animais normais. Para crescer mais eficientemente, os monstros teriam que lutar entre si. Então, quanto mais alto na pirâmide, menos deles existiam.
... bem, eu só tenho que ter paciência e procurar. Eu também me acostumei e meu comportamento como [Ghast] está um pouco melhor agora, então era hora de tentar ver a que distância eu podia detectar presenças.

Eu cheguei quase ao meu limite de altura, apesar dos sinais de alerta me dizendo para descer agora, agora, agora, me espalhando o máximo que pude para deixar minha [Detecção de Presença] fazer seu trabalho.
Normalmente, meu alcance era em torno de uma quadra de basquete. Dessa vez, ampliei minha percepção, apenas checando a magia e o tamanho geral das próprias presenças. Os detalhes foram ignorados. Quanto mais informações inúteis eu captava, pior o estresse no meu cérebro, me colocando no limite e diminuindo minha precisão.
Tudo bem, foco... alcance o tamanho de um campo de beisebol, agora... sim, ainda nada... talvez um pouco mais... hum? Eu senti... ah, merda, isso é ruim, minha consciência...
Forcei meu corpo e minha mente a se unirem no momento em que estavam prestes a se dispersar e evaporar. Muito perto! O que os desenvolvedores estavam pensando? Eles nem implementaram nenhum tipo de limite ou verificação de segurança para avatares! Tenho certeza de que estava prestes a me tornar um vegetal ali mesmo, se não tivesse parado a tempo!
... isso me assustou. Vamos ter mais cuidado a partir de agora.

Ao mesmo tempo, se não tivesse me esforçado, não teria encontrado aquela presença estranha. Ele estava muito longe de mim. A presença tinha apenas metade da minha magia, mas parecia estranhamente poderosa. E bizarro. Ele estava matando o que eu suspeitava serem lagartas negras, uma após a outra.
A presença pode ser humana? Se eles estavam matando monstros, então talvez... um testador beta?
“Caralho, sim! Um local de Evolução só para mim!" (Jogador)

Comparadas à maioria dos outros mobs no início do jogo, as lagartas negras eram particularmente perigosas devido a cuspir fogo. Por outro lado, suas conchas macias as tornavam relativamente fáceis de matar. Um jovem riu em uma floresta, sua espada cortando seus inimigos.
O nome dele era John Yamada. Parecia um apelido que você usaria em um MMO, mas, infelizmente, esse era o nome verdadeiro dele. Estudante universitário nipo-americano, ele foi um dos testadores beta escolhidos. Infelizmente, seus professores o chamaram para reenviar um trabalho e, portanto, seu primeiro login foi um dia inteiro após o início da versão beta.
Em pânico, ele criou um personagem usando seu nome e rosto reais. O Yamada não se importou muito com isso, já que muitos streamers populares estavam fazendo a mesma coisa para seus canais. Para compensar o tempo perdido, ele procurou boas criaturas para matar, o que o levou a informações sobre as lagartas negras no fórum do jogo.

No [Mundo de Yggdrasia], o tempo passava quase na mesma proporção que na vida real.
À primeira vista, o problema em que alguns jogadores só podiam entrar à noite devido à sua situação de vida parecia inevitável, mas, felizmente, Yggdrasia era tão grande quanto a Terra, o que significava que tinha fusos horários. Os jogadores podem optar por começar na área com o fuso horário que desejarem.
Yamada escolheu o país com o mesmo fuso horário de sua residência na vida real. Um grande país situado a oeste do continente central, o Reino Seize.
Quando ele começou o jogo, o que mais o surpreendeu foi o quão detalhado o jogo era. Isso o lembrou da primeira vez que ele usou o Sistema Avatar para visitar outro país, e a imersão que ele sentiu naquela época. O jogo era tão real que ele não pôde deixar de pensar que esse mundo poderia realmente existir.

Primeiro foi a cidade. Yamada entrou no templo na capital de Seize e, depois do tutorial, foi se registrar na Guilda dos Aventureiros. A quantidade de pessoas que ele viu no caminho foi surpreendente.
Em jogos normais de mundo aberto, mesmo as chamadas metrópoles tinham apenas no máximo algumas centenas de cidadãos para economizar em poder de computação. No entanto, aqui, apenas a rua principal em que ele estava já tinha mais pessoas do que aquelas andando por aí.
No começo, Yamada pensou que o jogo simplesmente tinha alguns milhares de jogadores entrando na mesma cidade, como alguns outros MMORPGs famosos, mas depois descobriu que eram todos NPCs. Esta cidade parece viva, como se respirasse, estava preenchida com personagens não jogáveis dirigidos pela IA.

Ele deveria ter adivinhado, realmente. Todos os dez mil testadores beta de todo o mundo real não poderiam ter sido jogados em um único país no jogo. Para determinar o quão sofisticados eram os NPCs orientados pela IA, ele observou uma barraca de rua por um longo tempo. E o proprietário realmente começou a fazer uma careta para ele.
O vento em sua pele, a calçada sob seus pés, o cheiro de dar água na boca de uma barraca que vende espetos de carne grelhada. Todos estes eram indistinguíveis da realidade.
O sentido do olfato foi replicado, mas o sentido do paladar só funcionava para as bebidas. Avatares não precisavam de comida. O controlador humano ainda precisaria sair e comer normalmente.
Como jogador, Yamada recebeu um pedaço de algum tipo de comida doce do Templo. Assemelhava-se a barras de energia nutricional e dava um buff quando consumida. Mas isso não prejudicou seu sonho de experimentar a comida de rua aqui, mesmo que apenas uma vez, e mesmo quando ele sabia que o paladar não funcionaria. Para esse fim, ele foi para a Guilda dos Aventureiros para conseguir sua primeira missão.

Mas a comida não era a única razão pela qual Yamada estava tentando ganhar dinheiro.
Este jogo era orientado para o realismo. Ao contrário da maioria dos outros MMORPGs, você não tinha uma caixa de inventário. Você tinha que carregar todos os seus itens com você. Pelo que ele ouviu, apenas alguns itens de missão podem ser armazenados dentro do seu personagem. Todos os outros itens ocuparam espaço real. Se você tiver muitos, você pode usar o serviço de armazenamento do Templo ou fazer uma base em algum lugar.
No entanto, o que Yamada estava mais interessado eram os escravos.
Ele ficou desapontado ao ver que apenas os humanos eram jogáveis como uma raça. Acontece que, aparentemente, no [Mundo de Yggdrasia], todos os demihumanos eram escravos. Se você tivesse um lugar para morar e dinheiro suficiente, poderia comprar escravos nas cidades ou capturar os demi-humanos que vivem na floresta. Eles poderiam fazer tarefas domésticas, lutar, carregar seu fardo ou servir de outras maneiras.

A escravidão o deixou nervoso um pouco no começo, mas todas as pessoas da cidade estavam trabalhando com os demihumanos sem piscar um olho. Os escravos também estavam vestidos de maneira limpa, talvez porque tivessem que trabalhar em uma cidade. Yamada decidiu parar de se preocupar com o assunto.
Então ele viu as ruas dos fundos. Ele viu elfos e escravos Homem-besta fazendo um trabalho servil. Ele olhou as garotas bonitas, mas sombrias, ninguém abrindo um sorriso, e ele decidiu seu sonho ali mesmo. Ele ganharia o suficiente para ter uma mansão enorme, depois se lançaria para salvar as garotas demi-humanas de seus pobres destinos, e elas viveriam junto com ele e felizes para sempre.
Assim ele jurou, ao seu próprio coração miserável.

O sistema de crescimento deste jogo era estranho.
Não havia níveis como nos RPGs normais. Também não havia Classes ou Trabalhos - todos eram aventureiros. Os jogadores decidiriam seu estilo de jogo adquirindo e nivelando as habilidades da maneira que desejarem, com 10 sendo o nível máximo.

[John Yamada] [Raça: Humano ♂] [Aventureiro]
[Pontos de Magia (MP): 40/40] [Pontos de Vida (PV): 60/60]
[Força: 10] [Vitalidade: 10] [Agilidade: 10] [Destreza: 10]
[Espadachim 1] [Defesa 1] [Magia Ofensiva 1] [Magia Curativa 1] [Auto-Reforço]
[Poder Total de Combate: 40]
[Magia: |Chama| |Cura| ]

Tudo o que ele tinha eram suas habilidades iniciais, magia e equipamentos básicos: uma espada de uma mão de ferro, um conjunto de armadura de couro macio, um conjunto de roupas de viajante e uma mochila de aventureiro.
Se ele morresse, perderia metade dos seus Pontos de Magia, sofreria uma redução de 10% nas estatísticas e jogaria toda a sua bagagem no chão como uma penalidade de morte. No entanto, ele ouviu dizer que seu equipamento inicial e alguns itens de recompensa de missões não seriam derrubados, então Yamada saiu da cidade sem se preocupar.

O modo como o combate e a experiência era adquirida também eram estranhos.
Para evitar contratempos na vida normal, os corpos dos aventureiros não eram diferentes dos das pessoas normais. Isso só mudava quando eles entravam em combate. As habilidades de combate físico e o auto-reforço eram ativadas pelo uso de magia. Um PM era gasto a cada minuto para cada nível de habilidade de combate.
Isso significa que Yamada só poderia lutar por 40 minutos no máximo. No entanto, a magia se recuperava em 10% a cada hora, e cada monstro morto concedia a você um aumento no máximo de Pontos de Magia e Pontos de Vida como forma de experiência. Você também absorvia uma parte da magia do monstro morto para recuperar a sua.

Yamada, apesar de ter apenas as estatísticas iniciais, não teve tanto problema em caçar fora da cidade. Os lobos ágeis eram um pouco difíceis no começo, mas desde que ele tem uma arma, os animais selvagens eram fáceis de matar - desde que viessem da floresta perto da estrada que dava para a cidade. Mas os mobs iniciantes não oferecem muitas recompensas em termos de experiência e dinheiro.
O primeiro lobo que ele matou era grotescamente real também. Ele vomitaria se o jogo não censurasse automaticamente a bagunça sangrenta.
Ele trouxe alguns coelhos que caçou para a Guilda dos Aventureiros para vender. Eles reclamaram - peles danificadas, sem fazer a sangria após a matança - e pechincharam o preço até apenas 5 moedas de bronze (cerca de 5 dólares) por cada coelho. Ele experimentou um espeto de carne de uma barraca e vomitou pelo sabor de argila e de papel, enquanto amaldiçoava os desenvolvedores por seu comprometimento com o realismo.

Yamada se desconectou. Ele procurou informações no quadro de mensagens do VR, depois voltou ao jogo e foi para a selva, longe da capital.
Este era um jogo de mundo aberto do tamanho da Terra. Até seu país escolhido, o Reino Seize, era tão grande quanto um dos maiores países europeus. Levaria dias viajando a pé.
Com o pouco dinheiro que restava, Yamada comprou uma passagem para um trem magitech, um dos métodos de transporte disponíveis e também um dos pontos de venda do jogo. Nenhum carvão ou água alimentava este trem, apenas muita magia.

Para ajudar a aliviar o tédio durante o passeio, o jogo permitia que os jogadores que compraram uma sala privada desconectassem ou navegassem em uma versão do fórum do jogo dedicada às pessoas que desejam acessar o jogo.
Caso você ainda estivesse desconectado quando o trem chegasse à sua estação, o jogo enviaria uma notificação no seu telefone. Se você ainda não estivesse disponível, seu próximo login o colocaria no templo mais próximo.
A viagem foi rápida. Algumas horas depois, Yamada chegou a uma vila rural, em algum lugar selvagem do Reino Seize.
Bebendo um pouco de suco de frutas, a primeira coisa decente a entrar em sua boca desde que ele começou o jogo, ele perguntou a alguns moradores o paradeiro dos monstros. Segundo eles, havia apenas lobos, coelhos e outros animais selvagens próximos à vila, mas ele conseguiu encontrar algumas lagartas negras a cerca de uma hora de caminhada na floresta. Este era o mob que o fórum do jogo lhe falou.
Aliás, ele tentou conversar com uma escrava demi-humana com orelhas de gato ao longo do caminho. Ela estava apavorada. Isso tirou o vento de suas velas.

Yamada comprou uma capa barata na loja de segunda mão da vila, pelo bem da aparência. Ele foi para as profundezas da floresta sem uma única preocupação, seu corpo nunca se cansava por este ser um avatar de realidade virtual.
Yamada era o jogador [Burro] por excelência - ele só aprendia morrendo. Sem planos, sem pensamento. Sem tomar medidas para garantir o caminho de volta, ele deixou seu entusiasmo levá-lo profundamente à floresta. E lá, ele encontrou a Lagarta Negra que procurava. Ele alegremente começou a caçada.

[John Yamada] [Raça: Humano ♂] [Aventureiro]
[Pontos de Magia (MP): 33/52] [Pontos de Vida (PV): 74/84]
[Força: 13] [Vitalidade: 10] [Agilidade: 11] [Destreza: 10]
[Espadachim 2] [Defesa 1] [Magia Ofensiva 1] [Magia Curativa 1] [Auto-Reforço]
[Poder Total de Combate: 93] 53↑
[Magia: |Chama| |Cura| ]

Os insetos cuspidores de fogo eram bastante perigosos. Ele chegou perto da morte duas ou três vezes, mas a experiência também era proporcional. O poder de combate de Yamada saltou em apenas duas horas de caça. A melhor parte foi a habilidade [Espadachim] que subiu para a classe 2. Apenas essa atualização quase dobrou seu Poder Total de Combate.
Segundo o fórum, passar de 1 para 2 não era tão difícil, mas ir de 2 para 3 daria muito trabalho. Desde que seu poder dobrou, ele poderia matar as lagartas com facilidade antes delas cuspirem fogo. Se fortalecer a habilidade era assim tão difícil, ele poderia simplesmente ir mais fundo em busca de monstros mais fortes, pensou Yamada. Ele se curou em uma quantidade decente e seguiu em frente.
Conforme mencionado no fórum do jogo, o item de bônus para iniciantes, [Cristal de Identificação], mostraria informações se houvesse um monstro em sua linha de visão. Isso tornava a procura de presas muito mais fácil. Yamada abusou incansavelmente do item e usou todos os 99 usos em apenas duas horas de caça.

É verdade que havia cristais de identificação usados e vendidos pelos moradores da cidade. Mas elas não eram as esferas perfeitamente processadas, que eram os itens de bônus. Apenas pedaços ásperos de pedras. E, apesar de terem apenas 10 usos, o preço era de 3 moedas de prata cada (aproximadamente 300 dólares em valor).
Os requisitos reais para aprender [Identificação Simples] era usar o Cristal de Identificação 80 vezes em alvos que tivessem no mínimo uma certa quantidade de poder mágico. Devido à desinformação desenfreada nos fóruns, muitos jogadores falharam em aprender a habilidade enquanto ainda tinham o item de bônus. Eles ainda podiam verificar seu próprio status no templo, mas o inconveniente permaneceria com eles até que eles desbloqueassem a habilidade.
Yamada estava usando os olhos, em vez de seu cristal, para procurar mobs, quando viu uma estranha névoa branca se aproximando das profundezas da floresta.

"Oh?" (John)

Parecia vapor à primeira vista. Ele só percebeu que era um monstro pelo brilho da luz que vinha de dentro dele, que acabou sendo um [Cristal de Identificação]. Yamada zombou.
Caralho, que sorte! Essa maldita coisa deve ter saqueado o cristal de outro jogador!
A névoa branca não parecia ser um mob hostil, mas à medida que se aproximava, Yamada puxou sua espada e cortou.

“Yeaahahahh!! Largue esse cristal! Você é meu XP agora!" (John)

A espada atravessou o monstro branco sem resistência.

"Merda!" (John)

Normalmente, você muda para magia depois de descobrir que seus ataques físicos não funcionavam. No entanto, Yamada aplicou seu cérebro de jogador da maneira mais idiota: ele achava que o monstro simplesmente tinha uma habilidade alta de esquiva. Ele apenas continuou cortando.
Estranhamente, a névoa branca parou de se mover, parecendo abismada. Então a névoa se moveu, irritada, para envolver Yamada. Ele continuou gritando e balançando loucamente por vários minutos, até que toda a sua vida e magia fossem drenadas.
O corpo de Yamada se espalhou em partículas de luz. Ele reapareceu alguns segundos depois no Templo da capital do Reino Seize, já que ele não definiu um ponto de reaparecimento.

"Aww, droga, eu morri" (John)

Sua primeira derrota, mas o tolo ainda riu. Mais uma vez, ele partiu para a batalha para recuperar suas estatísticas e Pontos de Magia perdidos.


* * *



Merda, o que foi isso.
Esse era um testador beta real. Mostrei a ele meu [Cristal de Identificação] e me aproximei, pensando que ele poderia perceber que eu era uma jogadora. Nunca em meu sonho mais selvagem eu esperaria que ele tentasse me roubar.
Ele tinha o mesmo nível de poder que eu, mas o nível de inteligência de uma lagarta negra. Sorte minha. Nunca antes senti que as palavras "Cérebro de Músculo" como uma descrição seria tão adequada em alguém.
Eu sabia que quando os jogadores morriam, seus corpos desapareciam e eles deixavam para trás equipamentos. Esse cara tinha apenas uma capa desgastada, algumas moedas e algum tipo de graveto que parecia usado para espetar carne.
... por que espetos?

[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (Classe Baixa)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 123/130] 22↑
[Poder Total de Combate: 135/143] 24↑
[Habilidade Única: |Relançar| ]
[ |Identificação Simples| ]

Ah sim, certo. Eu não percebi quando, mas aprendi [Identificação Simples].
Finalmente fiquei livre da ansiedade de ver os usos do cristal diminuírem, mas a habilidade tinha seus próprios problemas. Eu conseguia me identificar de graça, mas identificar qualquer outra coisa gastava 1 Ponto de Magia. E a habilidade não era nem melhor que o cristal. Ele apenas mostrava os Pontos de Magia, o Poder Total de Combate e o nome escolhido pela minha percepção.
... realmente, tão problemático.

Além disso, obtive muitos pontos de apenas um personagem jogador. Poderia ser... que matar humanos era a maneira mais fácil de crescer como um monstro?
Cinco dias desde o início do teste beta do [Mundo de Yggdrasia]. Novas informações continuaram sendo postadas e constantemente atualizadas no fórum de bate-papo do VR. Formas eficientes de aumentar o níveis das habilidades, tipos de monstros, informações sobre os países do mundo do jogo, etc.

[Chat de Postagem 7 - * Por favor, use o idioma comum do jogo]


"Então, sim, em vez de matar monstros à vontade, é melhor triturar sua habilidade com um monstro decentemente forte"

"Mas você ficará atolado se tiver pouca magia. A eficiência iria para a merda"

"O sistema é muito irritante em primeiro lugar. Por que você tem que usar MP para realmente usar suas habilidades de combate?"

"Vá usar itens. Você não sabe sobre poções de recuperação de magia, idiota?"

"Isso é muito caro pra cacete. São uma prata por pote, como diabos eu compro esse tipo de bebida?!"

"São cerca de 6 pequenas pratas por garrafa aqui, em Quarancinq"

"Isso é muito barato! Onde é isso?"

"Sê vê... Na parte central a esquerda do mapa do mundo, eu acho? A arquitetura parece oriental, como da Europa Oriental"

"Isso é muito longe... eu estou em Katrosvingt. Parece um país do leste. Outro lado do mapa a partir de você"

"Ei, o mundo é redondo! Você está ao lado!"

"Alguém já tentou atravessar continentes?"

"Acho que não. Até o navio expresso mais rápido e mais caro leva pelo menos algumas semanas"

"Então você apenas mexe os polegares enquanto está no navio?"

"Aparentemente, se você sair do navio, entrará novamente. Ou, se você se desconectar por muito tempo, aparecerá no templo mais próximo. Os monstros atacam o navio de qualquer maneira, então você pode aumentar o nível suas habilidades com armas"

"Então, praticamente apenas as pessoas com tempo livre vão viajar. Além disso, podemos pescar?"

"Vi varas de pesca no mercado. Certo, o estilo europeu medieval do continente central, e os outros países? Estou na Cidade Santa de Ayune, bem no meio da cidade. O país mais próximo da árvore do mundo. O bom tempo está chegando em breve"

"Droga, isso é legal... Se apenas meu fuso horário se encaixasse com o seu. Estou no Reino de Soixansept. Parte inferior esquerda do mapa do mundo. Como uma ilha tropical"

"O mundo medieval mais conveniente de todos os tempos. Eles têm banheiros com descarga"

"A comida também parece ótima, mas não comestível. Pelo menos o álcool funciona bem"

"Ainda não há comida com buffs, certo? Mal posso esperar pela próxima atualização"

"Tão farto da maldita comida em barra. É simplesmente doce, nada mais"

"Pare de reclamar e vá comer comida de verdade. VR não pode encher seu estômago"

"Ei, alguém sabe sobre esse rumor de monstros estranhos recentemente?"

"O que você quer dizer? Quão estranho?"

"Muitos tipos diferentes. Eles têm cores diferentes ou habilidades especiais, como se fossem subespécies da principal. Pessoas de outros países têm falado sobre isso nas outras salas de chat"

"Ah, sim, eu sei disso. Eu não os vi, mas aparentemente eles aparecem aqui e ali. A guilda do aventureiro tem informações sobre eles agora. Também há uma compilação de relatórios de testemunhas oculares em algum outro site"

"Como um monstro de evento ou algo assim? Estou verificando esse site agora"

"Ooooh, certo, isso pode ser o único que atacou meu amigo"

"Hostil, então"

"Sim. Avançou no momento em que viu o time. Parecia um Goblin, mas com a pele vermelha. O time do amigo era de 4 pessoas, eles o mataram, mas perderam um deles. Eles me disseram: 'É apenas um jogo, mas eu realmente senti a loucura. Eu quase mijei nas calças'. Tão estranho..."

"Acabei de conferir o site. Então, agora, temos informações sobre cerca de 10 deles. Talvez seja realmente um novo evento?"

"Quão fortes eles são geralmente? Alguma coisa nova?"

"Aparentemente, você pode vencer com a habilidade de combate 2 ou 3. Também ouvi dizer que há uma nova na floresta ocidental do Reino Seize. Parece uma névoa branca ou um fantasma ou algo assim"




* * *



[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (classe Baixa)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 132/150] 20↑
[Poder Total de Combate: 145/165] 22↑
[Habilidade Única: |Relançar|]
[ |Identificação Simples| ]


Dois dias desde que lutei com o testador beta.
Isso me lembrou que os jogadores beta só podiam escolher a raça Humana. A menos que eles tenham uma boa intuição, acho que eles não perceberão que monstros podem ser jogadores. E eu não tinha percebido o quão desesperada me tornei - na verdade, procurei ajuda apenas de um jogador normal.
Fiz mais alguns testes e experimentos durante os dois dias. Não cresceu muito minha força. A floresta não tinha outros monstros além de mim e do tipo lagarta, então eu andei por aí e cacei alguns animais normais também.
Falando nisso... a mente humana realmente é boa em se adaptar.
Não foi que eu me adaptei a esse corpo e não senti mais a sensação de desconexão, não. Ainda estava lá. Eu apenas me adaptei a esse sentimento de desconexão. Como se acostumar a viver com náusea permanente.

Então comecei a ampliar um pouco minha área de atividade, mas só encontrei menos e menos lagartas, com animais selvagens normais tomando seu lugar. Coelhos, raposas, lobos, javalis, pássaros. As raposas e os pássaros fugiram assim que me aproximei. Contra os lobos e javalis eu lutei, e foi aqui que descobri que nenhuma fera normal poderia me prejudicar.
Supus que, em uma luta direta, os lobos pudessem vencer as lagartas vermelhas, e os javalis também tivessem uma chance contra as lagartas negras, se fossem autorizados a atacar e esmagar os insetos. Mas, ao contrário dos monstros, os animais selvagens tinham pouca magia. Eles tinham aproximadamente a mesma quantidade que as cobras que eu vi.
O que isso significa? Os monstros usam magia para lutar, mas a pouca quantidade de magia dos animais selvagens só lhes permitia lutar de forma puramente física.

Eu ainda recebi 1 a 2 de dano da lagarta negra e dos ataques físicos desse jogador, mas isso foi porque eles se fortaleceram com magia. Eu era uma forma de vida espiritual, um Ghast, com resistência a danos físicos. Os ataques sem aprimoramento mágico dos animais selvagens não poderiam me prejudicar.
O que significava que as cobras poderiam realmente ser uma espécie de monstro recém-nascido, não animais selvagens, já que eles usavam magia.
No final, eu mal estava ficando mais forte, apesar do meu ataque indiscriminado a fauna.
De volta ao presente. O que eu estava fazendo? Bem, eu estava ocupada sendo perseguida por pessoas armadas.

"Por aqui!" (Aventureiro)
"Bem ali!" (Aventureiro)
"Minha vez! [Flecha de Pedra]!" (Aventureiro)

Caramba, estava tão perto! Eu apenas consegui me esconder atrás de um tronco de árvore pouco antes da flecha ricochetear na casca. O projétil parecia uma rocha normal, mas era mágico, o que significava que poderia me machucar muito. Eu tinha provas reais.
Três humanos empunhando espadas e paus eram meus oponentes.
Eles poderiam ser aventureiros normais entre os NPCs, mas os jogadores eram muito mais propensos a ser o tipo de pessoa que carregaria isso tão profundamente na floresta sem pensar.

[Jovem(?) em Equipamento de Espadachim] [Raça: Humano ♂] [Aventureiro]
[Pontos de Magia (MP): 55/65] [Pontos de Vida (PV): 118/120]
[Poder Total de Combate: 145]

[Jovem(?) Em Equipamento de Maga] [Raça: Humano ♀] [Aventureiro]
[Pontos de Magia (MP): 57/75] [Pontos de Vida (PV): 58/80]
[Poder Total de Combate: 144]

[Jovem(?) Em Equipamento de Guerreiro] [Raça: Humano ♂] [Aventureiro]
[Pontos de Magia (MP): 63/70] [Pontos de Vida (PV): 94/110]
[Poder Total de Combate: 148]

A aparência do espadachim parecia bastante verdadeira, mas eu tinha a sensação de que a garota maga estava mascarando sua idade. E os movimentos do guerreiro pareciam de alguma maneira desconexos. Meu palpite me disse que ele era realmente gordo na vida real.
Estávamos jogando pique na floresta e, obviamente, eu não estava mais perto da vitória. Todos eles tinham o mesmo poder que eu, com pelo menos uma maga confirmada. Eu não sabia se os outros também conheciam feitiços.
A floresta desconhecida atrapalhava bastante seus passos, mas, novamente, minha maior velocidade era apenas acima dos praticantes de caminhada. Eu não podia despistá-los e eles não podiam me pegar.
... realmente, vocês poderiam parar? Me movendo a essa velocidade estava me deixando louca.

Então você deve estar se perguntando como eu entrei nessa bagunça. Bem, depois daquela briga com o jogador cérebro de músculo, eu vaguei aqui e ali, parcialmente para observar outros jogadores beta, parcialmente para procurar mais lagartas pretas. Foi então que encontrei uma pequena vila agrícola.
Minha curiosidade me estimulou a me aproximar... não, não, não, eu não ia atacar as pessoas. Realmente. Apenas os grandes bovinos, como uma vaca ou um cavalo. Talvez eles me dessem uma boa experiência. Eu só queria testar isso.
Eu pensei que seria uma vila velha e pobre. Em vez disso, a comunidade agrícola realmente parecia bastante abastada. No entanto, os trabalhadores rurais não eram humanos, mas... elfos, eu suponho? Elfos e homens-besta com orelhas de cachorro e orelhas de gato. Não mostravam vivacidade ou vigor em seus trabalhos, pescoços presos por alguns colares de aparência estranha.
Quem eram essas pessoas? Escravos? Alguns humanos apareciam de vez em quando, às vezes para dar ordens, às vezes para dar aos escravos um pouco de batata e sopa no vapor. Então, na verdade, não era tão ruim quanto poderia ser, mas, no final, os únicos que não trabalhavam eram os humanos.

Eu estava curiosa sobre eles, ou para ser mais precisa, sobre suas orelhas e rabos de animais. Me aproximei para tentar olhar mais de perto, mas assim que me aproximei dos campos, bati em algo invisível. Me deu uma sacudida e me afastou.
O que é que foi isso? Até me danificou um pouco. Eu fiquei enraizada no local, confusa. Alguns momentos depois, alguns fazendeiros armados começaram a aparecer do prédio, então entrei em pânico e fugi.
Eles eram apenas moradores normais. Eu tinha certeza de que poderia dar conta deles, mas seria muito problemático se eles mandassem soldados para me caçar.

Os fazendeiros pararam de me perseguir quando entrei na floresta. Aliviada, decidi continuar a caçar alguns animais na floresta próxima e esperar até o calor diminuir. Foi então que conheci o grupo de três. De repente eles atacaram no momento em que me encontraram.
E aqui estava eu, correndo cada vez mais fundo na floresta. No entanto, o grupo nem pensou duas vezes antes de me perseguir. Eles não pareciam se importar com o modo como voltariam.
Droga, essa pedra de novo! Por que diabos a maga não estava ficando sem magia? Ela estava tomando drogas? E outra porcaria, ela está preparando fogo desta vez!
Certo. Isso. É. O bastante!

[Relançar]

A chama ardendo no final de seu cajado explodiu. A mulher chorou de surpresa e dor.
Espere o que? Acabei de [Relançar] o feitiço da maga? Eu posso realmente usar a minha habilidade em outra pessoa?
... Oh, espere, merda.


[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (classe Baixa)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 65/150]
[Poder Total de Combate: 72/165]
[Habilidade Única: |Relançar|]
[ |Identificação Simples| ]


Minha magia simplesmente despencou do uso inadequado de minha habilidade única.
Droga, eu não conseguia mais combatê-los. Todos os três ficaram surpresos demais para continuar me perseguindo, então aproveitei a chance para fugir.
Certo, parece que eu os despistei. Ainda assim, continuei me distanciando, atravessando a floresta sem descanso. Não é como se eu pudesse me cansar.
Eu matei todas as lagartas e animais que encontrei ao longo do caminho. Depois de três dias inteiros de viagem constante sem parar, encontrei uma aldeia simples e primitiva, escondida nas profundezas da floresta.



Notas do Autor:
Mapa mundial de Yggdrasia. Números vermelhos são grandes países, números pretos são pequenos.


Encontrei um pequeno povoado escondido atrás das folhas.
À primeira vista, as habitações não eram muito melhores do que grandes tendas cobertas de folhas para camuflar. Havia três dessas tendas. Três famílias, cerca de dez pessoas.
Certos espaços, como a cozinha, o tronco de cortar madeira ou a mesa de açougue, eram comuns. Todos estavam do lado de fora.
Eu peguei alguns vislumbres dos moradores. Todos estavam usando túnicas simples de linho e botas de couro. Eles vivem uma vida simples, em harmonia com a natureza.
Não consegui fazer contato. Eu tenho o idioma comum implantado no meu cérebro, mas na verdade não conseguia falar. E olhe para mim agora - animais normais e NPCs humanoides simplesmente fogem de mim. Eu tenho melhores chances com os jogadores. Bem, eu era um tipo de demônio, realmente, isso não deveria ser surpreendente.
Ainda assim, eu queria continuar observando eles. Só um pouco mais.
Não consegui me aproximar da aldeia, mas meu palpite era que eles não tinham uma barreira.
Eu queria relaxar. De alguma forma, de alguma maneira. Meu espírito estava sendo derrotado totalmente pelo constante desconforto, como alfinetes e agulhas no meu cérebro, pelo sentimento de extrema desconexão com a realidade, e por tantas outras coisas. Eu estava me acostumando pouco a pouco, mas temia que, depois de me adaptar completamente a isso, voltar à realidade me deixaria louca.

Na verdade, por que essas pessoas decidiram morar aqui?
O mundo era tão real que eu esqueci que às vezes era um jogo, mas eles eram NPCs. Eles tinham um motivo particular para morar aqui? Os desenvolvedores esperavam que os jogadores entrassem tão fundo?
Pensei que poderia ser um evento, e cheguei o mais perto que ousei, então entendi por que eles moravam aqui. Eles eram elfos.
Isso me lembrou as palavras do guia. Disse que havia noventa e nove países humanos em torno das noventa e nove [Mudas]. Isso significava que alguém não humano vivia em lugares tão remotos? Ouvi dizer que a civilização humana aqui era bastante desenvolvida, com trens e tudo mais. Portanto, havia bastante desigualdade econômica aqui.
Se esse mundo fosse tão grande quanto a Terra, os desenvolvedores não se incomodariam em colocar manualmente todas as aldeias e assentamentos. Este povoado foi provavelmente gerado aleatoriamente.
Oh, ei, havia uma criança. Um garoto de 5 anos. As únicas outras crianças neste assentamento eram bebês, então o menino estava brincando sozinho, parecendo um pouco abandonado.
... Oh Deus, eu quero conhecê-lo. Eu quero tanto conhecê-lo!

Eu nunca tive a melhor impressão de adultos e pessoas da minha idade. As únicas exceções eram crianças pequenas.
Havia uma maneira de fazê-lo não desconfiar de mim...? Eu não conseguia pensar em nada. Oh espere. Havia aqueles itens que o jogador deixou cair. Talvez eu possa usá-los.

Uma velha capa não tingida.
Três moedas pequenas e algumas moedas de outro tipo. Pareciam que eram feitos de prata e cobre, respectivamente.
Uma vara de madeira que parecia um espeto de carne.
E o cristal de identificação 5/99 que eu tinha desde o início, além de uma presa de lagarta vermelho-escura.

... Eu poderia me tornar a pessoa mais suspeita de todos os tempos.
Enfim, primeira vez para tudo. Vamos tentar usar a capa. Qual... é... Deus... isso é difícil. Usar minha fumaça de gelo seco como mãos era realmente difícil.
Levei mais alguns minutos para perceber que, sem dedos, eu não poderia fazer nenhuma manipulação fina. Eu usei quase uma hora apenas para colocar a capa no meu corpo.
... E a capa deslizou pelo meu corpo de Ghast... por quê?

Eu poderia usar meu corpo para 'pegar' as coisas. Na verdade, era mais como envolvê-los, mas funcionava. Eu podia segurar pequenos itens como cristal ou moedas dentro de mim, e eles não caíam. Parece que eu estava segurando uma bolsa (o que significava que, se eu fosse surpreendida, deixaria cair as coisas).
A capa era grande, mas eu podia pegá-la enquanto envolvesse metade dela. Parecia como se equilibrar uma bandeja com um prato de sopa por cima - difícil, mas ainda possível. E é claro que eu ainda desistiria se algo acontecesse.
Para que eu pudesse pegar. Eu pensei que isso significava que eu poderia usá-la também, mas não funcionou. Essa foi uma hora estressando para meu pequeno cérebro. Devolva meu tempo. Realmente...

Normalmente, avatares de monstros como o meu eram capazes apenas de ações básicas predefinidas, como um personagem de jogo normal só poderia executar as ações vinculadas ao teclado. Eu tive a chance de usar o VR algumas vezes antes. Eu já vi pessoas nadando que afundavam como pedras na vida real e mestres em artes marciais sem um único dia de treinamento. Essas eram todas ações predefinidas.
Pode ser que os desenvolvedores deste jogo também estejam nos testando para avaliar quais ações eram possíveis para avatares de monstros, além do objetivo declarado.

... eu deveria me acalmar. Eu senti como se tivesse passado uma hora frustrante com crochê com os dois pés esquerdos. Descansei, apreciando a tontura debilitante ao ver a natureza linda com uma visão de 360 graus em tela cheia. Depois de algumas horas de incapacidade, finalmente encontrei forças para encarar a realidade novamente.
Ah, sim, Ghasts poderiam mudar de forma, certo? Eu poderia mudar para uma forma humanoide?
Eu pensei que meu corpo atual era muito mais ágil do que o meu anterior e pesado corpo. Eu tinha mais volume agora, deveria poder parecer uma criança pequena, pelo menos.
Tudo bem, vamos tentar.

...
.........
...............
.....................

Cumprimentos a todos. Hoje está um lindo dia novo.
É verdade que eu poderia trabalhar esse corpo de maneira semelhante ao anterior. Eu poderia esticar e encolher, espalhar e cobrir e muito mais. Mas isso não se traduzia em ter total liberdade sobre minha forma.
Quando me concentrei em uma parte para mudar de forma, as partes de mim em que não me concentro mais começaram a se deformar e estalar. Mudar uma parte de um centímetro fez com que ela se alongasse de algum modo por um metro inteiro. E eu tive que lutar contra meu próprio corpo gasoso constantemente flutuando e mudando por si só.
Todos esses problemas ocuparam grande parte do meu tempo. Minha mente estava sendo torturada pelo sentimento de me tornar uma massa de lama pegajosa, mas eu perseverei. Eu conseguiria ignorar a angústia no meu momento de foco extremo?
De qualquer forma, ao nascer do sol, finalmente consegui assumir uma forma humanoide, tão grande quanto aquele garoto elfo, de na cor alabastro e com textura de cera. Um problema: minha 'pele' estava constantemente derretendo e pingando.
... que diabos eu sou? Um novo tipo de monstro? Eu não conseguia nem imaginar como fazer contato com as pessoas, desse jeito.

Vamos pensar sobre isso mais tarde. Eu deveria tentar me mover. Isso deve ser simples: apenas mova da maneira como movia meu corpo real. Fácil!
Oh, doce ingenuidade, essa ideia passou por mim há alguns minutos atrás. Como eu subestimei este jogo.
Imagine o seguinte: você tinha uma estátua humana, cuidadosamente construída com areia de ferro, sobre uma mesa. E você só podia movê-la com 10 ímãs, todos mantidos por braços diferentes atrás da estátua, sem deixá-la entrar em colapso.
Impossível. Não.
E meu cérebro também estava chorando por mim. Ele gritava com o sentimento de desconexão extrema, nascido de mover um corpo humanoide com meios desumanos. Minha visão girou e virou.

[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (classe Baixa)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 160/160] 10↑
[Poder Total de Combate: 176/176] 11↑
[Habilidade Única: |Relançar|]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Terrível)| ]


... e antes que eu percebesse, eu consegui uma nova habilidade estranha. O que é isso...


[Forma Humanoide (Terrível)]
・ Transformação de algo não humano em algo humanoide.


[Identificação Simples] me deu praticamente o que eu esperava.
Além disso, fiquei realmente incomodada com essa coisa. Por "Terrível", isso significava que a habilidade estava no nível mais baixo ou estava ofendendo minha habilidade de esculpir?
Enfim, isso é outra coisa a ser praticada diariamente - manter a forma humanoide. Eu deveria aprender a andar primeiro. Atualmente, eu estava demorando mais de um minuto para avançar um passo.
Eu pratiquei até o pôr do sol naquele dia, o tempo todo lutando contra as náuseas. Minha escultura ainda não havia melhorado, então, no final, mudei para um treinamento intensivo sobre o uso da capa, até a manhã seguinte. De novo.
... o que estou fazendo da minha vida?


* * *



Nos conhecemos quando o elfo estava colhendo frutas e galhos secos bem perto de sua aldeia.

"...Quem é Você?", ele perguntou timidamente, mas não fugiu imediatamente. Isso é bom. Se ele tivesse feito isso, eu estava pronta para voltar para a forma de gás e correr imediatamente. Além disso, três aplausos para o idioma comum.

Tudo bem, o primeiro passo foi dado. A julgar pela aparência, ele não tem medo de mim.
Eu parecia tão alta quanto ele neste momento, vestindo uma capa grande, o capuz escondendo meu rosto. Até eu tinha que admitir que parecia suspeita demais. Eu teria fugido se me visse.
Chegando aqui, demorei dez segundos apenas para dar um único passo, então, realmente, fiquei super agradecida pela coragem do garoto... ou talvez os NPCs fossem exatamente assim.

"... você precisa de mim para alguma coisa?", ele perguntou.

Eu não. Apesar de todo o esforço que pus em contato com ele, na verdade não.
De qualquer forma, tentei inclinar minha cabeça... tudo bem, isso foi difícil. No entanto, não podia me dar ao luxo de traumatizá-lo, fazendo com que parecesse uma abominação velha. Eu tentei, de alguma forma, gerenciando o gesto.

"Você não pode falar?", ele parecia preocupado.

Eu balancei a cabeça uma fração. Ele deu um passo à frente. Eu balancei a cabeça freneticamente e ele parou.

"Eu não deveria chegar perto?" (Garoto Elfo)

Eu balancei a cabeça, afirmando. Mais uma vez, ele pareceu preocupado. Eu sei, certo? Eu não saberia o que fazer com uma criança que não falava, não deixava ninguém se aproximar e também não mostrava o rosto.
Eu só queria olhar de perto para o menino. Eu nunca tive nenhum plano além disso.

Ele ficou em silêncio, imerso em pensamentos. Depois de um tempo, ele assentiu, parecendo ter chegado a uma conclusão.

"... então, eu estou ajudando a minha mãe", ele de repente começou a falar de si mesmo, "Papai caça, e às vezes traz monstros também. Eles se parecem com lagartas pretas, mas muito saborosas" (Garoto Elfo)

Oh? Aqueles caras eram comestíveis?
Ele continuou colhendo galhos secos, conversando enquanto mantinha uma distância de 10 metros de mim. O trabalho foi feito em pouco tempo. Ele se mexeu, ajeitando sua cesta cheia de galhos e frutas nas costas, e olhou para mim.

"... hey, eu estou voltando para casa. Podemos nos encontrar amanhã?", ele sugeriu uma ideia maravilhosa.

Eu assenti.

"Tudo bem, amanhã então! Eu tenho que ir para casa agora, ou a mamãe vai me repreender. Estamos fugindo dos caçadores de escravos, então não tenho permissão para voltar tarde", respondeu ele com um sorriso radiante.

Tentei acenar da melhor maneira que pude. Ele voltou alegremente de seu próprio jeito e correu em direção à vila. O dia de hoje foi realmente incrível. Foi como conversar com um humano real.
Então, caçadores de escravos... Aqueles elfos e homens-besta que eu vi naquela época eram escravos de verdade, então.

Atingi meu limite no momento em que o garoto desapareceu da minha vista. Voltei para a forma de gás e corri para as profundezas da floresta.
Normalmente, as habilidades não deveriam ser manipuladas pelo sistema? Meu cérebro está fazendo todo o trabalho desde o começo aqui.
Eu me permiti relaxar. Isso foi interessante, mas realmente estressante. Pelo menos eu sei muito mais agora.
Até os NPCs - elfos adultos, neste caso - poderiam caçar lagartas negras, apesar de sua força não parecer tão alta.

[Elfo Adulto] [Raça: Elfo ♂] [Aldeão?]
[Pontos de Magia (MP): 50/50] [Pontos de Vida (PV): 60/60]
[Poder Total de Combate: 63]

Quase o mesmo que o inseto preto e o mesmo que eu antes da minha evolução. Eu supus que é por isso que eles podem sobreviver aqui, nesta floresta.
Eu estou praticando a minha forma humanoide há dois dias seguidos. Eu deveria voltar a caçar, mas depois de conhecer sua situação alimentar, fiquei muito mais relutante em continuar aqui. Havia algo para eu caçar mais longe?
Eventos recentes me mostraram a necessidade de ser muito mais cautelosa, e foi por isso que estive pesquisando bastante. E alguns sinais mágicos organizados estavam tocando meu radar.
Eles eram... humanos? Espere um minuto, não me diga que a conversa da crianças sobre os caçadores de escravos acabou de ativar um evento no jogo?
Detectei alguns sinais de magia se aproximando do pequeno povoado élfico, provavelmente humanos. Combinado com a palavra 'Caçadores de Escravos' que ouvi, tive um mau pressentimento sobre isso.
Eu fui em direção a eles. Uma hora depois, a uma velocidade normal, vi nove humanos.
Eles... provavelmente não eram jogadores beta.
Aparências sujas e desleixadas, casacos de couro sujos. Ao contrário dos jogadores que conheci antes, eles não estavam prestando muita atenção à aparência. Claro, eles podem ser jogadores que interpretam bandidos, mas eu duvido disso. Fazia apenas 10 dias desde que o jogo começou. Eu não acho que esse tipo de ator apareceria tão cedo.
Cheguei o mais perto que me atrevi, ao olhar mais de perto os equipamentos deles.
Eles tinham mais cerdas e laços do que espadas, além de muitas cordas nos cintos. Apenas um parecia ser um mago. Aquele cara estava brincando com uma gargantilha.
... essas eram muito mais evidências do que eu já pedi.

Vamos supor que eles eram realmente caçadores de escravos.
Se esse evento do jogo aconteceu devido à conversa do garoto sobre caçadores de escravos, o alvo deles deve ser o povoado élfico.
Talvez eles fossem um grupo de simples caçadores de animais que estão apenas ganhando a vida. As cordas eram para capturar animais grandes como veados, o mago estava mexendo com aquela gargantilha porque estava entediado... sim, eu sei, isso é forçado, até mesmo para o meu padrão.
Então, o que eu faço?
Meu objetivo original era ganhar força e sobreviver até o final do teste alfa, pagara ter dez anos de vida garantido e uma nova identidade.

O objetivo do experimento era investigar o estresse mental das 'desconexões' nascidos do uso de um avatar de monstro extremamente diferente do corpo humano. Não havia necessidade de eu terminar o jogo.
Ser escravo não significava necessariamente ser maltratado. Os aldeões élficos eram apenas NPCs, não havia necessidade de eu me importar...
Desculpe, eu menti. Eu me importo uma tonelada.
Eu poderia ter me tornado muito mais apática à vida sapiente desde que minha saúde mental começou a despencar, mas eu conheci esse garoto. Eu falei com ele. Eu não podia deixar que nada de ruim acontecesse com ele.

Havia duas opções aqui.
Primeiro, aviso a vila do perigo... se eu pudesse falar. Eu poderia tentar ameaçá-los, mas e se a programação deles não permitir que eles corram? Então eu seria a inimiga deles.
Segundo, lido com essas pessoas antes que elas encontrem o assentamento... bem, elas não estariam aqui se não soubessem onde ele estava. Antes que eles pudessem se aproximar do assentamento, então.
Eu não poderia simplesmente afastá-los? Eu precisava ter certeza de que eles nunca mais voltariam.
Mas eu não sabia se poderia ganhar aqui.

[Mago x1] [Raça: Humano ♂] [Caçador de Escravos]
[Pontos de Magia (MP): 65/65] [Pontos de Vida (PV): 48/48]
[Poder Total de Combate: 86]

[Caçador x3] [Raça: Humano ♂] [Caçador de Escravos]
[Pontos de Magia (MP): 40/40] [Pontos de Vida (PV): 70/70]
[Poder Total de Combate: 70]

[Assassino x5] [Raça: Humano ♂] [Caçador de Escravos]
[Pontos de Magia (MP): 30/30] [Pontos de Vida (PV): 60/60]
[Poder Total de Combate: 57]

Sem surpresa, eles eram mais fracos que os jogadores beta. Mas eles ainda tinham o mesmo poder que uma lagarta negra, além de inteligência e magias humanas. Eles não eram exatamente oponentes fáceis. A inteligência é o que permite derrotar inimigos mais poderosos, e é a razão pela qual os humanos eram tão assustadores. No entanto, isso ainda não era motivo para eu recuar aqui.
... mas e se eles não fossem realmente caçadores de escravos? Por mais suave que fosse, não conseguia agir até ter 100% de certeza. Fiz planos para confirmar.
Primeiro, usei a [Forma Humanoide (Terrível)] - uma habilidade apenas no nome, pois o que deveria ter sido processado pelo sistema foi todo descarregado para o meu cérebro - para virar humanoide e depois usar a capa.
Me aproximei, depois parei de me esconder quando estava perto o suficiente e comecei a caminhar em direção a eles, levando vários segundos para um único passo.
O dia estava quase no fim. Supus que os (prováveis) caçadores de escravos estavam planejando acampar até a manhã seguinte.

"Ei! Há algo ali!" (Vigia)

Quando me aproximei, o vigia gritou para seus companheiros.
Sim, tem alguma coisa aqui. Olha, eu sou uma garota indefesa vagando no escuro...
O mago inclinou a cabeça, olhou para mim e sorriu.

"Nossa, uma criança nos encontrou. Isso não serve, isso não serve. Ei, pessoal, não deixe ele escapar. Quanto mais crianças élficas tivermos, melhor. Eles alcançam um preço alto entre nossos compradores mais... degenerados" (Mago)
"Sim!" "Entendi" (Caçadores de Escravos)

Dois dos capangas estalaram os nós dos dedos e afrouxaram os ombros. Eles se aproximaram, parecendo que isso era apenas mais uma tarefa a ser feita, mas seus sorrisos maliciosos traíam sua excitação.

... o acusado é culpado.
A floresta estava escurecendo e os capangas não estavam esperando problemas. Tirei meu corpo das mangas do casaco e cobri seus rostos.

"O qu-?!" "Fumaça?!" (Caçadores de Escravos)

Eles entraram em pânico. Eu absorvi a força vital deles o mais rápido que pude. Seus camaradas ainda não haviam percebido que havia algo errado, comigo escondida atrás dos capangas na floresta sombria.

Vendo os dois homens agitando desesperadamente as mãos na frente de seus rostos, o resto deles ficou finalmente alarmado. "O que aconteceu?".

Os dois capangas engasgaram e caíram no chão. O mago nos encarou, seus olhos bem abertos.

"Afastem-se dessa criança! Isso é um monstro!" (Mago)

Ops. Mas eu peguei dois deles!


[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (classe Baixa)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 168/176] 16↑
[Poder Total de Combate: 185/194] 18↑
[Habilidade Única: |Relançar|]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Terrível)| ]


Muita magia nova para mim. Um momento depois, uma flecha passou por mim.

"Isso o matou?!", um caçador gritou

Você matou um pouco de ar. Formigou um pouco, no máximo. Abandonei minha capa e voei para ele.

"Aaaargh!!!" (Arqueiro)
"Afaste-se disso! Isso deve ser um [Wraith]! Carregue suas ferramentas com pedras mágicas agora!" (Mago)
"Não, não, não! Me salvem!" (Arqueiro)

O mago impiedosamente incendiou tanto o caçador envolvido quanto eu. Porra, se não estivesse quente! Mas eu segurei, sugando seus últimos fios da vida. Ele se encolheu, semeando ainda mais confusão entre os homens.
Eles acabaram de colocar algum tipo de pedra negra em seus arcos. Eu assumi que essas eram as 'Pedras Mágicas' e as 'Ferramentas Mágicas'. Algum tipo de armas encantadas. Provavelmente seriam capazes de infligir danos ao meu corpo quase tangível, mas eu já havia me movido antes que os homens pudessem fazer qualquer coisa.
Para os capangas despreparados com qualquer coisa eficaz.

"Está vindo aqui!" "Fique longe! Fique longe!" (Caçadores de Escravos)

Os seres humanos tinham mais magia do que animais selvagens, então eles ainda mal podiam me machucar. No entanto, eu tinha mais do que o triplo de seu poder de combate. Eu não tinha nada com o que me preocupar.

"Vamos lá, demônio! V-Veja se você gosta disso!" (Caçador)

Em seu medo e confusão, um dos capangas mais durões desembainhou sua espada curta e suja.

"Cuidado! Uma das habilidades dos [Wraith] é causar medo!", a voz do mago soou.

Bem. Eu não era um [Wraith], mas perto o suficiente, eu suponho.
O capitão que empunhava a espada balançou ela em um ataque selvagem - aparentemente apenas me ver era o suficiente para aterrorizá-lo. Eu absorvi toda a sua força vital de uma só vez.

[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (classe Baixa)]
[Pontos de Magia: 158/191] 15↑
[Poder Total de Combate: 177/210] 18↑

Minha magia máxima aumentou ao matar o caçador e os capangas, mas meu poder de combate diminuiu por causa de todo o dano.
Merda! Os caçadores usaram seus arcos!
Os capangas tentaram fugir de mim. Os alcancei, depois os usei como escudos de carne.
Mas os caçadores não se preocupavam mais com fogo amigo. Uma das flechas perfurou o pescoço de um dos assassinos. Ele engasgou e caiu.
Se eles não estavam se preocupando com seus próprios companheiros, eu também não precisarei. Eu peguei o resto de sua vida restante.

[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (classe Baixa)]
[Pontos de Magia: 149/193] 2↑
[Poder Total de Combate: 168/212] 2↑

Eh? Eu não recebi quase nada. Pode ser porque ele estava quase morto, pode ser porque alguém o matou.
Havia coisas mais importantes com que se preocupar. Principalmente, ainda havia metade deles, enquanto meu poder de combate havia caído muito. Um mago, dois caçadores, um assassino... Todos os fortes foram deixados. Droga.

"Malditos idiotas inúteis! Por que diabos estou pagando vocês?! Matem essa coisa!" (Mago)
"Mas, chefe, ele é forte!" "Perdemos muitos de nós. Vamos recuar!" (Caçadores)
"Calem a boca! Os nobres querem meninas jovens e crianças élficas! Não podemos voltar sem nada!" (Mago)

Oh, entendo... Eles queriam escravos élficos. Uma parte de mim entendeu que isso era apenas um evento de jogo, mas estou ficando irritada.
O grupo continuou atirando e o mago continuou soltando magia enquanto discutiam. Eu ignorei os golpes e ataquei o mais fraco primeiro.

"Nããão, fique longe, fique looogeeeeee!!!" (Assassino)
"Fique, seu vermee! Fique e mantenha essa coisa parada! O resto, continuem atirando!" (Mago)
"Não nos odeie, certo? Você teve apenas azar", um dos caçadores estalou a língua.

Sim, claro, não guarde rancor por ter sido sacrificado. Mas considerando que era para mim que eles estavam sacrificando ele, não era realmente o meu lugar para dizer qualquer coisa.
O assassino correu histericamente, e eu persegui meu futuro escudo de carne. Então um dos caçadores atirou na perna dele. O assassino gritou.

"Bom trabalho! [Flecha de Fogo]!" (Mago)

Não havia nenhum lugar para eu me esconder agora. O mago atirou uma bala de fogo em mim.

[Relançar]

A massa de chamas explodiu na minha frente. Muito quente! Pelo menos não foi um golpe direto. Eu posso suportar isso.

"O que?!" (Mago)

Usei a chama como cortina de fumaça e ataquei o caçador que empunhava o arco mais próximo de mim.
Não foi realmente algo incrível. Eu apenas estiquei uma parte de mim e tentei "afastar" a bala de fogo, por falta de um termo melhor. Eu não podia me dar ao luxo de falhar agora, então usei o [Relançar] para aumentar minhas chances de sucesso. Funcionou, o dano do feitiço foi reduzido pela metade e eu pude me mover imediatamente após o desvio.
Os caçadores eram rápidos, mas não aquele que acreditava descuidadamente que eu havia caído pelo fogo. Eu consegui um golpe limpo nele. Ele rolou e se contorceu, tentando desesperadamente me tirar dele.

"Fique ai mesmo! Esta é a nossa chance!" (Mago)
"Chefe, pare!" (Caçador)

O mago estava prestes a queimar nós dois como ele fez com o assassino, e desta vez o outro caçador se ofendeu com isso. Aproveitei a chance de absorver a vida do caçador caído com pressa.

"Eu sou seu empregador! Cale a boca e siga minhas malditas ordens!" (Mago)
"Aceitamos porque nos foi prometido algumas elfas, e não para sermos mortos por um idiota!" (Caçador)

O mago gritou incoerente de raiva. Ele preparou um feitiço de fogo particularmente poderoso, para ser lançado no caçador.
Aqui está minha chance!

[Relançar]

Eu forcei o feitiço a falhar, e ele explodiu na cabeça deles. Eles uivaram de dor e tropeçaram, com as mãos em seus rostos.
O mago, que perdeu a calma, provavelmente contribuiu para o meu próprio sucesso com a habilidade. Além disso, confirmei que o uso da habilidade em outra pessoa aumentava imensamente o custo. Eu senti como se tivesse perdido quase metade da minha magia de uma só vez.

[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (classe Baixa)]
[Pontos de Magia: 63/193]
[Poder Total de Combate: 82/212]

Eu absorvi os últimos resíduos da vida do caçador, que ficou quase mumificado, e depois envolvi o mago e o último caçador de uma só vez. Meu poder de combate estava baixo, meu movimento estava lento e eu estava ficando bastante irritada.

"O-o qu-" (Caçador)
"Maldito [Wraith]! Pare!" (Mago)

Dane-se, eu não sou um [Wraith].

"Guurgh..." (Caçador)
"Porra! [Fogo]!" (Mago)

O caçador ficou mole quase imediatamente, mas o alto poder mágico do mago levou tempo para ser absorvido completamente. Ele me queimou quando eu me agarrei em seu rosto, queimando minha vida. Mas eu o segurei.
Os feitiços que ele usou apenas me ajudaram a esvaziar sua magia mais rapidamente. Alguns segundos depois, ele finalmente caiu no chão. A batalha terminou.

Com a vitória, o alívio tomou conta de mim. Eu mal consegui ganhar. Eu estive em desesperada por toda a luta, e isso acabou comigo, tendo apenas um pouco de saúde restante. Isso foi perigoso demais.


[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (classe Baixa)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 27/238] 45↑
[Poder Total de Combate: 50/262] 69↑
[Habilidade Única: |Relançar|]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Terrível)| ]
[Aumento de Classe Disponível]


Meu poder máximo cresceu muito, mas eu estava tão fraca quanto no dia em que comecei o jogo. Eu ainda não conseguia acreditar que venci... espere um minuto... 'Aumento de Classe'?!
... mais coisas estranhas.
Isso... não era uma evolução? Bem, tanto faz, é para a futura eu pensar sobre isso. A atual eu estava se sentindo muito esgotada, minha mente fortemente foi abusada pelo esforço da luta e a falta de magia.

Então, a vila. Deveria estar bem segura agora... ah, certo. Aquele idiota que levou uma flechada na perna ainda estava vivo.
Sinceramente, não estava tão interessada em matar alguém indefeso, mas se ele avisar, haverá mais caçadores de escravos chegando. Então eu me decidi. Eu lentamente me levantei. O assassino estremeceu, me olhando com medo evidente em seus olhos.
Então uma flecha atravessou seu peito e outra caiu no chão abaixo de mim.

O que?! Eu expandi minha consciência para procurar ameaças. Vários elfos adultos emergiram das profundezas da floresta, arcos apontando para mim cautelosamente.
...Oh, cara. O que eu faço?




Nota do Autor
As lutas ainda parecem discretas, mas isso é apenas no momento. Estaremos chegando aos grandes booms mais cedo ou mais tarde.

Um pouco de explicação sobre o [Relançar]:
As ações têm uma chance fixa de 3% de ser uma falha crítica.
As chances de sucesso em ataques físicos são reduzidas pela taxa de esquiva do oponente. Os efeitos mágicos podem variar de poder, são modificados pela resistência do oponente e outros fatores, mas raramente falham completamente.

No entanto, uma característica é compartilhada entre todos os tipos de demônios: a capacidade de causar medo aos seres vivos. Quando um demônio é temido por um oponente mais fraco, para cada nível que o demônio possui, a taxa de sucesso do oponente cai em 10%.
A habilidade [Relançar] também tem classificações. Em sua posição atual, a protagonista pode usá-la duas vezes seguidas. A habilidade consome 10 de magia cada vez que falha. Se for bem-sucedida, e se a habilidade foi usada em um alvo que não é o usuário, ela consome uma quantidade de magia de acordo com a diferença de poder entre o alvo e o usuário. E, é claro, o [Relançar] pode falhar sempre.
Eu lutei para impedir que os caçadores chegassem à vila élfica, e agora os moradores estavam apontando suas flechas para mim. Eles provavelmente descobriram a batalha por causa de toda a magia de fogo e os gritos. E parecia que eles perceberam que os homens eram caçadores de escravos, julgando pela flecha no peito do assassino.
Três homens. Provavelmente, eles eram toda a força de combate que o assentamento poderia reunir.

[Elfo Adulto x3] [Raça: Elfo ♂] [Caçador]
[Pontos de Magia (MP): 50/50] [Pontos de Vida (PV): 60/60]
[Poder Total de Combate: 63]

As mulheres tiveram que ficar com as crianças. Contra 9 caçadores de escravos, o assentamento não teria esperança...
E agora eles tinham que lidar com um único monstro que limpou o chão com aqueles caçadores de escravos.
Sim, olá, sou eu. Não é à toa que eles estavam em guarda. Os elfos empunhando arco não estavam tão cautelosos quanto aterrorizados. Provavelmente, essa foi a razão pela qual eles não atiraram em mim diretamente - em vez de arriscarem minha raiva com um golpe, eles estavam me avisando que estavam de olho em mim, é melhor eu ir para outro lugar. Não, não é um aviso. É um apelo.

OK, tudo bem...
Eu me afastei, da forma que mais mostrava que não queria confronto possível. Os elfos ainda tinham seus arcos apontados em mim, mas o alívio era claro em seus rostos. Continuei me movendo mais fundo na floresta. Depois que desapareceram da minha vista, corri para o dossel de uma árvore próxima e soltei um suspiro de alívio.
Deus, eu pensei que quase teria um ataque cardíaco... Bem, meu corpo real estava em animação suspensa, mas ainda assim.
Eu mal tinha alguma magia. Se seus arcos fossem magicamente encantados, uma saraivada poderia ter me matado.


[SEM NOME] [Raça: Ghast] [Demônio Inferior (Classe Baixa)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual frágil.

[Pontos de Magia: 24/238]
[Poder Total de Combate: 47/262]
[Habilidade Única: |Relançar|]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Terrível)| ]
[Aumento de Classe Disponível]


Eu praticamente já tinha um pé na cova.
Agora, essa coisa de Aumento de Classe. Eu entendi que era diferente de uma evolução. Significava se tornar um tipo mais forte de [Ghast], então? Eu não conseguia nem imaginar qual seria o resultado.
Bem, vamos tentar alguma [Identificação Simples].


[Aumento de Classe Disponível]
・ Se transformará em uma raça de alto escalão.


Exatamente o que significava, então.
Suponho que subir na hierarquia me deixaria imóvel novamente? Provavelmente não seria uma mudança tão grande quanto a evolução, então é melhor tentar...
Assim, como minha magia está quase vazia, então. Se a classificação colocar minha magia de volta a 1 novamente, não faria muita diferença. E eu deveria estar o mais forte possível, nos preparativos para mais batalhas imprevistas.
Comecei o processo.

.........
......
...

Manhã do dia seguinte. Minha magia voltou a ficar cheia. Ele deveria estar ajudando sua família a essa hora, então fui para onde prometemos nos encontrar.
O Aumento de Classe funcionou, nada de especial aconteceu. Não precisei recuperar minha mágica de 1 e meu corpo também não mudou muito. No máximo, o gás parecia um pouco mais grosso. Eu me movo um pouco melhor na [Forma Humanoide] agora, então isso foi bom.
Depois da noite passada, talvez o garoto elfo nem apareça.

No caminho, eu desviei para onde a luta aconteceu para recuperar minha capa. Ainda estava lá, por algum motivo, mas os cadáveres se foram. Talvez os elfos os tenham enterrado, talvez apenas jogaram os cadáveres para algum lugar distante, ou talvez como a maioria dos outros jogos, os cadáveres tenham desaparecido após um certo período de tempo. De qualquer forma, se passou uma noite inteira. Os elfos deveriam ter voltado para casa.
Cheguei, espreitando o ponto de encontro por trás de uma árvore. O garoto estava parado ali, sozinho, com algumas frutas nos bolsos.
Ei, agora, isso é muito perigoso. Uma criança sozinha na floresta. E se houvessem monstros?
Virei humanoide, vesti a capa e me aproximei dele. Ele deu um sorriso no momento em que me viu.

"Ei. Você está aqui" (Garoto Elfo)

Sim, eu sou.
Parei meus passos lentos e acenei. Ele não chegou mais perto. Bom, parece que ele se lembrou da nossa conversa ontem, por mais unilateral que fosse. Ele parecia aliviado, mas ao mesmo tempo, fez uma careta.
Hmm, o que foi? Ele parecia... um pouco diferente? Ah, certo, hoje não há cesto nas costas dele. Por quê?

"Umm... Então, uh... Vamos sair deste lugar em breve...", disse o garoto, forçando as palavras.

O que? Eu perguntei a ele com uma inclinação de cabeça.

"Alguns humanos assustadores vieram ontem. Eles eram caçadores de escravos. Os adultos disseram que fugimos deles uma vez, quando eu era mais jovem, mas eles nos encontraram novamente" (Garoto Elfo)

Sim, mas eu lidei com eles, não é?

"E então esse 'monstro branco' matou todos eles. É perigoso morar aqui agora, então estamos saindo" (Garoto Elfo)

... certo.
Suponho que não deveria me surpreender. Nenhum caçador de escravos poderia ser tão assustador quanto um monstro.

"H-Hey", o garoto interrompeu meus pensamentos, sua voz resoluta, "Você matou aquelas pessoas más, certo? Você deve ser o espírito elemental desta floresta, eu sabia que você era!" (Garoto Elfo)

... o que?

"Eu disse isso aos adultos, mas eles não acreditaram em mim. Eles disseram que você era um monstro assustador. Mas sei que isso não é verdade, sei que você é um bom elemental!" (Garoto Elfo)

Não, não, não, eu sou pior que os monstros. Eu sou um demônio.

"Desculpe, eu tenho que ir em breve... Ah, você pode me dizer seu nome?" (Garoto Elfo)

Eu pensei que você já sabia que eu não posso falar?
Tentei mostrar para ele a minha mudez, apontando os dedos em direção à minha boca e balançando a cabeça com movimentos bruscos, como um fantoche de cordas. Uma realização apareceu no rosto do garoto.

"Eu entendo! Você ainda não tem um nome! Tudo bem, eu vou te nomear então!" (Garoto Elfo)

... não, sério, o que?

"Vamos ver... Certo, há essa lenda élfica sobre os elementais que vivem nas montanhas frias chamados shedim. E você também é como a neve branca! Então eu vou te chamar de Shedy! É perfeito!" (Garoto Elfo)

Ei, não, espere, e a minha opinião...
A nomeação parecia tê-lo satisfeito. Ele deu algumas limpezas vigorosas no rosto com as mangas da camisa, escondendo os olhos chorosos e, antes que eu pudesse fazer qualquer coisa, correu em direção à aldeia.

"Vejo você de novo, Shedy! Eu vou te encontrar assim que ficar mais velho! Eu prometo!", ele se virou e falou comigo pela última vez.

Eu dei um grito sem palavras.
O menino elfo, nascido e criado na floresta, desapareceu em poucos momentos. Ele nem me disse o nome dele.
Eu não era um elemental real, nem estava morando nesta floresta. Eu poderia segui-lo, mas depois dessa despedida cheia de emoção, seria estranho como o inferno se eu aparecesse na frente dele tão cedo.
Ele era um elfo em primeiro lugar. Quantos anos levaria para ele crescer? O tempo passava na mesma velocidade, dentro e fora do jogo, certo?
Que pena. Finalmente encontrei um ponto de consolo no garoto, e agora ele está indo embora.

Bem, o que quer que seja... eu obtive mais informações e o Aumento de Classe me fortaleceu. Isso foi bom o suficiente.


[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 300/300] 62↑
[Poder Total de Combate: 330/330] 68↑
[Habilidade Única: |Relançar|]
[Habilidade Racial: |Medo|]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Bruto)| ]


... De repente, eu tenho um desejo por aspargos brancos enlatados. Tão estranho. E eu tenho um nome agora...
Consegui derrubar um dos 'Inferior' na minha classificação, além do 'Frágil' na minha descrição... esse era o ponto de partida real para os monstros?
Uma habilidade racial, mais magia, mais força, e acho que posso me mover mais rápido agora. O "Terrível" na minha habilidade de mudar de forma transformou-se em "Bruto". Isso é... melhor, certo? Então, imaginei que realmente não era a classificação da habilidade, mas uma avaliação da minha própria habilidade de design.

Eu testei. Guiar meu corpo humanoide costumava parecer como se movesse areia de ferro com ímãs, agora parece como puxar as cordas de uma marionete. Eu ainda só parecia um humano se você apertar os olhos com muita força, no entanto.
Antes, eu mal conseguia segurar minha forma em uma estátua de cera derretida. Agora, o derretimento havia parado, e eu senti como se tivesse articulações reais. Ainda não era bom o suficiente para aparecer na frente de outras pessoas sem a minha capa.
Mas eu tinha um problema mais importante - isso não significava que minha aparência de cera não era um problema, veja bem.

Por alguma razão, minha forma bípede agora tem orelhas longas e caídas.
Eu sofria bullyng há muito tempo, e um dos apelidos que eles deram para mim era 'Coelho', por causa dos meus cabelos brancos e olhos vermelhos. Sim, certo, claro, mas essa não era uma boa razão para eu estar reproduzindo orelhas de coelho em mim.




Notas do Tradutor
1. Na mitologia judaica, Shedim é um tipo de espírito ou demônio. Várias fontes davam descrições conflitantes, mas essa em particular se destaca pelas semelhanças com essa novel:

"... Na opinião de Nahmanides, os demônios (Shedim) podem ser encontrados em lugares desperdiçados (Shedudim), arruinados e frios, como no norte. Eles não foram criados a partir dos quatro elementos, mas apenas a partir do fogo e do ar. Eles têm corpos sutis, imperceptíveis pelos sentidos humanos, e esses corpos sutis lhes permitem voar através do fogo e do ar. Por serem compostos de diferentes elementos, estão sujeitos às leis da criação e decadência e morrem como seres humanos. Seu sustento é derivado da água e do fogo, de odores e seiva, portanto, os necromantes queimavam incenso para os demônios. Apesar do elemento do fogo sutil que eles contêm, eles são cercados por uma frieza que assusta os exorcizadores (esse detalhe é destacado apenas em fontes posteriores)..."
"Testador alfa secreto No.44. Tempo decorrido: 317 horas, 18 minutos. Cessação da atividade neural confirmada. Conforme procedimento, solicitando despacho da equipe de disposição" (Computador)
"Testadores alfa secretos No.62 e No.71. Tempo decorrido: 317 horas, 20 minutos. Logout confirmado por colapso mental. Conforme procedimento, solicitando transporte para a instalação de coleta" (Computador)
"Testador alfa secreto No.99. Confirmados sinais de colapso mental após evoluir para o segundo estágio" (Computador)

O sétimo centro de pesquisa estava monitorando os sujeitos de teste alfa no MMORPG, [Mundo de Yggdrasia]. Anúncios monótonos dos terríveis destinos dos sujeitos de teste soavam, um após o outro.
Na marca das 100 horas, dez por cento haviam desistido. Quando os sujeitos de teste começaram a alcançar suas primeiras evoluções, o número de sobreviventes despencou.
Era o 13º dia desde o início do experimento. Sete indivíduos morreram por término da atividade cerebral. Trinta e um estão em estado vegetativo após o colapso mental e o logoff forçado subsequente.

"Uau, um monte deles ao mesmo tempo", Brian disse, confuso.

Esse homem era o vice-diretor do 7º centro de pesquisa. O atual diretor era um ex-político nomeado para o cargo através de uma porta giratória e, portanto, o líder da instalação era efetivamente o próprio Brian.
Sua secretária e também pesquisadora-chefe assentiu e respondeu suavemente: "Nossos psicólogos propuseram a seguinte teoria para explicar a ocorrência: 'esses sujeitos de teste específicos haviam escolhido começar com avatares demi-humanos e de tipo animal, que tinham ações básicas programadas. No entanto, após a evolução e alcançando o segundo estágio, seus avatares perderam a maioria das ações programadas, mantendo apenas o básico, devido ao fato de suas formas e amplitude de movimentos serem incongruentes para os seres vivos normais. A pressão mental combinada com o sentimento de Desconexão elevou sua angústia e medo, e isso pode ter acelerado o colapso da psique".

"Certo. Os médicos mencionaram alguma solução?" (Brian)
"Sim. Segundo a equipe médica, a solução mais fácil seria a medicação ou desconectar os sujeitos de teste e estabilizar suas mentes. O departamento de desenvolvimento de jogos sugeriu analisar o feedback da ação dos sujeitos de teste para atualizar os movimentos programados para avatares monstros o mais rápido possível" (Secretária)
"Então, apenas soluções impraticáveis, né", Brian riu.

Investigar os limites do estresse mental que a mente humana poderia suportar era um dos propósitos deles, era verdade, mas não era o mais importante.
Coloque uma pessoa com um ego quebrado em um casulo de monstro, e as chances são altas da operação do avatar ser quase o ideal. Para investigar quanto estresse mental resultava de quais ações, foi mais eficiente forçar as mentes dos sujeitos de teste o máximo possível. Quase 40% desistiram após apenas 13 dias, apesar do plano original ser para durar meio ano. Ao mesmo tempo, os resultados obtidos foram proporcionais. O alto escalão estava muito satisfeito com o progresso deles.
Os próximos participantes do projeto seriam soldados de verdade. Parcialmente para se preparar para eles, e parcialmente desde que o centro havia conseguido adquirir sujeitos de teste sem presença oficial na sociedade, Brian planejava espremer toda a última gota de ciência dos órfãos.

"Certo, ainda não existem alguns estáveis?" (Brian)
"Sim, vice-diretor. Mantemos dezessete indivíduos relativamente estáveis. No entanto, a maioria deles esta se mantendo afastado, longe da civilização humana, apenas ficando um pouco ativos" (Secretária)
"Bem, não podemos ter isso. Ideias para lidar com esse problema?" (Brian)
"Relatórios do departamento de processamento de dados disseram que eles estavam vazando os locais dos testadores alfa para a guilda dos aventureiros no jogo, além de vários posts em fóruns e wikis anonimamente. Vamos continuar com isso?" (Secretária)
"Sim, isso é bom. Mantenham. Isso me lembra, o que aconteceu com os furiosos?" (Brian)
"Mais da metade foi morta por testadores beta. 6 indivíduos se deterioraram em colapso mental devido ao medo de serem caçados por seres humanos" (Secretária)
"Algum deles estável, ativo e evoluído?" (Brian)
"Sim. Suas estabilidades variaram, mas os números 01, 08, 13 e 17 entraram ativamente em combate e também alcançaram a terceira etapa, o avanço de classe", afirmou a secretária. Ela olhou para a tela que mostrava os sujeitos de teste sobreviventes e continuou, fraca admiração em suas palavras. "Os vinte e três primeiros realmente corresponderam às expectativas. Apenas cinco desistiram e parece que eles estavam fazendo bom uso de suas habilidades inatas" (Secretária)


* * *



Os elfos partiram para uma nova terra, e o garoto me deu um novo nome como o do espírito guardião dessa floresta.
Mas eu sou um demônio, não um espírito. E eu nem moro aqui!


[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 303/303] 3 ↑
[Poder Total de Combate: 333/333] 3 ↑
[Habilidade Única: |Relançar|]
[Habilidade Racial: |Medo|]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Bruto)| ]


Ah, tanto faz... eu teria que largar meu nome verdadeiro mais cedo ou mais tarde.
Em retrospecto, escolher essa luta foi uma ideia bastante contida, mas acabou bem no final. Fiquei muito mais forte em comparação com o primeiro dia do jogo.
Eu tenho certeza de que já atingi o topo da cadeia alimentar nesta floresta. Até matar lagartas negras só me dava uma ninharia de poder. E não apenas isso, eles estavam fugindo de mim no momento em que me sentiam, agora. Considerando tudo isso, eu suponho que matar humanos é realmente a maneira mais eficiente.
Ou talvez os insetos estivessem fugindo por causa da nova habilidade que obtive ao passar de classe...


[Habilidade Racial: |Medo|]
・ Uma habilidade passiva da raça dos Demônios. Aterroriza os fracos.


... Uau, como diabos esse garoto não fugiu de mim?
Eu ainda poderia me disfarçar com a capa? Se alguém com boas habilidades de detecção de presença me visse, eles não sentiriam medo?
Droga, essa é a habilidade mais desagradável de todos os tempos. À primeira vista, pode parecer útil para o combate, mas só funcionava com inimigos tão fracos que eram inconsequentes em primeiro lugar, e qualquer coisa que eu quiser caçar fugirá de mim.
Eu deveria realmente partir, então.
Mas seria realmente estranho aparecer na frente do garoto novamente depois daquele adeus choroso, então eu viajei na outra direção. Aqueles elfos pegaram tudo o que pertencia aos caçadores de escravos que eu matei. Tudo o que eu tenho agora é a capa de sempre e minhas miscelâneas.

Flutuar por um tempo reafirmou minha percepção de que sim, eu tinha que focar minha mente em alguma coisa, caso contrário o desconforto levaria minha cabeça novamente. Eu estava me forçando a acreditar que o desconforto e tudo de errado que eu sentia eram apenas as alucinações do cérebro, mas a realidade nunca é tão fácil quanto você gostaria.
Mas, bem, eu não precisava mais rastejar no chão. Só andar à deriva não provocava muito a sensação de desconexão, e minha mente não derretia tanto. Essa foi a única coisa boa em escolher o Ghast.
Pelo menos, era muito mais confortável do que se mover com as pernas.
... eu poderia voltar para uma vida humana normal? Eu também queria praticar algumas mudanças de forma, mas essas orelhas de coelho simplesmente não desaparecem.

Tudo bem, vamos deixar a [Forma Humanoide] para pensar mais tarde.
Também fiquei um pouco mais rápida. Atravessei florestas e montanhas no ritmo de um caminhante atlético e, três dias depois, o cenário finalmente mudou.
A floresta densa, sombria e de folhas largas gradualmente deu lugar a uma floresta aberta e brilhante de árvores de folhas pontiagudas. Longe, uma enorme cadeia de montanhas dominava o horizonte.
... então acabei me afastando ainda mais da civilização humana.
Bem, tanto faz. Aumentei levemente meu alcance de observação e encontrei alguns sinais de magia, um pouco mais fortes do que os monstros e animais que vivem naquela floresta onde encontrei os elfos. Pode ser perfeito para mim como estou agora.
Comecei a avançar em direção a eles. O sinal estava se movendo bastante rápido, mas parou no meio do caminho, como se estivesse se alimentando de algo. Então eu os vi.

[Lobo Chifrudo]
[Pontos de Magia (MP): 58/70] [Pontos de Vida (PV): 116/120]
[Poder Total de Combate: 112]

Mais forte que uma lagarta preta, deve oferecer uma experiência decente, certo? Tem alta magia mais o chifre deve significar que é um monstro.
Estimo cerca de 5 a 6 pontos de experiência para cada lobo. Felizmente, há muitos deles. Eu posso cobrir a qualidade com quantidade.
... como consigo obter tanta experiência dos humanos quando eles são tão mais fracos assim? É por isso que monstros atacam pessoas?
Vamos pensar sobre isso mais tarde. Eu me escondi atrás do lobo, atualmente ocupado devorando um coelho, e ataquei.
Uivou de dor, lutando violentamente dentro do meu aperto, depois me mastigou. Ai! Isso doeu um pouco mais do que os ataques não mágicos dos humanos.

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 298/303]
[Poder Total de Combate: 328/333]

Eu fui descuidada, confiando na minha resistência a ataques físicos. Talvez as garras e presas dos monstros sejam mágicas, como armas encantadas?
O lobo continuou furioso contra sua restrição e soltou uivos. Pare com isso já.
Mas bem, como eu estou, o máximo que pode fazer é apenas me irritar, então continuei com a absorção e o dissequei. A experiência recebida foi exatamente como eu previ.

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 302/308] 5↑
[Poder Total de Combate: 328/338] 5↑

Eu também quero esse chifre, mas não sou tão física quanto costumava ser antes da evolução. Eu não posso exatamente fazer ataques físicos e, portanto, não consigo desmantelar o cadáver.
Parece que eu me acostumei bastante com a briga e o sangue, agora. Consegui aprender a evitar a constante 'dor' mental, mas também me sentia mais agressiva de tempos em tempos. Problemático.
Tudo bem, mais alguma coisa para matar? Re-expandi meu alcance de detecção. Alguns sinais mágicos estavam correndo em minha direção.

... espere, o que?
Um coro de uivos me respondeu.


Merda, isso é uma matilha de lobos! Mais de dez deles. O uivo quando eu estava lutando contra aquele lobo deve ter convocado o bando!
Isso é ruim. Seus ataques podem apenas me arranhar, mas considerando o número, eu morrerei por mil cortes. E eu não conseguirei me recuperar no meio da luta como naquela vez com os mercadores de escravos - as mortes de um lobo de cada vez me dão muito pouca magia.
Eu corri, flutuando alto o suficiente para que suas presas não me alcançassem. Discrição é a melhor parte do valor. Eu não vou morrer e cortar minha magia pela metade novamente depois de todo esse trabalho.

Minha melhor velocidade era em torno de um corredor humano. Os lobos eram mais rápidos. 'Mas eles deveriam desistir assim que percebessem que não podiam me alcançar', eu pensei, e foi então que começaram a subir em uma árvore e a me seguir pulando nos galhos.
Oh, isso é injusto. Eu podia imaginá-los rindo dos meus pensamentos. Que tipo de super-lobos são esses?! Eles nem estavam com medo de mim. A psicologia das multidões estava reforçando sua coragem? Merda, o que fazer, o que fazer...

Então ouvi outro uivo distante, reverberando das profundezas da floresta. Eu estremeci.
Outro lobo? O chefe dessa gangue? Mas então, por que eu senti que aquele uivo veio de duas vozes diferentes? E até os lobos tremiam. O que é que foi isso...?

A alguma distância de nós, uma árvore rachou, caindo ao lado para revelar uma besta.
Era um lobo azul com chifres com uma crina flamejante, duas vezes maior que os outros. Mas aqueles olhos. Eles estavam mergulhados no ódio profundo, amaldiçoando toda a existência. Dois pares de olhos em duas cabeças.

... o que é você?

O lobo de duas cabeças com chifres se aproximou em um instante. E então - eu não podia acreditar nos meus olhos - começou a rasgar e despedaçar os outros lobos.
A matilha de lobos se espalhou em pânico. Eu estava assistindo a carnificina lá de cima, atordoada, quando o lobo de duas cabeças me atacou, apesar de eu estar a cinco metros do chão.
Não, merda, espere, owww!

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 270/308]
[Poder Total de Combate: 310/338]

Que inferno! Decolou dez por cento só por me arranhar! Certo, e você?

[Lobo Chifrudo de Duas Cabeças]
[Pontos de Magia (PM): 143/170] [Pontos de Vida (PV): 263/280]
[Poder Total de Combate: 466]

O que há com esse poder?! Isso foi cinquenta por cento mais que o meu!
Não. Sem lutar contra isso. Os lobos chifrudos normais ainda estavam latindo, caudas dobradas entre as pernas. Eu imediatamente mergulhei na manada, me misturando, tentando fazer com que o duas cabeças mirassem em um deles.
Terrivelmente cruel, mesmo que eu diga, mas não era o momento para esse tipo de pensamento. Felizmente, funcionou, e enquanto o animal louco estava assolando os lobos, aproveitei a oportunidade para me retirar o mais rápido que pude.
Eu estava fora da luta. Eu tinha certeza de que não tinha cheiro algum para ele me rastrear, mas não podia me arriscar aqui. Continuei voando, cegamente, sem pensar no meu destino. Depois de um tempo, pensei ter ouvido um uivo de tristeza, de ressentimento, vindo de longe.

... você é... um testador alfa?

Eu pensei que todos os outros testadores estavam bem, considerando como eu consegui suportar... mas talvez isso não fosse verdade. Talvez eles estivessem sofrendo.
Eu olhei para a lua, meu humor introspectivo. Um suspiro mental ressoou em minha mente.

Eu só quero meu ponto de consolo...




Nota do Autor:
A personagem principal é praticamente a única que parece descontraída...
Um dia se passou desde o encontro com o provável testador alfa. Sair do território do lobo louco parecia prudente, então virei as costas para a cordilheira e caminhei.

Sim, eu caminhei.

Eu tenho usado e praticado constantemente minha [Forma Humanoide (Bruto)] desde que encontrei os lobos. Razão? Acabei de perceber, talvez tarde demais, que encontrar monstros fortes do nada era uma possibilidade muito real quando você mora nas montanhas, florestas, basicamente em qualquer lugar sem presença humana. Por isso, pensei que se eu morar perto da fronteira de um país humano, não encontraria nenhum monstro muito terrível.
E eu poderia começar a caçar humanos também, não apenas monstros... O que, atacando viajantes? De jeito nenhum. Acabei de receber aventureiros e jogadores beta atrás de mim. Na verdade, eu estava mirando nos bandidos que atacavam aqueles viajantes.

... aqueles eram bandidos, certo?

Então, eu queria parecer o mais próximo o suficiente dos humanos para enganá-los. Era por isso que eu estava cortando minha própria mente apenas para a prática.
... espere um minuto, não foi exatamente assim que a camuflagem dos predadores evoluí?
Aquele lobo louco... se ele realmente era um testador alfa como eu, então não havia muito que eu pudesse fazer. Eu não estou mentalmente saudável o suficiente para tentar salvar alguém mais forte que eu, mesmo sem saber como.
Aquele tempo com a vila élfica foi diferente. Eu tinha uma chance real de vitória naquela época, a solução era simples, fiquei meio empolgada depois de conhecer uma criança - todos eram motivos plausíveis, mas talvez o mais importante seja que, de certa forma, eu me senti... empolgada com a perspectiva de atacar seres humanos.

Merda, eu estava me transformando em um demônio?! Minha mente não parecia estar seguindo a rota da loucura, nem qualquer outra rota muito terrível, mas eu tenho a sensação de que o caminho que minha mente está seguindo atualmente me levará a alguns problemas sérios no final da linha.
Bem, tanto faz.
Então, sim, eu estava mentalmente processando a habilidade [Forma Humanoide] enquanto andava por um dia inteiro e mais algumas horas. Minha última checagem mostrou uma mudança.


[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 325/325] 17↑
[Poder Total de Combate: 357/357] 19↑
[Habilidade Única: |Relançar| ]
[Habilidade Racial: |Medo| ]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Amador)| ]


Surpresa! A habilidade [Forma Humanoide] melhorou... está melhor, certo?
Então, acho que, ao subir de classe, a quantidade e a qualidade da minha magia melhoraram, o que me proporcionou os fundamentos da [Forma Humanoide]. {Bruto} se tornou {Amador}. Para usar uma analogia de culinária, seria como se eu finalmente tivesse me graduado de fazer carvão e conseguido algo pouco comestível.
Eu verifiquei por hostis nas proximidades. Com minha privacidade confirmada, larguei a capa e olhei mais de perto.

Eu parecia melhor, eu acho. Minha pele não estava mais como cera derretida. Está muito mais suave. Não flutua e nem respinga, mesmo que por trás da camada de pele meu corpo gasoso ainda esteja circulando.
Minha composição corporal finalmente ficou boa o suficiente para que eu possa lidar com ele como se fosse argila de escultura, mas por alguma razão estúpida, era impossível remover esse par de orelhas de coelho.

... porque?

Tentei forçar as orelhas a encolher, e meus olhos saltaram das órbitas. Então, enquanto eu recuperava minha visão, os olhos lentamente voltaram ao normal e as orelhas saltaram novamente.

... porque!?

Ser chamada de [Coelho] devido ao albinismo era, para mim, nada mais que um insulto, nada mais. Pelo menos, foi o que pensei. Eu nunca esperei que realmente tivesse me atingido tanto...
Pelo lado positivo, as orelhas não eram do tipo pontudo de orelhas de coelho. Elas eram caídas - orelhas caídas, em outras palavras - o que significava que a capa conseguiria escondê-las muito bem.

Se eu conseguisse me humanizar completamente, teria que me passar por uma coelhinha. E eu nem sei se essa raça de homens-besta em particular existe.
Com a melhoria na [Forma Humanoide], eu posso fazer dedos agora. Ah, eu senti falta de pegar as coisas. Usar a capa ficou muito mais fácil... ei, ela não parecia meio suja?
Não é de se surpreender, eu supus. Parecia velha, mesmo quando usada por aquele estranho jogador beta. Depois das muitas vezes em que caiu no chão das minhas transformações, exposta à chuva e ao vento por mais de uma semana seguida, e arrastada pela terra e as rochas devido à minha falta de altura ao mudar de forma, agora essa roupa não tingida não era melhor do que um trapo.
Quero dizer, eu costumava ter uma igual na vida real, mas isso agora é um jogo. Não há necessidade de mantê-la suja. Na verdade, essa era uma tecnologia incrível. O jogo é realista o suficiente para simular o dano e a sujeira quando você usa um item demais. Eu sabia que isso era uma tecnologia de ponta, mas o realismo ainda é surpreendente.

Concentrei toda a minha atenção na minha audição. Hmm, nada aqui... Eu me afastei, verificando de tempos em tempos, até finalmente encontrar o que estava procurando.

Os salpicos de um rio.
Sim, eu estava pensando em lavar a capa.


Era um riacho de água de nascente, escorrendo por rochas e seixos, com apenas 30 centímetros de largura.
Fiz meu corpo bípede se agachar perto do riacho, o que exigiu uma quantidade surpreendente de esforço. Lembra quando descrevi as semelhanças de me mover com um teatro de bonecos? Bem, eu não tinha certeza se é porque meu nível de habilidade subiu ou se eu simplesmente me acostumei, mas parece que eu tenho mais cordas para controlar agora.

'Não é possível fazer esse tipo de coisa em videogames normais! Eu estava gostando da verdadeira experiência do VR!', pensei, tentando o meu melhor para me convencer de que a cena de um demônio lavando roupa não era a coisa mais estúpida do mundo.

Suspirei. Eu estava evitando o estresse e a irritação, agarrando-me a novos pensamentos assim que eles surgiam. Aparentemente, isso teve o efeito colateral de afrouxar minha personalidade em algo muito mais insano.
Continuei tentando - e falhando - lavar as manchas. Depois de um tempo, vi algo no canto da minha visão (bem, eu tenho uma visão de 360 graus, então não é como se houvesse cantos, é mais como a parte da minha visão na qual não prestava atenção) .

*Boing*

... o que é isso? Parece uma massa translúcida verde claro, cerca de 20 centímetros. Estava camuflado muito bem com a quantidade de verde ao meu redor. Quando eu vi, ele estava pulando a cerca de 2 metros rio abaixo de onde eu estava, parecendo que estava tentando pegar um pouco de água.
... uma bola de geleia? Eu acho que é um slime, mas não está gotejante ou é pegajoso como eu costumava ser. Este parecia muito mais gelatinoso e macio.

É neste riacho que os monstros dóceis locais vem beber água?

Não mostrava nenhum sinal de medo, por isso talvez ainda não tivesse me notado. Vamos continuar assim.
Eu continuei * boing * esfregando * boing * o pano... por que o (possível) slime estava pulando? Por que parece que estava se divertindo?
Bem, tanto faz. Eu tenho que admitir, a capa simplesmente não quer ficar limpa. Talvez um pouco de detergente ajude, mas não é como se eu fosse conseguir algum.
Eu levantei a capa encharcada e verifiquei meu trabalho. Bem. Isso está bom o suficiente. Esfregar muito danificará o tecido, e eu limpei a maior parte da sujeira de qualquer maneira. Ainda havia algumas manchas negras difíceis de...

*Boing*

O (provável) slime estava saltando logo abaixo da roupa, bebendo as gotas que estavam pingando.
Desde quando?! E não tem medo de mim? É realmente super poderoso?


[Slime?]
[Pontos de Magia: 5/5] [Pontos de Vida: 5/5]
[Poder Total de Combate: 5]


Isso é... fraco. Ainda mais fraco do que eu era quando comecei. Talvez nem seja inteligente o suficiente para conhecer o medo.
Outras possibilidades incluem... testadores alfa? Nah, de jeito nenhum. Eu não queria ter a ideia lamentável de que havia um ser humano dentro de um monstro tão estúpido que é feliz apenas por beber água de lavanderia.
Então, um monstro de verdade, então... um monstro tão estranho.

... espere um minuto? Talvez não estivesse brincando com as gotas. Talvez tenha gostado da sujeira na água?

Aproximei a capa encharcada. O (provável) slime pulou de excitação e mordeu a bainha da roupa.
Entendo, então é realmente a sujeira, então... ei, não! Pare com isso! Não derreta minha capa!
Puxei a capa às pressas. Ele protestou.
... pelo menos, eu pensei que estava protestando. Todo o salto dele parecia o mesmo para mim.
Eu não me importo em limpar a sujeira, mas essa era a única coisa que eu tinha para usar. Não é permitido comê-la.

Bati na capa molhada algumas vezes enquanto balançava a cabeça, depois apontei para a parte suja e assenti uma vez. Espero que tenha entendido minha imitação. Provavelmente sim, uma vez que respondeu com mais alguns saltos.
... novamente, eu estou apenas adivinhando aqui. Eu não falo boingsês.

Mais uma vez, abaixei lentamente a capa. Desta vez, o (provável) slime travou na parte correta da roupa. Dissolveu apenas a sujeira, deixando o tecido intacto. Uau, isso é incrível.
Eu sinalizei para ele parar, puxei a capa para longe. Sim, balançando e tremendo, de alguma forma parecendo um cão obediente. Eu assenti firmemente, depois empurrei a roupa de volta. Ele rastejou alegremente por todo o pano, limpando as manchas pretas em poucos segundos. A capa agora parecia nova, se você ignorar as partes rasgadas.
A bola pulou, no que eu supus ser um momento de orgulho em seu trabalho. Eu o acariciei como um elogio - oh, uau, isso é totalmente gelatinoso. Super gelatinoso.

Depois de algumas passadas, coloquei de volta a capa meio seca - absorveu a água também? Ele viu eu me vestir e, novamente, saltou de emoção.
Bem, minha forma com membros tinha apenas a altura de uma criança de cinco anos. A capa ficará suja novamente em breve, considerando que eu a estava arrastando para todos os lugares, mas não era um problema que eu pudesse resolver.
Certo, roupas limpas, além de um mascote fofo para relaxar. Eu estava me sentindo bem.

Vamos indo. Eu também queria trazê-lo, mas não acho que um monstro selvagem seja domado tão facilmente apenas por alimentá-lo (se eu considerar 'água suja pingando' como 'alimento'). E é fraco demais. Eu ficarei preocupada se ele vier junto.
Acenei em adeus para a bola saltitante e comecei outra sessão de marionetes intensa. Não demorou muito para eu perceber, pelo canto dos meus olhos, que a bola saltitante ainda estava me seguindo.
Eu parei, perguntas surgindo em minha mente. Você é um slime, deveria estar rastejando... não, espere, não é isso que eu deveria estar pensando. Por que esta me seguindo?

'Ei, eu não tenho mais comida para você, você me ouviu?'

Ele aproveitou para se aproximar dos meus pés e começou a saltar, esperando por mim.
... Deus, como é fofo.
O que estava acontecendo com essa criatura? Este (provável) slime... ok, esse é um nome muito detalhado.
Bem. Eu estou de bom humor - uma coisa rara de acontecer hoje em dia -, então você será o meu Amigo Número Dois (o Número Um é o garoto elfo). Vamos nomear você.

É um slime, então... hmm... Slimer? Não, isso é feio e eu não tenho um pacote de prótons. Será meu amigo/animal de estimação, então Fido... rejeitado. Não é nem um cachorro. Oh, seja como for, é um blob, será "Blobsy" a partir de agora.
No momento em que tomei a decisão em meus pensamentos, Blobsy de repente começou a se mexer e pulou em um círculo ao meu redor, parecendo muito feliz.
O que...? Aconteceu alguma coisa com isso? Eu identifiquei Blobsy mais uma vez.


[Blobsy] [Raça: Slime Gelatinoso] [Familiar da Shedy, a Demônio]
[Pontos de Magia: 10/10] [Pontos de Vida: 10/10]
[Poder Total de Combate: 10]
[Habilidade Especial: |Lavanderia|]


... Mais linhas na descrição. E é meu [Familiar] agora.
Pelo menos eu tenho certeza de que ele não é um testador alfa, mas, o que?!





Notas do Autor:
Ela agora tem um amigo... essa novel está virando muito mais como o Animal Planet, não é?

Isso perderia a fofura de um slime se ele se tornasse humano ou falasse, por isso não acontecerá mesmo depois de crescer. Talvez. Quem sabe? :D

O primeiro arco está prestes a entrar no clímax em breve.
Eu tenho um novo camarada em minha jornada de dor. É um slime gelatinoso. O nome dela é Blobsy... espere, é ela ou ele? Certamente, os slimes não tem esse tipo de distinção, então eu digo que ela é feminina a partir de agora.

Ei, Blobsy. Diga oi.
*Boing!*



[Blobsy] [Raça: Slime Gelatinoso] [Familiar da Shedy, a Demônio]
[Pontos de Magia: 10/10] [Pontos de Vida: 10/10]
[Poder Total de Combate: 10]
[Habilidade Especial: |Lavanderia| ]


Ela pode lidar com um esquilo no máximo.
Sua habilidade especial é desintegrar qualquer mancha teimosa que ela toque. Uma bolha terrivelmente minúscula. Eu nem imaginava como ela poderia lutar.
... O que devo fazer? Aparentemente, ela é minha familiar agora, mas parece quase impossível que ela faça algo além de ser uma mascote fofa e lavar minhas roupas. Bem, a fofura já a torna indispensável para mim.
Como agora mesmo. Enquanto eu descansava um pouco para me recuperar do estresse, Blobsy começou a pular atrás de alguns gafanhotos, provavelmente por comida. Então ela voltou, desistindo depois de não pegar nada, e começou a mastigar um pouco de grama selvagem.

Foooofaa...

Comecei a andar novamente. Ela estremeceu em choque, depois pulou em pânico atrás de mim. Uma vez que ela me alcançou, ela circulou em volta de mim com excitação, cansou-se e depois me escalou desesperadamente. Agora ela está balançando no meu ombro, descansando.

Foooofaa...

Eu poderia não saber o que ela estava pensando, mas ela parece entender o que eu quero. Além disso, de alguma forma, eu sempre consigo sentir a localização dela.

E assim continuei minha jornada em busca de um país humano, com a pomada para minha alma machucada sentada no meu ombro.
Depois que deixamos o território dos lobos chifrudos, a floresta acabou sendo surpreendentemente pacífica. Nada estava saltando para nós a cada poucos passos. Havia apenas esquilos, coelhos, veados e outros animais.
Não admira que Blobsy tenha conseguido sobreviver.
Mas mesmo em uma floresta tão pacífica, ainda existia o mais fraco dos monstros: as lagartas vermelhas. Surpreendentemente onipresente, esses insetos. Eles não valiam nada para mim neste momento, e mesmo a Blobsy provavelmente poderia fugir deles. Seria problemático se eles brigassem, então tirei meu capuz e os assustei com meu rosto natural.

Minha cabeça é apenas um objeto oval branco. Se eu não tivesse as orelhas de coelho, seria apenas um ovo.
Dois dias desde que Blobsy veio comigo, minha habilidade [Forma Humanoide (Amador)] subiu de nível novamente.


[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 330/330] 5↑
[Poder Total de Combate: 363/363] 6↑
[Habilidade Única: |Relançar| ]
[Habilidade Racial: |Medo| ]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Aprendiz)| ]


O amador virou aprendiz, agora.
Eu sabia. Depois de adquiri a base para a troca de forma, é muito mais fácil melhorar a habilidade.
O lavador de louça se graduou e se tornou um descascador de batatas. Minha comida é boa o suficiente para eu comer, mas não o suficiente para servir clientes.
Eu não precisava mais construir meu castelo de areia com as mãos nuas - o aumento no nível da habilidades me deu uma "espátula", por assim dizer. Minhas mãos, que uma vez pareciam luvas duras, agora podiam fazer pedra-papel-tesoura.

Eu também não estava ociosa com a minha caça. Não havia monstros fortes, mas fui atacada por um urso. Não era enorme, apenas cerca de 120 centímetros. Tinha algumas marcas brancas estranhas no pescoço.
Tinha cerca de 150 de poder de combate, mas no final, era apenas um animal normal. Lamentável, tanto em termos do dano que isso poderia causar para mim - o que não foi nenhum - quanto da experiência que tive ao secar ele.
De tudo, Blobsy processando o urso que foi mais surpreendente.
Ela se expandiu, espalhando-se pela carcaça. Deixei ela sozinha por um tempo, pensando que ela estava apenas mordiscando. 30 minutos depois, o urso inteiro se foi.

Espere um minuto... por que ela ainda está pequena? Para onde foi toda a carne? Ela ainda parecia uma bola de geleia de 20 centímetros.

Eu a identifiquei novamente, mas nada havia mudado. Suponho que não, considerando que fui eu quem o matou. Ela só comeu o cadáver. Se você pudesse aumentar seu nível apenas comendo, todas as pessoas de famílias reais e nobres ficariam loucamente musculosas à medida que envelhecessem.

Eu andei, pensamentos estranhos vinham em minha mente, e passei pela fronteira da floresta antes que eu percebesse.
As árvores ainda estavam lá, mas eram esparsas. A maior parte da terra era grama. Examinei a área em busca de presença humana, pensando que poderia finalmente ter chegado perto da civilização. Nenhum sinal que encontrei se assemelhava a eles.
Alguns herbívoros podiam ser vistos aqui e ali nas pastagens. Pareciam plesiossauros. Parecia bastante dócil, e eles tinham um poder de combate um pouco maior do que o meu, então decidi ficar longe.
Eu me mantive ao longo da fronteira entre a floresta e as pastagens. Não demorou muito para eu encontrar uma estrada bem compactada. Finalmente! Com cerca de 5 metros de largura, provavelmente era uma estrada entre cidades.
Os seres humanos me reconhecendo seria ruim, então eu coloquei o capuz e me afastei da estrada, andando na grama alta e entre as árvores. Então ouvi sons de luta de algum lugar distante. Coloquei Blobsy na minha cabeça e me apressei.

Um tempo depois, vi duas carruagens sendo atacadas por um pequeno grupo de pessoas. Uma cena perfeitamente clichê.
Cavalos? Então este mundo tem trens, mas não carros? Um olhar mais atento revelou um grupo de homens empunhando lanças ao redor das carruagens, vestindo armaduras grosseiras, numerados em dez e mais um parecendo muito como os bandidos típicos. Os defensores eram homens-feras do tipo orelha de cachorro e de gato, vestindo roupas sujas.

"Não deixem esses malditos bandidos se aproximarem!", um humano gordinho gritou da parte de trás da carruagem. Três homens-feras prepararam seus machados de mão, rostos quase chorando, seus pescoços presos com o mesmo tipo de gargantilha que eu vi na mão do mago que atacou os elfos.

Suponho que isso prove minha hipótese da gargantilha de escravos, então. E essas foram algumas ordens seriamente impossíveis. Três escravos com facas e machadinhas, vestindo apenas trapos, não esperavam vencer contra mais de dez bandidos decentemente equipados.
Ao me aproximar da cena, Blobsy se escondeu dentro do bolso da capa. Ela parecia assustada.

"Com apenas esses poucos idiotas?!", um bandido enorme, provavelmente o chefe deles, riu alto. "Deixe uma carruagem para nós e pouparemos sua vida! Vamos lá, caras, lidem com eles!" (Bandido Chefe)

Ele deu a ordem para seus subordinados sorridentes, mas os homens não se mexeram. Em vez disso, quatro escravos homens-besta bem armados avançaram, com o pescoço preso com o mesmo tipo de gargantilhas.
... os dois lados estavam brigando usando os escravos? Apenas dando ordens?
Depois que os escravos dos bandidos descobriram que estavam prestes a lutar contra seu próprio povo, seus rostos endureceram em angústia e balançaram febrilmente a cabeça.

... esse é outro evento do jogo? Eu só vi escravos demihumanos. Se não é um evento, então que diabos há com a "humanidade" deste mundo?
Fiquei pasma, meus olhos grudados na cena. Aparentemente, as gargantilhas podiam obrigar os escravos a lutar - eles começaram a brigar com lágrimas nos olhos.

"Droga de animais, protejam as mercadorias! Se vocês perderem, mandarei seus filhos para as minas!" (Comerciante)
"Vamos lá, lutem mais! Vocês não se importam com seus preciosos amigos e familiares?" (Bandido Chefe)

O proprietário da carruagem e o líder dos bandidos não pouparam um segundo pensando antes de usar a intimidação como sua primeira escolha de motivação.
Eu nem tive a chance de interferir antes que todos os escravos do comerciante fossem esfaqueados até a morte. Nenhum dos bandidos morreu e apenas um teve uma ferida bastante séria no braço. A batalha terminou em um piscar de olhos.

"Malditos vermes inúteis! Desperdício de dinheiro!", o comerciante lançou obscenidades a seus escravos mortos enquanto chutava seus cadáveres.

O líder dos bandidos parecia satisfeito. Ele ordenou que seus homens se apropriassem de uma das carruagens.

"Bwahaha! Tudo bem, eu vou pegar essa. É melhor conseguir escravos melhores da próxima vez, comerciante, ou contratar aventureiros...", ele olhou por cima do escravo ferido e murmurou despreocupadamente: "Oh, certo, você. Não posso te usar agora, posso?" (Bandido Chefe)

Ele esfaqueou uma lança através do escravo sangrando.

"Ei, comerciante! Me compense por isso também!" (Bandido Chefe)

O comerciante concordou com relutância, a boca estava tremendo. Ele entregou várias moedas de ouro.
... um acordo tácito, talvez, entre os comerciantes e os bandidos. Transformar o banditismo em uma batalha por procuração, com os escravos sendo os únicos a se machucar.
O grupo de bandidos partiu vagarosamente com uma carruagem. O comerciante, ileso, continuou amaldiçoando seus escravos por um bom tempo. Seu cocheiro teve que acalmá-lo e eles deixaram a área com uma única carruagem. Os quatro escravos mortos foram jogados para a beira da estrada e ignorados.

... foi realmente um evento de jogo?
Meu plano original era apontar para os bandidos atacando os viajantes. Mas agora não consigo escolher um lado. Eu não quero escolher um lado.
O comerciante estava me irritando mais, mas se eu deixasse os bandidos irem embora, não havia garantia de encontrá-los novamente. Pelo menos eu lembrarei de todos os seus rostos.

'Ei, Blobsy. De que lado devo ir?'

Ela rastejou para fora do meu bolso e saltou na direção dos bandidos.
Entendo. Quanto mais, melhor?

'Ei, você pode rastrear os bandidos sem que eles percebam?'

Ela respondeu com um pulo.

'Vou lidar primeiro com o comerciante'
Eu assisti Blobsy saltitar, indo atrás dos bandidos.

... meu pedido foi apenas uma coisa do momento. Ela ficará bem? De qualquer forma, é tarde demais para se arrepender agora. Eu flutuei atrás da carruagem do comerciante.
Eu não acho que posso perdê-los de vista, considerando que estamos todos na mesma estrada, mas eu me pergunto, quão rápido um humano pode correr - minha velocidade máxima - poderia ser comparada a uma carruagem de cavalos. Com a existência da tecnologia ferroviária, eu temia que as carruagens também tivessem obtido algum aprimoramento.
Se eles conseguirem entrar em uma vila - nem precisava nem ser uma cidade - antes que eu os alcance, eu perderei. A estranha barreira me impediria. Provavelmente não havia como eu entrar.
Eu não era tão sonhadora a ponto de acreditar que estava fazendo isso por justiça, que isso era um julgamento adequado para o tipo de pessoa que tratava a vida de seus escravos como um jogo e depois desabafava sua raiva do falecido depois que ele perdia.
Eu só queria vingá-los. Pelo menos diminuir seus arrependimentos.

A sorte estava comigo. Alguns minutos depois, encontrei a carruagem estacionada à beira do caminho. O comerciante irritado e seu cocheiro estavam verificando suas perdas.

"Vamos, chefe, é bom o suficiente que conseguimos sair sãos e salvos. São apenas alguns alimentos e escravos que compramos da vila, não é?" (Cocheiro)
"E o cavalo e a carruagem!? Aqueles não eram apenas escravos, tolo, eles eram os mais caros! Malditos demi-humanos ficaram muito mais furtivos hoje em dia, você não pode comprar legalmente nenhum novo nos mercados oficiais! Bastardo enganador mentiu para mim. Eles não eram 'capazes de combater', eram resíduos de ar, só isso!" (Comerciante)

Eu tenho... certeza de que esse comerciante era uma exceção, não a regra para a humanidade deste mundo... certo?
A inspeção parecia ter terminado. O comerciante pediu ao cocheiro para se apressar, e os dois partiram. O comerciante estava sentado ao lado do cocheiro, em vez do lugar habitual dentro da carruagem.

"Chefe, você deveria voltar. É perigoso aqui" (Cocheiro)
"Cale sua boca. É sua culpa que você não notou os bandidos cedo o suficiente. Eu não posso confiar nos seus olhos" (Comerciante)

O cocheiro não se incomodou em esconder sua aversão ao insulto.
Certo. Como eu vou fazer isso?
Originalmente, meu plano de apenas apontar para os bandidos era evitar que soldados e testadores beta fossem enviados atrás de mim. Nesse caso... um acidente funcionaria?

Tirei a capa, soltei minha forma humanoide, dispersei o suficiente para me misturar ao cenário, depois me movi para a frente da carroça.
Os dois ainda não haviam notado nada de errado. Mas o cavalo percebeu minha presença e o medo começou a penetrar em seu corpo. A carroça começou a balançar para a esquerda e para a direita.

"E-ei, o que há de errado? Calma!", o cocheiro estava quase em pânico.
"Faça alguma coisa já!", o comerciante gritou, desesperadamente segurando-se no banco.

Andar e brincar com Blobsy não foram as únicas coisas que fiz nos últimos dias. Eu também estava experimentando o [Relançar] e agora tinha confirmação da taxa de sucesso da habilidade quando usada em outras pessoas.
Havia uma grande possibilidade de falhar se o alvo estivesse focado. O que também significava que, se ficassem surpresos ou agitados, funcionaria na maioria das vezes.
Na primeira vez com o testador beta, eu consegui atribuir isso ao acaso. Na segunda vez que tive sucesso contra os caçadores de escravos, até comecei a achar que era muito conveniente.
E depois de alguns testes, determinei que minhas chances aumentariam se o alvo me visse. Minha suposição era que o uso da habilidade era mais fácil em alvos sob o efeito da habilidade racial dos demônios, [Medo].
Bem, esses testes foram com monstros fracos, no entanto. Esta seria a primeira vez que eu irei testar em humanos.

[Relançar]

Apesar do medo e do desvio do cavalo, a carruagem ainda estava evitando as pedras que cobriam a estrada, mas o cavalo não notou o [Cristal de Identificação] que eu deixei cair. A carroça balançou.
O comerciante quase obeso perdeu o equilíbrio. Ele mexeu, tentando agarrar a ponta do assento. Eu usei a habilidade enquanto jogava minha presença nele.

[Relançar]

O terror brilhou em seu rosto por um momento, e sua mão agarrou apenas o ar. Ele caiu sem graça sobre sua cabeça.

"Chefe!?", o cocheiro notou, mas tarde demais. No momento em que seu grito soou, o pescoço do comerciante já estava quebrado.

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 256/335] 5↑
[Poder Total de Combate: 289/368] 5↑

Nossa, foi uma queda muito infeliz. Além disso, aparentemente, quanto mais difícil o teste, menor o custo de magia é consumido.
E acabou que ainda recebo experiência de uma morte acidental... Eu estou um pouco longe demais. Eu tenho a força da vida dele, mas não consegui recuperar nenhuma magia. Eu tenho que anotar o cristal como uma perda também. Bem, só restavam três usos de qualquer maneira.
Eu senti que Blobsy parou de se mover. Ela deve ter encontrado o covil dos bandidos. Corri para ela, o comerciante e seu cocheiro não estavam mais em meus pensamentos.

Minha mente estava zumbindo de pensamentos enquanto voava.
Aquela cena naquela época, quando eu usei [Relançar]... eu já tinha visto algo assim antes.

Desde pequena, as pessoas que me intimidavam, com atos ou palavras, sempre se deparavam com um infortúnio constante. Misteriosamente.
Um deles teve um braço quebrado apenas por tropeçar. Um escorregou nas escadas. Um deles cortou os dedos várias vezes com a faca de cozinha. Isso tudo foi culpa minha?

Estranhamente, [Relançar] sempre me pareceu a coisa mais natural do mundo para mim, mesmo desde a primeira vez que o usei. Era porque eu sempre tive isso desde que nasci?

Quando cheguei, já estava escuro. Blobsy saltou para fora do campo de grama alta e se aconchegou em mim. Foooofa...
Oh, uau, eu esqueci a capa... ah, bem. Eu ordenei que ela ficasse no chão - já que ela não tem mais o esconderijo que era o bolso da minha capa - e ela se transformou em um disco, escondendo-se completamente dentro da grama... uau. Ela é uma bolha muito habilidosa.
Eu não precisava que ela me mostrasse onde eles estavam. A alguma distância havia um buraco que dava para o que parecia uma mina abandonada. Um homem vestindo roupas sujas estava de guarda, parecendo entediado.

Eu vou atacar a base deles. Esse pensamento enviou arrepios através de mim.
Não é o tipo de arrepios associados a essa desconexão com a realidade. Se alguma coisa, parecia excitação. Como se eu apenas estivesse sendo eu mesma, meu verdadeiro eu, naquele momento. Eu me movi, meu corpo parecendo mais natural do que nunca.

Eu me aproximei como névoa. Por um momento, o vigia franziu a testa ao ver uma névoa branca sob a noite sem luar e sem nuvens. Sua expressão rapidamente se tornou uma de [Medo] ao me ver.
Ele estava prestes a gritar. Eu imediatamente corri para sua boca antes que ele pudesse, então apliquei um pouco da [Forma Humanoide] para encher seus pulmões e reprimir sua voz.
... realmente funcionou. Eu pensei que sim, mas ainda me surpreendi.
Ele ficou azul em poucos segundos, com o rosto contorcido. Uma vez que sua força vital foi drenada, eu flutuei através das fendas da porta desgastada e de aparência deteriorada.
Vi luz saindo do meu lado logo após entrar na mina abandonada. Espiei pelo buraco e vi dois homens, parecendo verdadeiros bandidos, apostando em um jogo de cartas. Provavelmente os outros vigias aguardavam a troca de turno.

[Bandido x2]
[Pontos de Magia: 20/20] [Pontos de Vida: 60/60]
[Poder Total de Combate: 48]

Muito fraco. Mas, bem, se eles tivessem força de espírito para se treinar, não estariam servindo como bandidos, não é?
A única fonte de luz que eu podia ver era uma única coisa que parecia uma vela. Atirei duas moedas de cobre que estava guardando dentro de mim.

[Relançar] [Relançar]

Uma moeda errou mesmo com a habilidade, mas a outra acertou. Apagou apenas o fogo, deixando a vela perfeitamente intacta.

"Huh, o que aconteceu com a luz?" (Bandido)
"Você deixou cair uma moeda? Eu ouvi algo assim" (Bandido)

Os homens ficaram assustados, mas não alarmados. Eles começaram a remexer no escuro em busca de fósforos. Eu me aproximei deles e os sufoquei da mesma maneira. Sua força vital foi tomada sem problemas.
Isso foi muito mais fácil do que fazer a absorção durante o combate. Bem, a ideia pode parecer engenhosa - até eu quase pensei, a princípio - mas, em retrospectiva, se eu pudesse invadir suas bocas assim, seria melhor esfaqueá-los no pescoço. Mais simples assim.

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 245/353] 18↑
[Poder Total de Combate: 280/388] 20↑

Um sinal mágico rápido revelou cerca de vinte outros sinais dentro da mina. Alguns deles devem ser os escravos. Gostaria de saber quantos eram bandidos? Cerca de seis dos sinais estavam imóveis, então fui primeiro para lá.
Na escuridão, vi uma grande gaiola de madeira. As barras eram troncos, do tamanho de um braço humano adulto. Dentro havia escravos homens-feras, com aparência sem vida, sentados no chão. Dois deles eram crianças.
Senti meu coração endurecer ao ver as marcas de contusão naquelas duas crianças.

Não consigo libertá-los neste momento. Eles ainda tinham suas gargantilhas. Eu não podia ter certeza do que os bandidos fariam.
Os outros dez sinais, provavelmente os bandidos, estavam todos em um quarto. Eu estava pensando em como derrubá-los quando dois deles começaram a se mover de repente.
Eu subi no teto. Os dois, com um rosto vermelho e cheirando a álcool, entraram em um caminho lateral e foram em direção a uma sala barrada e com aparência de ruína. Ela se parecia com uma despensa, não uma prisão. Eles abriram o cadeado e trouxeram uma caixa de madeira, cheia de garrafas de algum tipo de álcool.

Eles eram tão fortes quanto os subordinados antes, então eu os embosquei por trás. E, como antes, eu os sufoquei antes que eles pudessem gritar. Eles começaram a se debater ao perceber que estavam sendo atacados. Seus rostos gradualmente ficaram azuis pela falta de oxigênio.
O engradado de garrafas encontrou o chão duro. Surpreendentemente alto.
Corri para absorver a força vital o mais rápido que pude. Outro bandido apareceu, provavelmente devido ao barulho.

"Vocês dois, o que vocês fizeram..." (Bandido)

O bandido de meia-idade olhou para os dois com exasperação, talvez pensando que eles estavam apenas com alguma tontura de bêbados. Então ele viu os rostos descoloridos deles e gritou.

"Ataque inim-agh!" (Bandido)

Corri para a frente para silenciá-lo, mas já era tarde demais. Um grupo de bandidos chegou, e a primeira coisa que eles viram foi uma névoa branca sugando o seu camarada.

"É um monstro!" (Bandido)

Um contra sete. O equilíbrio estaria sujeito a novas mudanças, dependendo de quem tivesse mais magia e armas encantadas.

"Droga, um Wraith! Se agrupem!" (Bandido Chefe)

O Bandido Chefe desembainhou uma adaga de aparência extravagante que estava pendurada em sua cintura. A lâmina brilhava com uma leve luz mágica.

[Bandido Chefe]
[Pontos de Magia: 40/40] [Pontos de Vida: 90/90]
[Poder Total de Combate: 116]

[Bandido de Meia-Idade x3]
[Pontos de Magia: 30/30] [Pontos de Vida: 75/75]
[Poder Total de Combate: 65]

[Bandido Subalterno x3]
[Pontos de Magia: 20/20] [Pontos de Vida: 60/60]
[Poder Total de Combate: 50]

Os únicos com armas encantadas eram o chefe e os três homens de meia-idade, com punhais tão velhos quanto eles eram.
Minha opinião sincera? Aqueles caçadores de escravos eram muito mais poderosos. Apenas a falta de um mago já reduziu muito o nível de perigo para mim. E agora eu estou ainda mais forte do que naquela época.
Eu imediatamente ataquei os três subordinados e os envolvi. Mas eles não devem ser mortos, ainda não.

"Waaagh!" "Está na minha cabeça! Socorro!" (Bandidos Subordinados)
"Fiquem parados, seus filhos da puta!" (Bandido de Meia-Idade)

Um dos bandidos de meia-idade balançou a adaga. Eu manobro para me esconder atrás de um subordinado, e a lâmina entra profundamente em seu ombro. Ele gritou.

"Porra!" (Bandido de Meia-Idade)
"É apenas um Wraith! Pare de xingar e mate!" (Bandido Chefe)

Outro bandido de meia-idade atacou e cortou. Eu não tentei me esquivar dessa vez, ao invés disso, me espalhei em sua boca e suguei sua força vital por dentro.

"Veneno?!", O chefe exclamou.

Não. Ele acabou de tirar a conclusão errada ao ver o rosto do homem empalidecer rapidamente. Corri em direção ao meu próximo alvo, o líder, e ele perdeu a calma. Ele começou a balançar sua adaga de forma selvagem.

"F-fique longe! Vocês caras, façam alguma coisa!" (Bandido Chefe)

Alguns de seus balanços me atingiram. Eu aguentei, segurando e drenando sua vida pouco a pouco. Um dos bandidos de meia-idade parecia ter ficado sem paciência - ele atacou com um golpe poderoso.

[Relançar] [Relançar]

"O qu..." (Bandido de Meia-Idade)
"Aaargh! Maldito..." (Bandido Chefe)

Eu falhei em fazer a facada me errar, mas também cortou profundamente o estômago do chefe. Ele segurou a ferida e caiu de joelhos.
Entendo. Mesmo que o [Medo] os estivesse afetando, ainda é difícil fazer um ataque focado errar o alvo.
Mas, bem, a ameaça mais perigosa havia sido desativada. Eu gentilmente subi no ar. Seus rostos se contorceram de terror.
Certo. Hora de limpar a casa.


* * *



Uma chave bateu dentro da gaiola. Os prisioneiros homens-fera exclamaram surpresos, girando os olhos entre mim - que estou usando uma túnica folgada que eu peguei emprestada da despensa - e a chave, em aparente incompreensão.
A alguma distância, gesticulei para que eles viessem até mim. Um homem, talvez o líder desse grupo de homens-besta, parecia ter percebido que era a chave da gaiola. No entanto, suas suspeitas não haviam diminuído.

"... Quem é Você? O que uma criança está fazendo aqui?" (Líder Homem-fera)

Eu balancei minha cabeça, depois acenei para eles mais uma vez.
Ele chegou a uma conclusão alguns momentos depois e acenou para seus camaradas. Eles destrancaram a porta da gaiola e saíram.
Eu repeti o gesto. Eles estavam tensos, mas ainda assentiram e me seguiram. No caminho, eles viram os bandidos secos. Algumas mulheres e crianças ofegaram e chiaram.
E chegamos.

"É ele...!" (Líder Homem-fera)

O chefe dos bandidos estava deitado em uma poça de seu próprio sangue, um buraco no estômago. Ainda vivo, mas mal. Surpresa e ódio coloriram o olhar dos prisioneiros.
Apontei para as armas reunidas em um canto da sala. Os homens-fera sorriram ferozmente. O rosto do moribundo torceu em desespero.

"Agradecemos" (Líder Homem-fera)

Depois que eles conseguiram sua vingança, mostrei a eles o caminho para o depósito cheio de roupas e comida. Eles se curvaram profundamente, depois partiram para a própria jornada.
Aparentemente, esse grupo era uma tribo que morava na floresta e nas pastagens do norte. Caçadores de escravos humanos os encontraram alguns meses antes e quase toda a tribo foi capturada. Eles disseram que a maioria dos humanos que vivem nas cidades só vê homens-feras como escravos e os capturam para conseguir trabalho grátis.

... o que diabos há com a humanidade deste mundo?

Não foi possível obter mais informações deles, considerando minha mudez. E eu não queria ficar em contato por muito tempo, para que minha verdadeira natureza não fosse revelada.
Bem, eu não me importo. Eu vou saber, mais cedo ou mais tarde.
Além disso, acho que poderia usar essa mina como base oculta por um tempo. Na verdade, os homens-fera não tiraram muito do depósito, dizendo que tudo é meu, já que eu fui a responsável por lidar com os bandidos, então eu acho que vou passar algum tempo aqui.
Havia muitos cadáveres... mas não mais. Blobsy teve um banquete. Eu pensei que ela gostava de lavar roupa, mas talvez ela estivesse realmente mirando no respingo de sangue...?
Além disso, ganhei outra habilidade curiosa do nada.


[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 216/392] 39↑
[Poder Total de Combate: 255/431] 43↑
[Habilidade Única: |Relançar| ]
[Habilidade Racial: |Medo| ]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Aprendiz)| |Empacotador Qualificado| ]



O que é isso...?


* * *





Antes que eu percebesse, eu consegui outra habilidade estranha.


[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 216/392] 39↑
[Poder Total de Combate: 255/431] 43↑
[Habilidade Única: |Relançar| ]
[Habilidade Racial: |Medo| ]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Aprendiz)| |Empacotador Qualificado| ]

[Empacotador Qualificado]...? Eu peguei as moedas de prata e cobre que encontrei no covil dos bandidos, só por precaução. E pensar que isso resultou em uma habilidade... espere um minuto? Eu tinha cerca de 30 moedas. Isso deve ser um pouco de metal. Mas olhando para mim mesma de fora, não conseguia vê-las em lugar nenhum. Onde eu estava guardando meu dinheiro?
Quero dizer, eu sabia que as tinha. Se eu me dispersar em gases mais soltos, posso vê-las emaranhadas aqui e ali por todo o meu corpo.
Mas uma vez que eu aumentava a densidade, elas desapareciam... que curioso!

Enfim, verifiquei a despensa e peguei o que parecia útil. Isso incluía uma túnica e capa sobressalentes, a adaga mágica do líder dos bandidos, alguns anéis e colares de aparência cara, alguns frascos que pareciam remédios, alguma comida seca para o lanche da Blobsy e muito mais.

*Boing*

Eh? Você quer um pouco agora? Mas você não comeu mais de dez cadáveres?
Ela parecia meio chateada e começou a limpar o sangue no chão, então eu cedi e dei a ela uma fatia de carne seca.
Depois de algumas experiências, descobri que eu poderia armazenar qualquer coisa que coubesse em uma única mala, em dimensões e volume. O que significa que uma adaga cabe, mas não uma lança. Além disso, qualquer coisa muito pesada me faria sentir lenta, então limitei minhas coisas pesadas a moedas e poções.
Tudo bem, essa seria a nossa base para caçar monstros e bandidos. Vamos lá.

*Boing*

Saí com a Blobsy, completamente inconsciente do desastre que se aproximava de nós. Sobre todos os testadores alfa secretos.


* * *



"Aí está! 300 metros à frente!" (Jogador Beta)
"Tudo bem, esse Berserker é nosso!" (Jogador Beta)
"Sim!" "Impressionante!" "Vamos!" (Jogadores Beta)

Dentro dos limites do norte do continente central fica o Principado Trendeux. Um país formado em torno da 32ª Muda da Árvore do Mundo a ser encontrada.
A Muda tem abençoado as terras com seus benefícios. Apesar da latitude, o clima ainda é relativamente ameno. Mas no momento em que você entrava nas montanhas, a vegetação instantaneamente dava lugar ao branco, o campo de neve se estendendo ininterruptamente até o cume. Um espetáculo de extrema grandeza.
Um troll de cor prata estava lá, seu pelo se misturava com a montanha nevada. Ele esta ocupado com a sua refeição, um urso cinza.
À primeira vista, essa subespécie parecia próxima a um yeti. Tinha mais de três metros de altura e cerca de dois metros de largura, com braços do tamanho de troncos de árvores.
O troll olhou para o urso que estava comendo e de repente ficou quieto. Então, tão abruptamente, começou a rasgar a carcaça. Começou a bater em uma pedra próxima, esmagando seus próprios braços sem se importar, e rugiu em agonia.

Tal loucura deixou os jogadores beta nervosos, sendo tão real que até se esqueceram de que estavam em um jogo por um momento. Seus rostos empalideceram. Alguns ofegaram.
Ao sul do Principado Trendeux, havia um país grande, o Reino Trestan, que foi a base escolhida por esses jogadores. Eles eram da Classe 3, ou seja, jogadores que atingiram o nível 3 em suas habilidades de combate. Aventureiros nativos do [Mundo de Yggdrasia] usavam o mesmo sistema de classificação.
Havia um tópico bastante popular nas salas de bate-papo do VR do jogo, no qual dois grupos de jogadores Classe 2 de Trendeux relataram suas derrotas na mão desse monstro furioso. E assim, esse grupo de jogadores veio para cá depois de algumas viagens de trem durante a noite para desafiar o troll.

"O poder total de combate é de 499. Não é de admirar. Isso é bastante difícil para um Classe 2" (Jogador Beta)
"Ei pessoal, se juntem! Estou lançando buffs defensivos!" (Jogador Beta)
"Tudo bem, vamos lá. Lembre-se de ocupar o chefe com flechas" (Jogador Beta)
"Posso usar venenos?" (Jogador Beta)
"Alguém disse [Veneno]? Aqui, tente esta neurotoxina que eu fiz. Isso vai ficar por muito tempo" (Jogador Beta)
"Puta merda, isso é cruel" (Jogador Beta)

A flecha envenenada encontrou seu alvo. A dor avassaladora levou o troll furioso a um tumulto.
Em uma luta individual, o troll quase certamente venceria. Então, o grupo de cinco aproveitou o trabalho em equipe. Magia encurralou o monstro enquanto lâminas cortavam a sua carne. Quase trinta minutos depois, o líder, um espadachim com uma espada grande, o decapitou.

"Isso sim!" (Jogador Beta)
"Cara, regeneração e alto poder. Isso é um chefe, né" (Jogador Beta)
"E ainda não foi páreo para nós! Qual é a recompensa?" (Jogador Beta)
"Eh? O cadáver simplesmente desapareceu?" (Jogador Beta)
"Talvez porque seja um monstro de evento? Ei, caiu alguma coisa. Uma gema amarela?" (Jogador Beta)
"Essa é a recompensa? Não pode ser, certo?" (Jogador Beta)
"Oh, ei, tem uma mensagem do sistema" (Jogador Beta)
"Whoahoh?! Um passe de ano para o dirigível!" (Jogador Beta)

Equivalente a 10 grandes moedas de ouro, esse passe anual permite viagens gratuitas no dirigível, com as quais você pode chegar a qualquer país em Yggdrasia em apenas meio dia. Todos os membros do time receberam um. Depois que essas informações foram postadas no fórum, a corrida começou. A corrida para caçar os vinte monstros furiosos restantes espalhados por todo o mundo.


* * *



"Testador alfa secreto No.17. Colapso mental confirmado e subsequente término da atividade neural. Conforme procedimento, solicitando despacho da equipe de disposição" (Computador)

"Oh, cara. O No.17 estava bastante estável, considerando. Agora até isso se foi" (Brian)
"Isso será um problema, senhor? O no.17 era muito especial. Este evento tem resultado em algumas perdas permanentes dos sujeitos de teste" (Secretária)

Brian, no centro de monitoramento da 7ª instalação, estava animado. Sua secretária expressou sua preocupação, e ele respondeu com um encolher de ombros.

"A análise de seus poderes e genoma já está concluída. O governo também está pressionando nossos chefes por resultados mais rápidos. O prazo de seis meses ainda está muito longe, mas com o entusiasmo dos nossos testadores, já concluímos a coleta básica de dados. O evento é apenas para terminar mais cedo" (Brian)

Os 100 testadores alfa secretos não eram apenas órfãos aleatórios.
A existência do PEEM - Poderes Especiais Estranhos e Misteriosos - foi confirmada em todo o mundo, e acreditava-se que esses testadores eram pessoas que possuíam tais poderes. Mais da metade deles tinha apenas poderes triviais, como precognição vaga ou habilidades físicas um pouco mais altas do que a norma, mas os 23 primeiros escolhidos estavam uma etapa acima no nível de poder. Ou, no caso de alguns dentre eles, várias etapas. Os poderes desses poucos ajudaram a trazer tecnologias revolucionárias para a humanidade, muitas com aplicações para a guerra. Foi o começo de uma nova era.
A análise genética e de energia já havia terminado. O experimento continuou apenas para ver se as habilidades especiais poderiam ser melhoradas ou se novas aplicações poderiam ser descobertas, colocando os órfãos em condições de estresse extremo. Isso e também para descartar os testadores, já que eles não eram mais úteis.

O número de mortes e colapsos mentais aumentou rapidamente devido ao evento, apesar de apenas um mês ter se passado desde o início do experimento. Já houve 32 mortes por término de atividades neurais, com outras 48 sendo desconectadas por colapsos mentais.
Restam apenas 20 testadores alfa.

"E, como esperado, o No.01 e o No.08 ainda permanecem. Cara, eles são teimosos, não é... ah, certo. Não havia outro muito estável?" (Brian)
"Sim, senhor, seria a No.13. Considerando como todos os outros testadores de avatar espiritual sofreram colapsos mentais logo no primeiro estágio, isso mostra que ela tem uma mente incrivelmente durável" (Secretária)
"Sim, é aquela. A [Criança Demônio]. Não é um poder muito bom, o dela" (Brian)

A garota albina que causava infortúnio a todos ao seu redor. Chamada de [demônio] por seus próprios pais. Abusada e negligenciada.

"Uma pena que o poder dela não seja na verdade a manipulação de probabilidade, como queríamos. De acordo com o relatório do terceiro centro de pesquisa, [o poder só poderia arranhar superficialmente os resultados. As implementações funcionaram tecnicamente, mas os resultados variaram tanto que não são práticos, além do que, manter o controle sobre isso literalmente levaria você a ter a mente de um demônio]", disse a secretária.

Brian riu. "Então, até a nossa pequena demônio é uma causa perdida. Suponho que é impossível, então. Bem, nossos testadores alfa podem continuar com a coleta de mana até o final" (Brian)


* * *



Espere um pouco, o que diabos estava acontecendo aqui?!

"Aí está! O branco!" (Jogador Beta)
"Não deixe escapar! Este aqui tem que ser nosso!" (Jogador Beta)

Apenas alguns dias depois que assumi o covil dos bandidos, alguns testadores beta surgiram do nada para atacar minha base.
Eles eram tão poderosos quanto os que estavam me perseguindo antes, então eu ainda consegui repelir eles. Então um time diferente chegou no dia seguinte. No final, depois de finalmente ganhar uma base, fui forçada a abandoná-la.
Eu tinha planejado me esconder nas profundezas da floresta até o calor diminuir, mas cada um deles me encontrava com facilidade.

Tentei me esconder com a minha [Forma Humanoide] várias vezes, mas uma única criança vagando pela floresta se mostrou muito suspeita. Além disso, eu tinha que voltar à forma de gás se quisesse me mover rapidamente, o que apenas os ajudou a me descobrir mais rápido e a me perseguir.
E eu nem podia sufocá-los, já que eles eram jogad- ouch!

"O que há com este cara? O veneno não funcionou!" (Jogador Beta)
"Minha vez! [Choque do Trovão]!" (Jogador Beta)

Isso dói, caramba! E se você acertar a Blobsy?! Ela está no meu bolso!

[Jovem Espadachim Mágico] [Raça: Humano ♂] [Aventureiro]
[Pontos de Magia (MP): 45/82] [Pontos de Vida (PV): 88/90]
[Poder Total de Combate: 150]

[Jovem Arqueiro] [Raça: Humano ♂]] [Aventureiro]
[Pontos de Magia (MP): 52/60] [Pontos de Vida (PV): 110/110]
[Poder Total de Combate: 187]

Imperdoável. Eles pareciam preferir projéteis, então eu me misturei nas árvores e escondi minha capa no dossel de uma delas. O espadachim mágico me perseguiu sem muito cuidado. Eu embosquei ele de cima.

"Aaaah!? Que porra é essa?!" (Espadachim)
"Acalme-se! Use sua magia!" (Arqueiro)

Muito tarde. Meu poder de combate é três vezes o deles, então a absorção funcionou rapidamente.

"Merda, meu HP e MP estão caindo!" (Espadachim)
"E-espere, fique aí, não se mexa!" (Arqueiro)

Eles estavam com medo. Medo de mim.
O arqueiro ficou tenso. Ele pegou uma flecha cor prata de aparência cara da bolsa e mirou. Pouco antes de a flecha ser solta, ele de repente pareceu distraído por alguma coisa.

[Relançar]

"Aaagk..." (Espadachim)
"O que?!" (Arqueiro)

A flecha atravessou o joelho do espadachim mágico... mesmo sem precisar da minha habilidade.
Ah, eu entendo. Blobsy estava balançando a capa em cima da árvore.
Eu meio que tenho pena do espadachim mágico um pouco, então decidi deixá-lo por último. Enquanto isso, lidei com o arqueiro enquanto ele ainda estava atordoado. A batalha terminou sem muito alarde.
Eu suspirei aliviada. Talvez apenas o [Medo] de mim seja suficiente para diminuir a taxa de sucesso do meu oponente?


[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 355/477] 85↑
[Poder Total de Combate: 255/499] 68↑
[Habilidade Única: |Relançar| ]
[Habilidade Racial: |Medo| ]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Normal)| |Empacotador Qualificado| ]

Derrotei 6 jogadores beta em quase todos os dias. Um pouco mais de poder para mim.
Tive a sensação de que poderia evoluir depois de quebrar 500 Pontos de Magia. Curiosamente, o aumento no meu poder de combate não é tão bom quanto a minha magia.
Além disso, depois de usar a forma humanoide 24/7 para me disfarçar, a habilidade subiu de nível novamente. Para continuar minha analogia culinária, em (Normal), eu sou uma cozinheira em um restaurante no campo. Você conhece o tipo, certo? O único lugar para comer na cidade, tinha muitas opções no menu, mas todos os pratos eram iguais: nada mal, mas também não havia nada para se vangloriar.
Com a rapidez com que a habilidade estava melhorando, tive que me perguntar: quantos níveis restavam? Eu não parecia muito diferente. Principalmente, era apenas minha superfície parecendo mais como a de uma boneca, além de meu corpo ficar mais espesso.
Opa, eu esqueci. Nós devemos nos mover. Ficar parada pode convidar outro ataque. Vamos, Blobsy.

*Boing*

Eu sou tão rápido quanto uma pessoa correndo, por isso, se eu continuar circulando pelo deserto, os jogadores beta não seriam capazes de me alcançar facilmente.
Certo, como eu fui detectada tão rapidamente? O cocheiro da carruagem que eu deixei vivo pode ter me visto, mas ele não deve saber para onde eu estava indo.
Há um feitiço para detectar minha localização? Que dor... Se isso for um feitiço, ultrapassar seu alcance poderia me fazer algum bem.
Parece que seguir por esse caminho me levará novamente àquela cordilheira.

Continuei em direção às montanhas. Um tempo depois, detectei sinais mágicos que pareciam com os lobos chifrudos. Na verdade, nós estamos atualmente à vista um do outro. Eles não me atacaram, já que eu estou mais forte do que antes.
Eu senti como se houvesse menos deles do que costumava haver.
Ampliei meu alcance de detecção, apenas por precaução, e segui em frente. Então eu encontrei vários sinais, provavelmente testadores beta, e um grande sinal perto deles. Eles estavam no fundo das montanhas.
Normalmente, eu teria saído de lá bem rápido, mas se o grande sinal for um testador alfa secreto, a cooperação poderia estar na mesa. Segurando uma fraca esperança, eu os espiei de longe.
Eu vi o lobo louco com chifres e duas cabeças.

[Lobo Chifrudo de Duas Cabeças]
[Pontos de Magia: 315/340] [Pontos de Vida: 372/415]
[Poder Total de Combate: 499]
A alguma distância, em uma área aberta e cheia de pedras e cascalhos, dez aventureiros, que pareciam ser jogadores beta, estavam travados em combate mortal com o lobo chifrudo de duas cabeças.

[Lobo Chifrudo de Duas Cabeças]
[Pontos de Magia: 315/340] [Pontos de Vida: 372/415]
[Poder Total de Combate: 499]

Os jogadores beta estavam com cerca de 200 de poder de combate. O time era composto por mais do que apenas guerreiros. Pelo menos, também vi um mago, além de alguém segurando um escudo grande.
Uma mulher ágil empunhando uma espada curta estava prendendo a atenção do lobo. Quando tentou se aproximar dela, o cara com o escudo imediatamente interveio e o deteve. Qualquer dano que o cara do escudo sofresse era curado por um mago. Uma vez que o lobo parava de se mover, os guerreiros rapidamente atacavam com machados e lanças.

é assim que é uma boa cooperação? Os jogadores beta estavam se movendo muito bem. Mesmo que o Lobo Chifrudo seja mais forte do que qualquer um dos jogadores, eu não podia imaginar ele vencendo.
Mas o lobo continuou a correr em torno dos guerreiros, o tempo todo, apenas evitando ser ferido muito severamente. As duas cabeças estavam agindo por conta própria. Completamente imprevisível. O ataque do time havia parado.
A cabeça esquerda fervilhava de frenesi bestial, enquanto a cabeça da direita observava e estudava calmamente os movimentos dos jogadores beta, gerenciando seus ataques.

O lobo agora não é exatamente a besta louca que eu conheci na primeira vez... eu não sei o que aconteceu desde então. Talvez el-eles realmente sejam um testador alfa como eu.
Se isso continuar, eu tenho certeza de que eles perderão. Mas e se... e se eu participar? O lobo ainda estava lutando bem. Talvez eu pudesse inclinar a balança para o lado dele?
Na pior das hipóteses, eu seria morta ao lado deles... Oh, tanto faz, quem se importa. A morte apenas cortaria minha magia ao meio de qualquer maneira. Eu posso suportar ficar enfraquecida por um tempo.
Tudo bem, avançar! Mas Blobsy é frágil, 'Então fique aqui embaixo, ok?'.

"O qu-algo está chegando!" (Arqueira)

A primeira a perceber foi a mulher empunhando um arco. Como minha densidade na forma humanoide aumentava sempre que eu ganhava mais energia, na forma gasosa, agora cobria uma área de vários metros quadrados.

"Alguém, procure por novas informações!" (Jogador Beta)
"Merda, quem teria tempo para isso agora..." (Jogador Beta)
"Deixa comigo! É o monstro névoa branca! Não é novo, algumas pessoas já viram isso antes. De acordo com a mais recente atualização de local, está chegando aqui muito rapidamente!" (Jogador Beta)
"Poder de combate... 499! Um monstro de evento, tem que ser!" (Jogador Beta)

Evento? Está acontecendo algum evento? E a empresa estava expondo nossas localizações para os jogadores beta nos caçarem?

"É intangível! Precisamos de um mago e um arqueiro para manter ele ocupado!" (Jogador Beta)
"Entendi! Vamos ganhar algum tempo, então lide com o lobo rapidamente!" (Jogador Beta)
"Tudo bem, aberração, venha aqui!" (Jogador Beta)

A arqueira estava atirando em mim, o tempo todo se movendo enquanto se afastava da luta principal.
Eu não estava apenas me tornando um alvo maior com esta forma? Contanto que eles possam me ver, eles terão [Medo] de mim, mesmo que o efeito não seja exatamente significativo. E enquanto minha defesa cai quando me espalho assim, o dano recebido por ataques penetrantes também é reduzido.
A luta seria muito mais simples se eu pudesse matar os dois tentando me arrastar para longe, mas provavelmente eles apenas correriam para desperdiçar meu tempo depois que eu deixasse clara minha intenção. Além disso, os magos eram meus inimigos naturais.
Então, obviamente, eu batia neles exatamente onde eles não queriam que eu batesse.

Eu fingi correr atrás dos dois. Ao mesmo tempo, estiquei uma parte de mim da borda da minha forma gasosa, apontando para uma garota de túnica branca que estava ocupada curando o cara do escudo. Meu tentáculo de gás deslizou para frente e atacou.

"Aaaghh!!!" (Maga)
"Merda, isso nos atacou? Ei deem suporte!" (Jogador Beta)
"Vocês dois, voltem!" (Jogador Beta)

A mudança de forma imprudente jogou a minha visão em um inferno. Faz muito tempo desde que me senti tão tonta assim, mas não podia me dar ao luxo de me distrair aqui.
Eu não conseguia ficar e absorver vagarosamente a curandeira aqui. O time todo iria se juntar em mim. Então eu circulei pelas costas dela, mudei para a forma humanoide, agarrei seu pescoço e usei minha adaga, anteriormente pertencente ao líder dos bandidos, para abri-la.

Todos os jogadores, todos os humanos, sofreriam grandes danos se você os atingisse no lugar certo. Não importa quantos pontos de vida eles tivessem, esse fato não mudaria.
A garota de túnica branca caiu em transe. Os jogadores beta ficaram perplexos e seu choque rapidamente se transformou em um alvoroço. Mas o mais surpreso fui eu - do canto da minha visão, vi a cabeça mais calma do lobo olhando para mim. E seus olhos se arregalaram.
A garota deitada no chão se transformou em partículas de luz e desapareceu. Os testadores beta começaram a entrar em pânico.

"Que porra é essa coisa?! Do nada virou humano!!" (Jogador Beta)
"Calma, pessoal, nós podemos lidar com isso! Qualquer um que possa usar magia de cura, ajude o tanque!" (Jogador Beta)
"Tenho que lidar com esse branco primeiro-" (Jogador Beta)
"Merda, o Cerberus-aaaagh!!!" (Jogador Beta)

O lobo de duas cabeças... o Cerberus, aparentemente? Eles enviaram o tanque voando e o prenderam no chão.
O tanque se cobriu com seu escudo, tentando afastar as presas. Os guerreiros atacaram o Cerberus de uma só vez para resgatá-lo.

"Solte ele!" (Jogador Beta)
"Rápido, [Cura], [Cura]!" (Jogador Beta)

No momento em que os jogadores beta foram distraídos pelo lobo, acelerei com tudo e ataquei o mago que estava preparando um feitiço de cura.

"Droga, o monstro branco de novo!" (Jogador Beta)
"Porra! Está mirando os suportes primeiro!" (Jogador Beta)
"Pessoas corpo a corpo, ajudem!" (Jogador Beta)

O mago se manteve em uma posição pronta com seu cajado, mesmo enquanto eu o envolvia. Talvez ele ainda se lembre da minha mudança de forma anterior.
Mas eu não faço isso o tempo todo. Ao contrário da minha forma gasosa, minha forma humanoide era realmente muito vulnerável a danos físicos.
Eu estava atrasando a cura do mago. Enquanto o Cerberus aproveita a oportunidade para finalizar o tanque, teremos uma chance muito maior de ganhar com isso.
... mas minhas expectativas foram traídas.

"Whoa, o que diabos há de errado com essa coisa?!" (Jogador Beta)

Quando os guerreiros atacaram a cabeça furiosa do lobo, ele mudou o alvo do tanque para eles.
Droga, por que?! Só mais um pouco e o tanque morreria! A cabeça calma também parecia que queria finalizar o tanque e, de repente, a cooperação entre as cabeças se foi. O Cerberus começou a fúria sem razão ou ego. E então, o lobo atacou abruptamente em minha direção.

Es-espera, espera, não, por quê?!

Eu escapei com pressa, mas ainda fui atingida. O mago perdeu o equilíbrio e rapidamente encontrou o pescoço entre as presas do lobo.

"AAaaAghh!!?" (Mago)

O Cerberus mordeu sem cerimônia e esmagou a sua cabeça.

"Porra, o que há de errado com esses monstros?!" (Jogador Beta)
"Vamos recuar! Use habilidades do tipo [Prender] para segurá-lo!" (Jogador Beta)
"Entendi! [Vínculo das Sombras]!" (Jogador Beta)

A flecha de aparência estranha da arqueira esfaqueou a sombra do Cerberus. O lobo continuou furioso, mas eles não podiam deixar o local.

"E o branco?!" (Jogador Beta)
"Pare ele com feitiços! Usem [Artes de Combate] se isso não funcionar! Bebam poções se vocês estiverem sem magia!" (Jogador Beta)

Obviamente, eu não tinha intenção de enfrentar oito jogadores beta sozinha. Olhei para os olhos dos Cerberus e pude ver que até a cabeça calma retornou à sua loucura anterior, como quando eu os conheci, então decidi me retirar para longe.
Felizmente, os testadores beta não me seguiram.
De acordo com o que aprendi aqui, os ataques a mim foram devidos a um evento do jogo que estava acontecendo. Os locais dos testadores alfa eram transmitidos constantemente. Nenhum lugar era seguro para mim.

Eu não planejava ter o Cerberus como vizinho, então silenciosamente peguei a Blobsy e fui embora. Eu segui ao longo da cordilheira, atravessando terrenos escarpados e falésias íngremes. Isso deve tornar muito mais difícil para os jogadores beta me seguirem.
Espero que eu possa sobreviver a esse evento apenas vagando por essas montanhas, pensei sombriamente. Uma verificação rápida confirmou que ninguém estava perto de mim. Eu suspirei aliviada.
Eu me perguntei se havia algum lugar para me esconder... Os jogadores beta já sabiam onde eu estava, mas pelo menos eu não seria atacada a distância. Morrer dessa maneira seria terrivelmente sem graça.
Espere... aquele penhasco ali. Eu acho que vi um buraco. Fui para lá, pensando em descansar um pouco, e descobri que era algum tipo de esconderijo para um animal bastante grande.
Talvez eu até possa evoluir agora, depois dessa luta. Nesse caso, talvez eu consiga vencer mesmo contra esse time de jogadores beta.


[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 433/502] 25↑
[Poder Total de Combate: 482/499]
[Habilidade Única: |Relançar| ]
[Habilidade Racial: |Medo| ]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Normal)| |Empacotador Qualificado| ]
[※ Evolução Indisponível]

Sim, minha magia finalmente quebrou os 500 pontos! E a minha... evolução... indisponível? Indisponível?! Por quê? E meu poder de combate não seguiu minha magia dessa vez!
... ok, respire fundo, acalme-se, vamos identificar essa linha...


[※ Evolução Indisponível]
· Na versão atual do jogo, nenhuma evolução adicional de monstros foi implementada.
・ Novas evoluções estão planejadas para a versão Beta 2.0.


O que...? Portanto, os testadores alfa não podem evoluir mais? Se eu não puder evoluir, isso significava que meu poder de combate vai ficar preso nesse tanto?
O que devo fazer? Mesmo se eu sobreviver ao evento, como eu poderia permanecer por meio ano com APENAS ISSO?

*Boing*

... Ah sim. 'Estou bem, Blobsy'. Parece que eu quase deixei de existir lá por um momento. Graças à bolinha saltitante, recuperei um pouco do controle.
Tudo bem, vamos pensar positivo. Eu não preciso mais dormir com esse corpo. Isso significa que, se eu puder escapar para o mar, os jogadores beta não seriam capazes de me alcançar, certo? Bem, nem é como eu soubesse onde fica o mar.
Comecei a subir a montanha, pensando que poderia ver onde o oceano esta... hum? O que é isso? Vi arranhões na face da rocha. Tinha um monte deles.

Não, espere, eles não eram apenas arranhões... é inglês.
Quem escreveu isso? Poderia ser... esse era o covil do Cerberus?

Mesmo na minha forma humanoide, ainda não conseguia escrever muito bem. Eu não conseguia imaginar quanto tempo e quanto esforço foi necessário para esculpir essas letras. A caligrafia é horrível e, ao mesmo tempo, desesperada. Eu comecei a ler.

Meu nome é Hans. Se alguém puder ler isso, deixei essas palavras para trás para que você possa conhecer a verdade da corporação por trás do [Mundo de Yggdrasia] e a verdade deste mundo.
Sou o sujeito de teste No.01. Recebi o corpo de um [Lobo Demônio]. Fui deixado neste mundo como sujeito de teste de um experimento que investiga o estresse mental do uso de avatares de monstros.


Eu sabia. Esse Cerberus realmente é um testador alfa...

Os avatares de monstros, nossos avatares, foram calibrados em um grau horripilante. Nenhum desenvolvedor de jogos normal permitiria isso.
Eles explicaram para nós, os testadores alfa, que nossa sensibilidade seria ajustada ao máximo. Eles deixaram de mencionar que era o máximo do hardware, não o do software.
A dor foi aumentada várias vezes a quantidade normal. Meus olhos eram tão afiados que eu podia ver através da escuridão, claro como o dia, e minha audição era igualmente poderosa. Eu estava tremendo só pelo vento tocando minha pele. Minha sensibilidade era tão alta que eu nem conseguia dormir. Eu esperava isso até certo ponto, mas mesmo com isso, minha mente foi rapidamente levada ao seu limite.
Talvez monstros não muito sensíveis à dor, como slimes ou tipos de avatar com uma forma indefinida, tenham mais facilidade. Mas eles tinham que lidar com um problema que os avatares normais não tinham: a sensação ridícula de desconexão com seus corpos reais. Pelo menos, eu não seria capaz de suportar isso.
De fato, de acordo com minhas próprias investigações, quase todos os testadores que usaram avatares amorfos haviam se desconectado após alguns dias. Não vi nenhum deles retornar.
Se houvesse alguém que pudesse lidar com esses avatares, acho que seria necessário uma pessoa com um senso de identidade incrivelmente diminuído.


... bem, eu costumava ter pessoas rejeitando minha existência o tempo todo...

O objetivo desse experimento era projetar um sistema que pudesse fazer uso do poder de um monstro, um poder totalmente não humano, tanto quanto possível. Eles testariam os limites que um ser humano pode suportar e o que o usuário não poderia deixar para o gerenciamento de uma IA. Mas isso não foi para implementar o [PVP entre humano e monstro] no jogo, como foi explicado a nós, 100 testadores alfa.
É para uma guerra limitada. Para uso em invasões. Quando todos nós, testadores alfa, tivermos feito log-out, eles começarão um teste beta secreto com os soldados do exército.


Guerra...? E eles estavam planejando triturar todos nós em pó apenas para conseguir dados?

Eu havia descoberto a verdade. Eu tinha conversado com meus aliados. Planejamos nos refugiar neste mundo, o mundo que o governo planeja invadir.
Você deve estar se perguntando de que mundo eu estava falando. Mas você já deve ter percebido, certo? Você está aqui lendo isso, afinal. Veja o cenário incrivelmente realista. As pessoas com pensamentos tão complexos que nenhuma IA poderia estar comandando-os. Você não acha que é o mesmo que usar um avatar para visitar outro lugar da Terra?
Você deve ter percebido que este [Mundo de Yggdrasia] não é apenas um pacote de dados em um servidor. Não é ficção. Yggdrasia realmente existe.


... o que?
Este mundo de Yggdrasia realmente existe...?
Ele estava dizendo que este era um planeta real em algum lugar do universo? Eu continuei lendo, esperando que as palavras pudessem lançar luz sobre minha confusão.

Este lugar foi descoberto devido à minha mãe e seu poder: [Manipulação do Ciberespaço]. Trinta anos atrás, quando minha mãe ainda era ativa como hacker, seu poder foi analisado. Os resultados se tornaram a base do primeiro sistema VR de interface cérebro-computador.
Uma certa corporação da indústria de defesa a recrutou. Enquanto trabalhava lá, ela acidentalmente descobriu um leve distúrbio no ciberespaço. Investigações e análises posteriores revelaram um mundo totalmente separado da Terra.
No entanto, esse mundo estava muito longe. Com o uso da mais recente tecnologia da época, a [Digistruturação], eles enviaram um drone de reconhecimento que poderia criar suas próprias fontes de luz. Aconteceu que o sistema planetário ao qual este novo mundo pertencia não se correlacionava com nenhum registro na Terra. A própria Yggdrasia estava determinada a ser um planeta parecido com a Terra, mas sua atmosfera era diferente e, mais importante, inadequada para os seres humanos da Terra.


Então alguém descobriu sobre este planeta... Então, por que ninguém divulgou isso? Teria sido a descoberta do século... ou talvez alguém quisesse que isso fosse mantido em segredo?

Independentemente disso, as investigações continuaram. A corporação recebeu oficialmente as bênçãos do governo para continuar a pesquisa. Eles descobriram que este mundo era surpreendentemente semelhante à Terra na cultura e que o nível de civilização dos humanos nativos era equivalente à Idade Média da Terra.
As semelhanças receberam muita atenção dos estudiosos. No final, eles chegaram a uma conclusão: a forma de energia que criou a perturbação dimensional também havia, no passado, causado algum tipo de informação para os dois lados entre a Terra e o novo mundo. Os nativos do novo mundo chamavam essa energia de [Mana].


Mana... Então, se este mundo é real, isso significa que a magia também é real?

Este mundo é sustentado pela infinita mana criada a partir da Árvore do Mundo e de suas Mudas. Comparados às outras raças do novo mundo, os [humanos] eram relativamente fracos, mas podiam aumentar rapidamente sua população. Eles haviam fundado países, como parasitas que sugam a Árvore do Mundo e as Mudas. No entanto, apesar de suas conquistas, eles estavam apenas usando mana como combustível para as habilidades especiais que chamavam de Magia.
A corporação queria explorar a possibilidade de usar o Mana como fonte de energia normal. Eles e seu governo acreditavam que a pesquisa por drones não era suficiente. Depois de decifrar a língua nativa, eles fingiram ser Deus para os reis dos países maiores, completos com profecias divinas.
O falso Deus ganhou fé com reformas agrícolas, tecnologia simples, mas conveniente para as massas, e outras melhorias. Com a confiança agora consolidada, Deus disse ao povo para pesquisar sobre Mana e criar a base tecnológica para usar o Mana em ferramentas elétricas.


Então eles colocaram uma máscara de Deus, concederam ao povo nativo a tecnologia e depois começaram a pesquisar. Para onde eles estavam indo com isso?

A pesquisa foi bem-sucedida e as primeiras aplicações ocorreram no desenvolvimento de ferramentas [Magitech] que desempenhavam um papel semelhante aos eletrodomésticos. Com a transferência de tecnologia, em apenas dez anos, nasceram trens e aeronaves magitech. Antes da intervenção da Terra, a população humana em Yggdrasia era de várias centenas de milhões. Com acesso a poderosas barreiras e armas mágicas, em dez anos, esse número aumentou rapidamente.
No começo, era simplesmente curiosidade intelectual. Em seguida, a corporação queria encontrar uma maneira de utilizar o fraco traço de Mana que eles detectaram do rasgo dimensional. Então, dez anos atrás, tudo mudou quando descobriram a criança que seria chamada de No.17.
A fauna nativa de Yggdrasia poderia matar outras formas de vida para absorver a magia e a força vital de suas vítimas e convertê-las em seu próprio poder. E o No.17, encontrado no Tibete, tinha a mesma habilidade. Com os resultados da análise do genoma da criança, a corporação estabeleceu um método para coletar mana fazendo com que os drones controlados por controle remoto matassem outros seres vivos.


Isso significa que, quando derrotei inimigos e aumentei minha magia, uma parte disso foi enviada para a Terra? E talvez a pena de morte que cortou minha magia ao meio também fosse para esse propósito.

Ao observar o novo mundo, eles entenderam que era possível enviar [Ondas], como sinais de rádio, através da distorção dimensional. Pelo fato de o Mana estar vazando levemente para a Terra, eles levantaram a hipótese de que o Mana era uma forma de onda que inundava a atmosfera. Com base nessa teoria, eles conseguiram criar um sistema para enviar o Mana que os drones reuniram para a Terra.
Na época, não havia como tornar os drones decentemente poderosos. No entanto, o problema foi resolvido quando descobriram o No.08.
Seu poder era materializar a [Força de Vontade]. Combinando-o com outro poder previamente analisado - o poder de converter materiais do ambiente ou da atmosfera em aminoácidos e outras matérias biológicas - a corporação não se limitava mais aos drones robóticos. Agora eles poderiam criar uma forma humana, tão semelhante a ser indistinguível dos seres humanos reais.
O sistema de avatar VR já havia sido introduzido na Terra até então. Maior realismo vinha com seus próprios problemas, como a instabilidade mental. Para investigar mais esses problemas, e ao mesmo tempo vendo a oportunidade de energia infinita na forma do Mana, uma oportunidade que surgiu quando o envio de avatares humanos para o novo mundo se tornou possível, o governo investiu uma grande quantia em dinheiro na corporação e disse a eles para desenvolver um sistema para colheita de mana em larga escala.
O que resultou neste jogo, [Mundo de Yggdrasia].


Entendo... Apenas o teste beta já tem três milhões de candidatos. Se a mesma quantidade de pessoas comprar o jogo quando ele for oficialmente lançado, a corporação ganhará basicamente três milhões de soldados e seu dinheiro também.

Mas o governo julgou que o jogo por si só não seria suficiente para cobrir as necessidades de energia do país. Eles pediram o desenvolvimento de armas que pudessem reunir mana com mais eficiência, armas que poderiam ser utilizadas na Terra e no outro mundo. Armas de controle remoto não humanoides. Avatares de monstros.
Esta corporação tinha filiais em todos os lugares da Terra. Dentro de centros de pesquisa disfarçados de orfanatos, eles realizavam análises sobre as vinte pessoas com habilidades especiais reunidas. Com a conclusão dos avatares de coleta de mana, agora a empresa estava investigando a sensação problemática de [Desconexão] que estava acontecendo com os avatares de monstros. Eles estavam planejando levar a nos, testadores alfa secretos, para as piores circunstâncias possíveis, como parte de seu experimento. Eles veriam todos nós secar.


Então éramos apenas peões descartáveis ... e esse orfanato desumano era mesmo deles.
Escrever isso deve ter levado dias. No começo, as palavras eram rabiscos estranhos, mas foram melhorando com o passar do tempo. E então... eles começaram a se deteriorar.

Nós, testadores alfa secretos, éramos órfãos de todo o mundo, cada um possuindo algum tipo de poder misterioso. Mas muitos de nós ficamos órfãos em acontecimentos suspeitos. Alguns de nossos pais foram mortos, alguns faliram, outros se foram por outros meios.
No começo, éramos apenas vinte e três de nós. Estávamos reunidos no centro de pesquisa, com números se tornando nossos novos nomes. Então, a pedido do governo, a corporação acrescentou outros setenta e sete, apesar de suas habilidades triviais. Exatamente cem de nós fomos jogados neste novo mundo.


Por aqui foi o ponto em que a mente do número 01 deve estar se desintegrando. Suas palavras começaram a se desviar do curso, as letras começaram a variar de tamanho e, de vez em quando, eu via estragos profundos na parede de pedra.

Minha mãe, a mulher que descobriu este mundo, empurrava seu poder cada vez mais a cada investigação. No final, isso a aleijou. Eu herdei o mesmo poder, mesmo que o meu seja muito mais fraco. Então eu conheci os No.08 e No.17 no orfanato da instituição de pesquisa. Passamos nossa infância apenas tendo um ao outro a quem recorrer.
Com meu poder, conseguimos nos infiltrar no computador pessoal de um pesquisador pela Internet. Foi assim que soubemos que éramos apenas sujeitos de teste descartáveis. Não tínhamos famílias, nem amigos além um do outro no mundo real, na Terra. Então começamos a procurar maneiras de fugir para o novo mundo.


Isso é... impossível, certo? Eles não usam avatares porque não podiam enviar humanos vivos aqui?

As habilidades únicas de nós, testadores alfa secretos, são baseadas em nossas habilidades reais. Com o Mana nativo de Yggdrasia, talvez nossos poderes possam ser fortalecidos.
[Materialização da Vontade], [Absorção de Magia e Força Vital] e [Manipulação Mental do Ciberespaço]. Estes são os nossos poderes. Se pudermos usá-los em todo o seu potencial, poderemos escapar das correntes do [Sistema], transferir nossa consciência e ganhar novos corpos vivos aqui neste mundo. Mesmo que isso faça com que nossos corpos reais entrem em coma, há uma grande chance da empresa ainda nos manter vivos. Enquanto nossa conexão com a máquina ainda estiver intacta, por mais tênue que seja, eu ainda posso mantê-la e fortalecê-la em nossas mentes.
Mas nosso plano foi um fracasso. Nós os subestimamos.


Era um plano desesperado, nascido de crianças agarradas à fraca esperança.
Aqui, a caligrafia do No.01 começou a ficar completamente deformada.

Eles queriam nos usar até que nossas mentes quebrassem, ou até que nossos cérebros parassem de funcionar completamente. Os quebrados tinham apenas um mês extra de suporte de vida. Depois disso, eles seriam descartados.
A promessa da empresa de [meio ano] que eles nos disseram? Uma mentira completa. Nunca fomos feitos para sobreviver por tanto tempo.
Dia após dia, eu me vi perdendo pedaços da minha mente. Minha primeira morte aqui, neste mundo, foi uma revelação: com nossa sensação de dor ajustada ao máximo, o momento da morte traz consigo uma agonia como nenhuma outra. Entre aqueles que tinham avatares com um sentido de dor, essa primeira morte deve ter levado dezenas ao coma. Especialmente as crianças mais novas.
E o sentimento de desconexão também piorou dia após dia. Eu pensei que poderia me manter unido a uma forma animal familiar, mas uma vez que evoluí, cresceu outra cabeça.
Essa cabeça é apenas uma fera. A violência é tudo o que a impulsiona. Aproveita qualquer oportunidade para assumir o controle do meu corpo.
Não posso descansar nem por um segundo. Eu não consigo dormir. Ele me comeria vivo se eu fechar os olhos.


Eu não sabia o quão ruim ele estava. Mas pude ver o quão longe ele foi por suas letras deterioradas.

Quem estiver lendo isso, se você for um testador alfa secreto como nós, deve levar nossas pedras mágicas. Todas as três. Prometemos um ao outro manter nossos poderes nas pedras para que, mesmo que um de nós morresse, o resto ainda pudesse sobreviver.
Talvez seja impossível. Seria o fim uma vez que nossos corpos reais fossem destruídos, afinal. Mas deve haver um caminho. Deve ser possível. A Árvore do Mundo com Mana infinita está aqui. A terra sagrada que a rodeia rejeita monstros normais, mas talvez um monstro com a capacidade de absorver magia possa encontrar um caminho.
Eu não consigo. Este é o fim para mim. Havia apenas cerca de 20 de nós testadores alfa restantes. Descobri isso depois de me infiltrar no sistema de monitoramento. Até o No.17 havia enlouquecido. Ele era muito gentil. Seu coração não poderia suportar essa vida de matar ou ser morto.
Quando você ler isso, se o lobo de duas cabeças ainda estiver vivo, por favor...


Por favor me mate.

Suas palavras pararam aqui. Depois disso, eram apenas os arranhões de uma fera enlouquecida.
Fiquei relativamente sã graças a uma série de coincidências felizes, mas parece que todo mundo não teve a minha sorte. A maioria deles havia quebrado.

Deve ter sido torturante... mas você ainda aguentou, lutando contra aqueles jogadores beta. Você não queria morrer pelas mãos dessa corporação, certo?

... sim. Deixe comigo.
Eu não vou deixar eles te matarem.
Vou colocar você para descansar.



* * *





O experimento começou com cem testadores alfa. Sob o torturante ataque mental, a maioria deles já havia deixado o mundo dos vivos. Dentro do 7º centro de pesquisa, os destinos dos últimos sete testadores estavam sendo relatados em monitores.

"Testador alfa secreto No.09. Confirmado colapso mental e subsequente término da consciência. O sujeito de teste foi desconectado. Conforme procedimento, solicitando transporte para o local de coleta" (Computador)
"Testador alfa secreto No.15. Colapso mental confirmado e subsequente término das atividades neurais. Conforme procedimento, solicitando despacho da equipe de disposição" (Computador)

Restam cinco testadores alfa.


* * *



Para cumprir a promessa com o No.01, fui para onde ele estava lutando com os testadores beta. Eu nem me lembrava do rosto real dele.


[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 502/502]
[Poder Total de Combate: 499/499]
[Habilidade Única: |Relançar| ]
[Habilidade Racial: |Medo| ]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Normal)| |Empacotador Qualificado| ]
[※ Evolução Indisponível]

Fazia um dia inteiro desde aquela luta. Eu já estava curada.
Eu estava apenas nervosa por ter lutar com ele? Ou conhecer a verdade mudou algo em minha consciência? A sensação de desconexão costumava parecer horrível nos primeiros dias. Agora estava quase acabando. Antes que eu percebesse, eu tinha aprendido a controlar esse corpo de névoa como se tivesse nascido com ele.
Eu me perguntei se eu estava brava também, do meu próprio jeito...

Quando eu estava indo para o campo de batalha de ontem, eu detectei três sinais com alta magia vindo direto para cá. Provavelmente jogadores beta vindo me caçar.

"Aí está! Esse é o monstro névoa branca mencionado no site!" (Jogador Beta)
"Impressionante! Cara, eu pensei que alguém já tinha pego este!" (Jogador Beta)
"Todo mundo usou seus tickets, certo? Então, vamos!" (Jogador Beta)

Dois guerreiros da linha de frente, um usuário de escudo. Todos eles tinham cerca de 120 de poder de combate.
Por que esses caras se incomodaram em vir?
Eu avancei sobre eles na velocidade máxima. Uma flecha zuniu em minha direção. Antes que pudesse acertar, eu me espalhei para reduzir o dano, enquanto ao mesmo tempo eu lançava uma parte de mim para envolver o guerreiro que empunhava o arco.

"Puta merda, o que é isso?!" (Jogador Beta)
"Cara, você não leu sobre como isso pode se transformar?!" (Jogador Beta)
"Aguente firme, isso vai ficar quente!" (Jogador Beta)

Um guerreiro embainhou a espada e depois atirou fogo da mão.
Eu imediatamente me reuni em minha [Forma Humanoide], me escondendo atrás do guerreiro empunhando arco enquanto apunhalava seu abdômen com minha adaga. Ele gritou.
Queimado e esfaqueado, ele partiu como raios de luz. A cena chocou o outro guerreiro ainda mais. Eu corri para ele, cobrindo todo o seu corpo, e comecei a absorver sua vida.

"Vou salvar você, espere um pouco!" (Jogador Beta)

A saúde da minha vítima estava despencando. O portador de escudo desembainhou sua própria espada e correu em minha direção, mas seus passos diminuíram no meio do caminho. Talvez a imagem de seu amigo queimando o outro vivo ainda estivesse fresca em sua mente. Tomei a chance de terminar de drenar minha vítima e, mais uma vez, outro jogador se espalhou como luz.

"Por quê?! Por que a névoa é tão forte?! Os monstros de evento não deveriam ser tão difíceis assim!", o portador do escudo gritou em seu tumulto.

Bem, talvez seja porque eu não sou um monstro de evento. Além disso, eu posso parecer branca, mas na verdade não era [Névoa]. [Gás] seria mais preciso, na verdade.
Dispersei meu corpo gasoso em uma grande nuvem para fazê-lo ter [Medo] de mim. Então, enquanto ele estava enraizado no lugar, eu o engoli e o drenei.

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 509/540] 38↑
[Poder Total de Combate: 499/499]


* * *



"Testador alfa secreto No.03. Colapso mental confirmado e subsequente término da consciência. O sujeito de teste foi desconectado. Conforme procedimento, solicitando transporte para o local de coleta" (Computador)
"Testador alfa secreto No.20. Colapso mental confirmado e subsequente término da consciência. O sujeito de teste foi desconectado. Conforme procedimento, solicitando transporte para o local de coleta" (Computador)

Restam três testadores alfa.


* * *



Então está confirmado né. Meu poder de combate não aumenta mais, mesmo que minha magia tenha aumentado.
Eu tenho um mau pressentimento sobre isso. Então não me incomodei em saquear e fui direto para o campo de batalha de ontem. À medida que me aproximava, mais e mais sinais mágicos que eu suponho serem jogadores beta apareciam no meu radar.
Havia muitos, muito mais que ontem. Uma contagem rápida já mostrava pelo menos trinta. E bem no centro, cheio de feridas, estava o Cérbero. O No.01 estava conseguindo lutar bem sozinho.

[Cerberus - No.01]
[Pontos de Magia: 225/422] [Pontos de Vida: 176/537]
[Poder Total de Combate: 499]

Em todo lugar em seu corpo havia queimaduras, machucados, cortes. Nenhum pedaço de pele foi deixado sem sangue.
Cinco portadores de escudo o cercavam. Apenas a vanguarda já tinha cerca de vinte pessoas. A alguma distância, os magos restringiam seus movimentos e lançavam feitiços poderosos.
Mais da metade dos jogadores beta tinha mais de 200 poderes de combate.
No entanto, o No.01 ainda continuava em pé, mesmo que apenas por pouco. A razão ficou evidente quando me aproximei.

"Pare de ficar no nosso caminho já!" (Jogador Beta 1)
"Nós dissemos a você, nós tínhamos contar a acertar com isso!" (Jogador Beta 2)
"E quem diabos acabou de entrar em nossa briga, hein?! Foda-se!" (Jogador Beta 1)
"Quase não resta nenhum monstro de evento! Você acha que vamos sair só porque você mandou?" (Jogador Beta 2)

Aparentemente, vários grupos diferentes estavam brigando por ele. Os retardatários provavelmente forçaram a entrada e tentaram matar o Cerberus.
Eu mergulhei no campo da carnificina. Alguém notou e gritou.

"Tem aquele monstro branco de novo!" (Jogador Beta)
"Lá, esse é para vocês que chegaram atrasados!" (Jogador Beta)
"Merda! Tudo bem, mas isso não acabou, você me ouviu?!" (Jogador Beta)

Essa resposta cáustica e relutante final veio de um grupo de seis. Eles deixaram o grupo de jogadores em torno do No.01 e vieram na minha direção.

"Merda, um tipo intangível?! Que dor na bunda. Por que não voltamos para aquele lobo?" (Jogador Beta)
"Você ainda não tem muito MP? Feitiços e Artes de Combate devem funcionar. Apenas lide com este rapidamente, para que possamos voltar e matar o outro" (Jogador Beta)
"Foda-se, vamos lá!" (Jogador Beta)

Malditos. Se vocês não estão levando isso a sério, não podem ficar no meu caminho!!
Eu me dispersei no limite absoluto que minha consciência podia suportar para minimizar o dano de flechas e feitiços. Como uma nuvem de cinco metros de largura, avancei para envolver todos eles.

"Que diabos é isso?!" (Jogador Beta)
"Eu não consigo ver nada. Onde está o corpo real?!" (Jogador Beta)

Não, eu não tinha um. A confusão deve ter levado à conclusão errada. Comecei a drenar levemente todo o time enquanto eles ainda não conseguiam encontrar o caminho para fora. Ao mesmo tempo, me juntei ao pescoço do mago que estava lançando os feitiços mais perigosos, criando apenas um braço para cortar seu pescoço com minha adaga.
Ele caiu no chão, abismado. Criar o braço diminuiu a densidade da névoa na mesma quantidade, então todos os outros notaram sua morte.

"Vamos lá cara, isso não é uma piada. Que diabos é esse monstro?!" (Jogador Beta)
"Pense mais tarde, saia daqui primeiro! E não se agrupem!" (Jogador Beta)

Como eu esperava, menor densidade significava menor velocidade de absorção. Não recebi muito, mas alguma cura ainda é melhor que nada.
Por ordem de quem, eu não sabia, mas eles estavam se preparando para se espalhar. Eu coloquei meus olhos no meu próximo alvo, o arqueiro com um poderoso arco encantado.
Mesmo entre os jogadores beta, havia jogadores experientes e novatos. Este arqueiro era do primeiro grupo. Eu tenho que esmagá-lo enquanto ainda tenho a chance.

"Está vindo aqui?! [Vínculo das Sombras]!" (Arqueiro)

A boca do arqueiro torceu algo feroz. Ele lançou o mesmo feitiço que vi no outro dia no chão embaixo de mim.

[Relançar]

Ele sentiu [Medo] de mim, mesmo que apenas por um momento, e isso foi suficiente para eu resistir ao seu feitiço. Eu me reduzi a uma forma humanoide de gás solto, do tamanho de um adulto, sem realmente usar a habilidade de mudar de forma. O arqueiro ainda estava petrificado quando passei meu braço em volta do seu pescoço e o drenei.
Ao me ver, os outros membros do time recuaram um passo. O medo era evidente em seus rostos. Exceto o líder.

"Merda, por que diabos estamos sendo derrubados tão rapidamente?!" (Líder)

Seu rosto ficou vermelho de raiva. Ele se aproximou, balançando a espada em um golpe selvagem.
Mas não tenho tempo de brincar com você.

"O que!?" (Jogador Beta)
"Está fugindo!" (Jogador Beta)

Deixei seus gritos atrás de mim e me movi em alta velocidade em direção ao No.01, ainda envolvido na batalha.

"Persiga-o! Não o perca de vista!" (Jogador Beta)

Estávamos nos aproximando do No.01. As pessoas ao redor do lobo gritaram com raiva da festa pelas minhas costas.

"O branco está aqui de novo! O que diabos vocês estavam fazendo, idiotas?! Vocês nem conseguem manter isso longe!" (Jogador Beta)
"Cale a sua maldita boca!" (Jogador Beta)


* * *



"Testador alfa secreto No.08. Colapso mental confirmado e subsequente término da consciência. O sujeito de teste foi desconectado. Conforme procedimento, solicitando transporte para o local de coleta" (Computador)

Restam dois testadores alfa secretos.


* * *



Longe, o No.01 estremeceu. Ele soltou um uivo cheio de dor.

[Cerberus - No.01]
[Pontos de Magia: 179/434] [Pontos de Vida: 65/550]
[Poder Total de Combate: 499]

Ele estava quase caído. Fui direto para ele, mas as pessoas na minha frente lançaram feitiços no meu caminho.

Fora do caminho! Ele é meu!

Alguns acertos. Eu mudei de posição. Ao mesmo tempo, detectei um feitiço sendo disparado atrás de mim.

[Relançar]

Eu mal consegui me esquivar. O feitiço continuou e atingiu um mago que estava amarrando os movimentos do No.01.
Eles gritaram, perdendo a calma. Eu me transformei em minha [Forma Humanoide] gasosa novamente e dei um abraço neles. Os últimos pedaços de sua força vital esvaziaram-se rapidamente.

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 464/558] 18↑
[Poder Total de Combate: 499/499]

"Que diabos vocês estão fazendo?!" (Jogador Beta)
"Cale a boca! Vocês, param de bater em nossa presa!" (Jogador Beta)

Os grupos não se importaram que eu matei alguns dos membros do seu time. Eles começaram a se insultar. Alguns guerreiros do grupo ao redor do No.01 prepararam suas armas contra o líder do partido que estava atrás de mim, protegendo seus magos e arqueiros.
Enquanto isso, peguei a espada que caiu do mago que matei. Fiz uma corrida para o No.01.

"Parem o branco!" (Jogador Beta)

Exceto pelos quatro portadores de escudo, o resto da vanguarda preparou suas armas e se aproximou de mim. Feitiços e flechas dispararam por trás deles, perfurando através de mim.

"[Corte de Espada]!" (Jogador Beta)

A Arte do Guerreiro acertou. Minha consciência ficou turva por um momento.

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 371/558]
[Poder Total de Combate: 426/499]

Tanto a minha magia quanto o meu poder sofreram um grande golpe. Mas eu ainda poderia lutar. O ataque me surpreendeu, mas continuei andando. Um guerreiro empunhando um machado correu, se preparando para pular em mim com outra estranha arte de combate.

"Minha vez! [Flamejante-" (Jogador Beta)

[Relançar]

"O qu-?!" (Jogador Beta)

Seu ponto de apoio ficou instável. Minha habilidade o fez tropeçar e eu passei do seu lado.

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 336/558]
[Poder Total de Combate: 391/499]

"Não deixe que isso se junte ao Cerber-aargh!" (Jogador Beta)

Um portador de escudo virou na minha direção. No momento em que ele fez, o nº 01 disparou um raio de seu chifre, queimando suas costas.

[Cerberus - No. 01]
[Pontos de Magia: 112/434] [Pontos de Vida: 34/550]
[Poder Total de Combate: 499]

"Arqueiros! Pare isso AGORA!" (Jogador Beta)
"Entendido, [Vinculo das Sombras]!" (Arqueiro)

[Relançar]

Droga, ainda não consigo sair. Não, ainda há uma chance. Novamente!

[Relançar] [Relançar] [Relançar] [Relançar]

"Merda, ele conseguiu sair?!" (Jogador Beta)

Minha suposição era que, no momento, eu não estava relançando para resistir ao ataque obrigatório, estava relançando para dissipá-lo. Então tentei algumas vezes e minha aposta valeu a pena.

[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
[Pontos de Magia: 236/558]
[Poder Total de Combate: 291/499]

"Merda! Eu vou segurar ele! [Venha pra Cá]!" (Jogador Beta)

Quando um portador de escudo usou uma arte desconhecida, ele começou a brilhar, parecendo muito atraente.

[Relançar] [Relançar]

Minha visão voltou ao normal. Depois que passei por cima da cabeça dele, vi a cabeça direita de Cerberus quase morta me olhar... No.01. A loucura se afastou de seus olhos e eu achei... achei que o vi sorrir. E então ele mordeu a cabeça esquerda, impedindo-a de me atacar.

Sim... eu estou aqui.

Eu me moldei na forma humanoide gasosa, depois esfaqueei o No.01 na testa com a minha rapier.
A lâmina quebrou. Eu agarrei seu pescoço, absorvendo toda a sua magia restante. O No.01 desapareceu em manchas de luz, liberando uma pedra mágica azul. Ela foi então sugada para dentro do meu corpo.


* * *



"Testador alfa secreto No.01. Colapso mental confirmado e subsequente término da consciência. O sujeito de teste foi desconectado. Conforme procedimento, solicitando transporte para o local de coleta" (Computador)

Um testador alfa secreto restou.


* * *




[Shedy] [Raça: Ghast Branco] [Demônio Inferior (Classe Alta)]
・ Um demônio inferior feito de poeira e gases. Uma forma de vida espiritual inteligente.

[Pontos de Magia: 212/658] 100 ↑
[Poder Total de Combate: 267/499]
[Habilidade Única: |Relançar| ]
[Habilidade Racial: |Medo| ]
[ |Identificação Simples| |Forma Humanoide (Normal)| |Empacotador Qualificado| ]
[̹̳̻̗̟ͅ―̯̗͜͟͡―͏͍̪͓͇―̵̧̠̬̭―̳̤̖̯̬̻̰͇̭͠]

Todo mundo estava pensando que a névoa branca iria lutar ao lado do lobo. Em vez disso, eles testemunharam a cena de um monstro matando outro. Eles me encararam com pura perplexidade.

"Qu- que DIABOSS?! Nós perdemos um!", o líder do segundo grupo foi o primeiro a soltar sua voz.

Um dos portadores de escudo gritou de volta com raiva. "A culpa é sua, você não conseguiu segurar o branco! Este é nosso agora!"
"Não brinque comigo, você-" (Jogador Beta)

Já chega de vocês... Calem a boca.

O líder do partido estava prestes a desembainhar sua arma. Eu voei para ele em um flash de velocidade de lobo e rasguei sua garganta com minha lâmina quebrada. Ele borbulhou sangue, a última coisa que ele poderia fazer antes de ser drenado.

Adeus, No.01... Bem, eu posso me juntar a você em breve, de qualquer maneira.

Mantendo minha forma vagamente humana, tirei o sangue da minha espada. Minhas bochechas se abriram em um sorriso diabólico e muito amplo. Os jogadores beta estavam me olhando com evidente terror.

Mas não vou sair em silêncio.


* * *



"Testador alfa secreto No.13. Colapso mental confirmado e subsequente término da consciência. O sujeito de teste foi desconectado. Conforme procedimento, solicitando transporte para o local de coleta. No momento, todos os 100 testadores alfa secretos foram desconectados" (Computador)

Depois que o procedimento de logout do testador final foi concluído, a sala de monitoramento explodiu em aplausos. Tinha sido um mês inteiro de monitoramento constante 24 horas por dia, 7 dias por semana, mesmo que os observadores fossem alternados em turnos.
O vice-diretor, Brian, e sua secretária entraram na sala. Ele parabenizou a equipe com um teatro:

"Trabalho incrível, pessoal. O tempo de execução da experiência foi bastante reduzido em relação ao nosso plano original de meio ano, mas, graças a todos os seus esforços, obtivemos alguns dados surpreendentes. Há um churrasco e algumas cervejas esperando por vocês no pátio. Quem terminou o trabalho, fique à vontade para descansar. Ah, as pessoas que vão trabalhar até a noite não toquem nas cervejas, certo? Refrigerantes são tudo o que vocês irão receber" (Brian)

Os funcionários deixaram seus assentos, com algumas risadas para às palavras de Brian. Ainda havia trabalho a ser feito, mas, por enquanto, era hora de comemorar a conclusão de um projeto que decorreu de forma tranquila.
Os monitores e displays foram desligados, um após o outro. Os funcionários já estavam todos no pátio, com apenas a secretária dando à sala uma verificação final para ver se havia alguém ainda para trás. Quando ela saiu da sala, a porta trancou atrás dela, um pensamento espontâneo veio à sua mente.

(... sujeito de teste No.13...) (Secretária)

Uma garota albina. Apenas onze anos, mas com olhos muito mais maduros.
Os avatares do tipo espiritual foram considerados o pior tipo de uso. Apesar disso, ela sobreviveu até o fim, sua mente se manteve inflexível.
Mas no final, até ela quebrou. Sua consciência se foi. Pelo menos os dados que ela deixou para trás seriam de grande utilidade para a próxima onda de testadores beta secretos.
Testadores com psiques em colapso continuariam sendo observados pelos próximos trinta dias. Depois disso, eles seriam descartados.
Ela se lembrou da visão da garota branca como alabastro, com olhos escarlates, que lembrava nada menos que um coelho. Talvez ela deva ir ver a garota uma última vez, mesmo que seu corpo não seja nada além de uma concha vazia agora.

Mas... algo parece estranho aqui, pensou a secretária.
Os outros testadores tiveram suas mentes quebradas após suas próprias mortes. Mas essa garota não era como eles. Poderia essa fortaleza mental de aço ser tão facilmente quebrada logo após uma ou duas mortes?


* * *



Algum tempo depois.
Dentro da sala vazia e trancada, iluminada apenas por fracas luzes de saída de emergência, uma das telas piscava. Linhas de texto percorreram a tela.



.........................................................
................................................
.......................................

[Evolução Disponível]

........................
...............

[S / N?]

.........
.........

[S]



De repente, a tela principal do monitor ligou. Aparecendo na tela grande estava a silhueta de uma garota branca como a neve com orelhas de coelho caídas.
Ela apertou os lábios em um sorriso demoníaco.




Nota do Autor

Um pouco de explicação sobre a colheita de mana.

Após a ruptura dimensional e, posteriormente, o novo mundo ter sido descoberto, a empresa experimentou para ver o que eles poderiam enviar. Objetos físicos não funcionavam, mas "ondas" como sinais de rádio funcionavam. Eles também detectaram algum mana vazando para a Terra, embora fraco, e, por isso, levantaram a hipótese de que o mana era uma espécie de onda de energia flutuando na atmosfera.

Toda a fauna nativa compartilhava uma característica: a capacidade de matar outras formas de vida para ganhar mana. Criando embarcações com controle remoto diretamente no novo mundo, concedendo-lhes a mesma habilidade e enviando-as para matar os monstros locais, as embarcações coletariam mana. Uma vez desconectadas, qualquer mana extra - ou em caso de morte de jogadores, metade de sua magia como penalidade - seria devolvida através de uma instalação de coleta construída dentro dos Templos, os pontos de desova dos jogadores.

Atualmente, pesquisas sobre outros métodos para coletar mana diretamente, além de usar embarcações de controle remoto, ainda estavam em andamento, mas as implementações práticas ainda estavam muito longe.

Estima-se que o novo mundo tenha cerca de algumas centenas de milhões de humanos nativos. E para reunir magia dessas pessoas, eles precisavam de monstros. Qual foi o motivo da criação dos "Avatares de Monstros Beta", desenvolvidos como um método mais eficiente de colheita de mana.

Devido ao fato de que a raça humana do novo mundo não era considerada igual à humanidade da Terra e, portanto, não recebia proteção dos direitos humanos da Terra, as invasões não foram consideradas como infringindo nenhuma lei.

No papel, o mana deveria ser usado como uma nova fonte de energia limpa. Mas em salas fechadas, as pessoas pensavam em usar avatares de monstros, que demonstravam poder equivalente a tanques enquanto ainda possuíam a mobilidade das bestas, em guerras limitadas na Terra.




Mais Acessadas